Brennan Manning e seu Falsificado Evangelho Maltrapilho


O Senhor Jesus Cristo advertiu seus seguidores, “Cuidado com os falsos profetas, que vêm a vós em pele de cordeiro, mas por dentro são lobos devoradores (Mateus 7:15). O alerta foi importante porque mais tarde, Jesus disse-lhes:

Eis que  vos envio como ovelhas no meio de lobos; portanto, sejam astutos como as serpentes e simples como as pombas “. (Mateus 10:16)

O apóstolo Paulo, com um espírito profundamente perturbado e em lágrimas, escreveu um aviso similar,

”Eu sei que depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio do rebanho, e não os pouparão ” . (Atos 20:29)

Ao longo da história da igreja esses avisos sobre cristãos professos que enganam até os escolhidos, raramente têm sido levados a sério. Como a igreja pode ser tão facilmente enganada? De acordo com o Dicionário Webster “enganar” significa “levar algo errado a ser aceito como verdadeiro ou o inverso.” Poderia a Igreja ter perdido não apenas sua capacidade de discernir a verdade do erro, mas também a capacidade de diferenciar os lobos dos cordeiros?

Considere Brennan Manning, um inativo padre católico romano, que tem algumas características óbvias de um “lobo”, mas essas características seguem sem serem detectadas pela a  maioria dos cristãos. Nos últimos dez anos, ele tornou-se um orador popular em muitas igrejas “evangélicas”. Manning foi ordenado sacerdote franciscano após graduar-se no Seminário Católico São Francisco em 1963. Mais tarde foi professor de teologia na Universidade de Steubenville (um seminário católico e catalisador do culto a Maria como co-redentora da humanidade). Após deixar a ordem Franciscana em 1982, e ter passado por um tratamento para alcoolismo, casou-se com Roslyn Ann Walker. O casamento não foi pra frente, e terminou em divórcio, mas a sua popularidade como escritor e orador continua crescendo apesar de Manning proclamar um evangelho alheio as escrituras.

O ensinamento de Manning é encantador, sedutor, astuto e perigoso principalmente porque ele leva a vantagem de quase sempre falar a um público sem discernimento. Ele ensina que é possível superar o medo, a culpa e até mesmo o alcoolismo, simplesmente através da meditação. Suas técnicas de meditação são extraídas de uma mistura de Misticismo Oriental, Psicologia, movimento da Nova Era e do Catolicismo Romano. Manning dá a impressão de que ele tem uma relação muito íntima com Deus e diz ter muitas visões, encontros e conversas com o Ele. Manning garante que se seu público aplicar os seus ensinamentos, eles também podem se tornar mais íntimo de Deus.

Conheci Manning na Associação Cristã de Editores, em Nova Orleans, E.U.A. Como ele estava dando autógrafos de seu livro, “O Evangelho Maltrapilho” , perguntei-lhe se seu “evangelho maltrapilho”, seguia o plano católico de salvação ou o plano bíblico de salvação. Ele respondeu: “Leia e descubra por si mesmo.” Ainda na tentativa de captar mais informações sobre sua teologia pessoal, eu lhe dei uma matéria que eu tinha escrito com o título, “Catolicismo Romano: Tradição versus Escritura Sagrada”, e pedi para que Manning fizesse suas considerações. Após ler por alguns minutos, ele rasgou-o em pedaços e jogou-o no lixo.

A segunda vez que eu vi Manning foi na Hillcrest Church, uma congregação de mais de 5.000 membros em Dallas, E.U.A.  A mensagem de Manning era sobre a nossa necessidade de uma segunda conversão, uma conversão que só pode ter lugar quando se supera a rejeição da auto-estima e se progride através da  auto-aceitação. Como suas palavras foram extremamente contraditórias com as palavras de Cristo!

“Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-Me” (Lucas 9:23)

Depois do culto, questionei com dois anciãos da igreja de Hillcrest, como eles poderiam permitir que um padre católico romano falasse com sua congregação. Eles responderam: “congratulamo-nos com todos aqueles que amam a Deus”. Isso foi o cumprimento das palavras proféticas de Paulo:

“Porque virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas”. (II Tm 4:3-4).

No evangelho de Brennan Manning, toda a humanidade já alcançou a salvação

Como acontece com diversos pregadores desse evangelho moderno, que sabem ganhar popularidade entre as ovelhas fazendo “cócegas em seus ouvidos”, Manning supervaloriza o amor e a graça de Deus, ignorando os Seus atributos de justiça e santidade. Ele ensina que Jesus salvou toda a humanidade. Sua “boa nova” é que todos já estão salvos. A teologia de Manning opõe-se a palavra de Deus que diz:

”Aqueles que praticam tais coisas não herdarão o reino de Deus “. (Gl 5:21)

“Aquele que crê no Filho tem a vida eterna, mas quem não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele”. (João 3:36)

Assim, a fé de  Manning se resume a que os pecadores precisam apenas “confiar no amor de Deus.” Este é um tema importante do “Evangelho Maltrapilho”. Confiar no amor de Deus, Manning diz,

”Porque Deus ama você, independente do que você viva  e continue fazendo”.

No evangelho de Manning não há espaço algum para a santificação ou arrependimento. Em vez disso o ex-monge católico minimiza  a fraqueza e o pecado humano com desculpas, afirmando  que Deus tolerará o pecador independentemente de ele se arrepender ou não. Ao dizer isso, Manning transformou “a graça de Deus” em libertinagem e o criador no Senhor da impunidade.

Manning escreve: “Deuses falsos desprezam os pecadores , mas o Pai de Jesus ama a todos, não importa o que eles não aceitam”.

Mas é claro que isso é quase inacreditável demais para nós. Sim, muito incrível, porque viola a palavra de Deus: “Tu, Senhor,  odeia todos os que praticam a iniqüidade” (Salmo 5:5).

Parar de pensar em Deus…

No livro, “A Assinatura de Jesus”, outro livro de Manning, ele ensina seus leitores a orar, usando um mantra. Ele diz,

“o primeiro passo na fé é parar de pensar em Deus no momento da oração” ( p. 212).

O segundo passo é “sem mover os lábios, repita a palavra sagrada desejada [ou expressão], interiormente, lentamente, e muitas vezes. Se as distrações vierem, basta voltar a ouvir a sua palavra sagrada” (p. 218).

Mantra: “No hinduísmo e no budismo, é uma fórmula (palavra ou expressão) que se pronuncia repetidamente e que visa alcançar um estado de relaxamento, contemplação e meditação”. Pode ser pronunciado sem que se abra a boca. (Dicionário Priberan)

Manning também encoraja os seus leitores a fazer algo que ele chama de  ”celebrar a escuridão”, porque “o ego tem que quebrar”, e essa quebra é como entrar em uma grande escuridão” (p. 145).

Jesus disse: “Quem me segue não andará nas trevas” (João 8:12).

O Espírito do Anticristo

Manning cita como mestres da vida espiritual, muitas vezes os santos católicos, filósofos humanistas, hereges famosos, monges e místicos medievais. Alguns dos monges que ele cita defendem que a salvação é realmente uma transformação da consciência de ser despertado para a unidade de toda criação. Possivelmente a prática mais perigosa dos ensinos de Manning é o seu novo método de esvaziamento da mente. Como acontece com a yoga e com a meditação transcendental, este é um convite aberto a atividade satânica. Muitas das expressões e técnicas empregadas por Manning em “A assinatura de Jesus”, não são encontrados nas Escrituras, tais como:

A Oração de Alinhamento

A Espiritualidade Pascal

A Disciplina do Segredo

A Mineralização da Espiritualidade Contemplativa

Praticando a Presença

A Integração Interna

Rendendo-Se ao Centro

Mestres Espirituais Contemporâneos e Mestres da Vida Interior

Práticas espirituais extra bíblicas só pode gerar confusão. Elas se originam do pai das mentiras, em quem não há verdade. Manning claramente  desalinha da maneira de como Paulo descreveu os líderes cristãos do primeiro século. Paulo disse:

”Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade”. (Cor 2. 4:2)

Manning raramente usa as escritura e mostra seu desprezo por aqueles que o fazem, e para com aqueles que acreditam que “O Verbo era Deus” (João 1:1). Ele escreve:

“Estou profundamente consternado pelo que só posso chamar de produto da nossa cultura cristã, a idolatria das escrituras por parte de muitos cristãos. A Bíblia não pode limitar Deus. Resumindo em uma palavra,  isso é “bibliolatria”(adoração da bíblia) … Eu me sinto extremamente perturbado quando estou em torno de pessoas que falam como se apenas as páginas das escrituras pudessem revelar exatamente como Deus pensa e precisamente aquilo que Deus quer “(p. 188).

Manning criticou várias igrejas evangélicas que ele teve a oportunidade de visitar , onde segundo ele, a religiosidade levou Jesus à margem da vida real e mergulhou as pessoas na preocupação com sua própria salvação pessoal” (p. 193).

Embora Manning crê e ensina a vida, morte e ressurreição de Cristo, o seu livro, “A Assinatura de Jesus”, não é um guia que ensina a seguir a Jesus, mas sim,  seguir os “mestres da vida interior”. Paulo escreveu:

” Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples”. (Rom. 16:18).

Manning reinterpreta algumas das verdades mais essenciais da Bíblia à luz da cura psicológica. Ele olha para a “natureza humana como caída, mas redimida. Falha, mas na sua essência está correta (p. 125).

Sua técnica de meditar sobre o nada, ao invés da Palavra de Deus, é um exercício de ocultismo moderno. Esta prática convida a influência demoníaca e ao contato com o mundo espiritual. O místico católico Brennan Manning não deveria ter lugar na verdadeira Igreja de Jesus Cristo. Os genuínos líderes cristãos devem soar o alerta sobre Manning e sobre todos os outros,

”Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo”. (II Coríntios. 11:13).

Eles devem ser expostos conforme Efésios. 5:11,

“E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as”.

Nós todos vivemos em dias de grande engano. Que Deus dê a Sua Igreja o dom do discernimento como nós levamos a advertência de Paulo a sério:

“Vede que ninguém vos faça presa por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo “(Cl 2:8).

A visão chocante de Brennan Manning sobre o homossexualismo evangélico

Atualizado em 27/03/2012

Por Andy Comiskey

“O palestrante, Brennan Manning, causou impressão. Eu havia lido seus livros sobre graça e cura, e estive em suas reuniões que minha igreja havia patrocinado. No entanto, eu estava me sentindo incomodado. Pensei: “Quanta ênfase no amor”. Mas e quanto a uma mensagem clara incentivando-nos a abandonar as coisas infantis, para tomar posse de aspectos maiores e mais verdadeiros da nossa identidade em Cristo? Concordo plenamente que Deus nos abraça em nossa fraqueza. Mas em nossa perversidade também? Fiquei pensando no modo como ele aborda a questão da pureza sexual, principalmente a homossexualidade…

Encontrei-me com Manning para um almoço para tratar dessas questões. Ele pareceu ter ficado realmente ofendido quando expressei minhas preocupações com as referências ambíguas dele com relação ao homossexualismo em seus artigos e livros. Durante nosso almoço incômodo, ele defendeu os “casais” gays que vivem em compromisso. Ele também desafiou meu compromisso de defender a ética sexual bíblica — nenhum sexo com homem ou mulher fora da aliança conjugal heterossexual — taxando-me de desinformado e de ter uma mente estreita. Eu compartilhei com ele acerca do compromisso do ministério Desert Stream de dar oportunidades seguras e fortes na igreja para a transformação dos homossexuais. Meu assistente Mark Pertuit e eu demos para ele testemunho de nossas próprias caminhadas de cura. Manning rejeitou nosso testemunho com o argumento de que eu não tinha conhecimento suficiente de teologia moral para ser levado a sério nessa questão.

Obviamente, Manning e eu abordamos de modo diferente a questão da autoridade moral. Minha abordagem é conservadora e baseada na Bíblia. A abordagem dele é obscura para mim. Mas o que emerge dessa falta de clareza nele (e, é triste dizer, em muitos como ele) é uma sentimentalização horrorosa da homossexualidade. Estranhamente, os indivíduos que se encontram presos às tendências homossexuais se tornam “tabus” para “terapeutas” como Manning. Em vez de abraçar com verdade e graça homens e mulheres que estão confusos, esses terapeutas dançam ao redor desses homens e mulheres em dificuldades e lutas, concedendo-lhes uma condição de quase heróis. O resultado é uma compaixão falsa que pode incentivá-los a se identificar e viver o homossexualismo.

Graça sem a verdade clara e autorizada das Escrituras Sagradas é mortal, onde se pode demarcar os limites conforme nossa vontade, perdendo a revelação da vontade de Deus para nossa vida humana aqui na terra. Ficamos, em vez disso, sozinhos construindo uma identidade baseada em nossa experiência da realidade. “Sinto-me gay. Portanto, sou gay. Deus me abençoa como gay”. Esse pensamento esvazia a cruz de seu sentido. Jesus morreu para nos oferecer o retorno ao seu plano ideal no Jardim do Éden. Ele ressuscitou para nos levantar de acordo com a vontade do Pai para nossa vida humana. Se perdemos essa verdade, então a graça fica sem sentido. Sua energia que transforma vidas se dispersa e perde a força. A verdade das Escrituras guia a energia da graça. Sem a verdade, a graça perde seu poder dinâmico e essencial de transformar vidas.

Para muitos terapeutas de influência, a graça abraça os indivíduos que enfrentam conflitos homossexuais, mas é aparentemente incapaz de transformá-los.

Andy Comiskey  é um ex-gay transformado pela graça de Deusa e é o fundador do Ministério “Fluxos do Deserto“ www.desertstream.org. Ele já escreveu vários livros com base em sua experiência com relacionamentos e comportamentos homossexuais, e dá seminários para os que desejam ser livres de tais relações e comportamentos.  Ele é considerado um proeminente líder nessa área”.

Fonte: http://juliosevero.blogspot.com.br/2007/09/o-perigo-da-graa-sem-verdade.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Andrew_Comiskey

A missão Desert Stream fornece centrada ajuda em Cristo para aqueles que lutam com problemas e relacionais sexuais.

Mike Gendron

Fonte: Título original, “Cuidado com os lobos em pele de cordeiro”

http://www.deceptioninthechurch.com/page3.html

1. Brennan Manning, “O Evangelho Maltrapilho”, Portland, OR: Press, 1990, página 33 Multnomah.

2. Ibidem, página 22.

3. Brennan Manning, “A Assinatura de Jesus “, Irmãs, OR: Livros Multnomah, 1996, p. 94, 219.

O interessante em relação a Brennan Manning é que apesar de ele ser um ex-monge católico romano, que jamais se converteu a Cristo, jamais afirmou isso, esse detalhe parece não incomodar os crentes de forma alguma. É como se a igreja esquecesse que existe algo que se chama “conversão”. Ou então no caso de Manning, ele deve ter sido dispensado por Deus, de passar pelo processo do arrependimento…. E pensar que Manning é apenas um, de uma série enorme de falsos profetas que virão nos anos que se sucedem para sacudir a igreja, onde a fé de cada um será provada…Te prepara igreja, porque os anos que virão serão negros, como nunca houve antes, nem nunca haverá depois, segundo as palavras do mestre…Na verdade eles já chegaram…

Roberto Aguiar

About these ads

270 Respostas to “Brennan Manning e seu Falsificado Evangelho Maltrapilho”

  1. Roberto, muito obrigado por esta postagem! Eu procurava uma crítica idônea de Manning em português, e agora a achei! Valeu o esforço de tradução, irmão! Que Deus continue te usando para despertar a Igreja brasileira sobre essas ondas malignas!

  2. Roberto Aguiar Says:

    Como você Bill, eu também me sinto constrangido em ver um sujeito espalhando mentiras sem ser contestado. Esperemos agora que nossos irmãos consigam usar a razão, juntamente com a palavra, e entendam um pouco sobre o nível de engano desse ilusionista dos últimos dias.

  3. Eugênio Pimentel Says:

    Oremos a Deus para que a luz do Evangelho de Jesus Cristo entre nos
    corações desses crentes que estão sendo enganados por falsos pasto_
    res,e se convertam genuinamente a fé cristã.Ainda veremos coisas es_
    pantosas,mas,se estivermos vigiando e orando não cairemos nas astú_
    cias de Satanás.

  4. Infelizmente as falsificações do evangelho tem espaço num meio onde deveria haver um profundo conhecimento da verdade (JESUS);sem um relacionamento intimo com Deus não há possibilidade alguma de alguem saber distinguir a falsificação do evangelho. AS trevas estão onde há ausência de LUZ.
    “nós temos vivido numa sociedade onde existe uma grande sede por novidades”. Os valores verdadeiros já estão expressos na Bíblia. temos que voltar à Bíblia e ponto final.Shalom.

  5. Shalom;
    Vivemos numa sociedade que tem uma sede imensa por ‘novidades';
    é evidente que o novo não é necessariamente bom ou ruim,Mais no caso do cristão (evangélico),já passou da hora; para vermos que estas avacalhações só estão ai por falta de se fazer o básico.Ler a Bíblia,memorizar versículos da Bíblia,tempo com Deus na oração e meditação, trabalhar para que pessoas incrédulas se convertam.Vida de Santidade, caráter…por ai vai.

  6. lucilene Says:

    Eu acabei de ler o avangelho maltrapilho, gostei de alguns trechos, mas outros me deixaram confusa, parecia que faltava alguma coisa…agora sei que faltava encontro com Jesus, arrependimento, regeneração, transformação.
    Achei muito parecido alguns livro que li de Philip Yancy, você tem alguma artigo sobre ele também?

  7. Roberto Aguiar Says:

    Sim! Nesse mesmo blog, no link “falsos mestres” tem uma matéria sobre Yancey. Vai o link:

    http://discernimentocristao.wordpress.com/2009/01/31/a-apostasia-de-philip-yancey-2/

  8. Camila Says:

    Nossa, esta postagem foi uma resposta de Deus!

    Há um tempo estava pesquisando sobre este autor, mas não achava muita coisa concisa sobre ele. No entanto, seus livros me chamaram a atenção por seus títulos e seus “resumos” (enganosos também). Acabo de ler o “Confiança Cega”, e algo me incomodou, mas para ser sincera, não tive e não busquei discernimento algum, estou passando por um momento muito difícil, acabei de passar por uma avalanche de decepções com minha igreja e estou pondo a prova muitas “convicções” que tinha a respeito do que me era ensinado como “vindo de Deus”… Tenho pedido a Deus para me mostrar a verdade, e Ele, sem eu merecer tem me conduzido a esta verdade!!! Mesmo com toda a minha ignorância e indisposição!!!

    Agradeço a Deus, por Sua fidelidade e por levantar pessoas comprometidas com a verdade de Cristo!!!

  9. Appio Says:

    Há algo que me impressiona no meio evangélico. A posição de juiz em que muitos se colocam.
    Acho estranho quando escrevem um artigo em que não apenas criticam a obra mas acusam o autor de não ter se convertido à Cristo (último parágrafo).
    Acho estranho alguém pensar que sua forma de interpretar a Bíblia é a única correta e os outros estão errados.
    Tenho 31 anos e cresci dentro de uma igreja batista. Durante todos esses anos sempre escutei esse papo apocalíptico sobre nova era, espiritualismo, falsos mestres do fim do mundo etc.
    Gostaria de registrar que entendo que espiritualismo sempre existiu, não é novidade. Falar que estamos próximo do fim do mundo e que os falsos mestres estão se avolumando também é um discurso velho e mofado. Falsos mestres e falsos profetas existem desde os primeiros livros do Antigo Testamento. Pessoas que se colocam na posição de Deus para julgar os outros também aparecem com frequência nas Escrituras.
    Amo Jesus e sua Palavra que é vida na minha vida e aprendo muito sobre a Graça do Senhor com o irmão Manning.
    Me alegro em chamá-lo de irmão. Não concordo com tudo o que ele diz mas não me acho no direito de rotulá-lo ou de questionar o compromisso pessoal dele com o Salvador Jesus Cristo. Li quase todos os livros de Manning em português e não vejo essas supostas heresias que estão sendo condenadas acima.
    Inclusive acho que ele é muito mais relevante do do que 90% do que está publicado por aí pelas mão de “evangélicos ortodoxos” e autores “consagrados”.
    Que Deus tenha misericórdia dessa doença de se achar superior e julgar os outros.
    Desculpem o desabafo. Mas não concordo com críticas desonestas.

  10. Roberto Aguiar Says:

    Confesso que antes da criação desse blog já tinha algum conhecimento do potencial humano para a confusão e seu talento natural para a dramaturgia, mas o contato com uma diversidade de opiniões aqui no blog me deram uma noção muito maior dos problemas humanos. Por exemplo, é comum você encontrar pessoas censurando a liberdade de expressão e de análise individual, e pior, colocando esse direito de expressão como se fosse um ato vil.

    A minha pergunta é: Será que essas pessoas concordam com todo mundo sempre? …Claro que não! E quando discordam, será que ficam sempre em silêncio guardando suas opiniões apenas para si?… Absolutamente não, esse classe de ser humano não existe! Então porque sempre encontramos pessoas censurando a liberdade de expressão? É simples, elas estão querendo proteger suas preferências pessoais. O problema de tudo isso é que é feio você tolher o direito dos outros quando o seu é liberado. A maioria das vezes que você encontrar pessoas levantando a bandeira do “Não julgueis”, pode ter certeza que elas estão advogando em causa própria, pois você acabou de atingir o interesse delas. Para si próprias elas disponibilizam o direito de discordar e analisar o que, e quem quer que seja, já quando alguém atinge seus interesses, para os outros esse direito é negado.

    É o que está acontecendo aqui. Se na bíblia cabem várias interpretações sobre o mesmo texto, de acordo com olhar de cada um, é melhor a gente esquecer o assunto, encostar o livro, porque tudo não passa de divagação filosófica. Se os autores da bíblia não tinham algo concreto em mente quando a escreveram, mas deixaram em aberto para cada um concluir como desejar, todo o cristianismo não passa de conto de fadas.

    É contraditório alguém se qualificar de cristão e classificar o fim do mundo e o apocalipse de “papo velho e mofado”, algo claramente pregado até pelo próprio Cristo. Será que Cristo não sabia o que estava dizendo…? É elementar que falsos mestres sempre existiram desde antes do nascimento de Cristo, mas o que a bíblia adverte é algo diferente, trata-se de uma epidemia de falsificadores do evangelho dos quais Manning é um exemplo.

    Para quem lê a bíblia sem a intenção de se aproveitar dela, sabe muito bem que ela ensina não só a questionar a fé dos outros, como a sua própria. Porque? Porque considerações equivocadas produzem resultados ineficazes.

    Tenho uma posição privilegiada para questionar Manning porque como ele, já fui frade franciscano, e como ele fiz voto de pobreza. Não há nada no catolicismo romano que sirva de escada para a verdadeira espiritualidade porque se tratam de Cristos diferentes. O fato de alguém sem conhecimento de causa não conseguir enxergar algo errado em determinado fato, não significa que o erro não esteja lá. O evangelho açucarado de Manning é feito para atrair aquelas pessoas que distorcem a palavra amor, que escolhem segundo seu gosto pessoal que parte da bíblia elas querem considerar , e que astutamente fecham os olhos para trechos da bíblia que trazem prejuízo como é o caso da morte do ego, do carregar a cruz.

    Antigamente tinha essas pessoas como pobres vítimas desses lobos religiosos, mas com o passar do tempo, descobri que tanto quem alicia, como quem se deixa aliciar, são farinha do mesmo saco. Porque não existiria corruptor, se não houvesse ninguém que desejasse se corromper. Ambos são cúmplices e coniventes. Ambos estão num conluio inconsciente porque desejam as mesmas coisas.

    Todos julgam todos, e quem diz que não julga é hipócrita, porque julgar faz parte da configuração racional do homem. A capacidade de julgar é uma das características que diferenciam o homem dos outros animais. Não era isso que Jesus ensinava aos apóstolos em relação aos fariseus?

    Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça. João 7:24

    Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? 1 Coríntios 6:2

    Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? 1 Coríntios 5:12

    Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? 1 Coríntios 6:3

    Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos? 1 Coríntios 6:5

    Atos 13:4 – 12 : O apostolo Paulo chama Elimas de filho do diabo, cheio de engano, e de toda malícia, inimigo de toda justiça, perverso que tenta perverter os retos caminhos do Senhor.

    Romanos 16:17,18 : “…afastai-vos deles porquê estes tais não servem a Cristo e sim o seu próprio ventre, e com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos.

    2 Cor 11:3-4 : Aqui o apóstolo adverte aqueles que ficam tolerando e aceitando com boa mente pessoas que defendem qualquer posição contrária a Fé em Jesus.

    Judas 1:4; 2 Pe 2:1-22; I Jo 2:26 : Ordena fugir de homens com forma de piedade , que de certa forma negam a fé e conseqüentemente Jesus , e ainda os classifica de mentirosos e dissimulados.

  11. Vitor Says:

    Quero dizer que concordo com tudo o que o irmão Appio falou anteriormente.
    Quero dizer também que eu só lí o livro “Falsos,metidos e impostores” de Manning ,mas ainda irei ler os seus outros livros, com certeza. Manning é uma pessoa que creu na simplicidade do evangelho, em que Deus está sempre buscando o homem e não o homem buscando a Deus. Creio que estas pessoas que tanto criticam o B.Manning devam estar tendo uma vida dura, pesada, cansativa, porque não conseguem descansar na graça do bondoso Deus em Cristo Jesus, por isso não entendem e condenam o que Manning fala.

  12. Appio Says:

    Roberto, agradeço as palavras elogiosas e o privilégio de receber tanto conhecimento correto e ortodoxo.
    Concordo contigo quando fala do potencial humano para a confusão.
    Parece que sua posição privilegiada para criticar as pessoas não permite perceber que é preciso tirar a trave do olho para ver o cisco no olho do irmão.

    Não censuro sua liberdade de expressão ou de quem quer que seja. Aliás, não sei qual momento fiz isso no pequeno comentário que escrevi. Acho que você se confundiu.
    Liberdade de expressão é uma benção dada por Deus e é uma das causas defendidas pela reforma protestante.

    Como eu mesmo disse no comentário, não concordo com tudo que Manning escreve ou faz. Não concordo nem mesmo com muitas atitudes minhas que considero erradas.
    Não escrevi em momento algum que você não tem direito de distribuir suas pedradas nas vidraças dos outros. Porém todos têm o teto de vidro.

    Defendo vigorosamente que qualquer texto, inclusive a Bíblia, pode ser interpretado de várias maneiras. Isso não torna o cristianismo conto de fadas. Mostra apenas a natureza literária da Bíblia. É texto e deve ser interpretado. E ninguém no meio protestante pode afirmar que é o dono da razão.
    A igreja católica, baseada em sua tradição afirma que fora dela não há salvação. Quando ela faz isso, assume que o faz baseado na sua tradição e não apenas na Bíblia.
    Os evangélicos e os reformados só usam a Bíblia (ao menos no discurso oficial) e o que podemos fazer com o texto é interpretá-lo e discutir as opiniões diferentes.

    Que haja liberdade para discordarmos sempre. Que haja liberdade para caminharmos juntos quando surgirem opiniões diferentes. Creio que esse é o caminho.

    Para entender a Bíblia devemos usar inteligência, ferramentas hermenêuticas e depender do Espírito Santo para compreendê-la.
    É óbvio que quando os autores bíblicos escreveram tinham intenções claras e concretas. Porém não temos métodos totalmente eficazes para determinarmos exatamente o que o autor queria dizer. Isso pode ser claramente constatado pela variedade de interpretações da Bíblia dentre os cristãos. Um grupo batiza por imersão, outro por aspersão, há divergências sobre a ceia, uns creêm que se perde salvação e outros não, uns são predestinados e outros têm livre arbítrio, uns falam em línguas e outros não, escatologia é um terreno ainda mais fértil para as opiniões diferentes. Enfim, há um número imenso de temas que são controversos e somos todos irmão pela graça de Cristo.
    Alguém pode se arrogar no direito de dizer que está certo e os outros errados? Não estou certo disso.

    Acho que você não entendeu o que falei sobre “velho e mofado”. Eu não disse que o Apocalipse é “velho e mofado”. Eu disse que o discurso sobre os falsos mestres e o fim do mundo é “velho e mofado”. Desde que Jesus subiu aos céus como descrito em Atos a igreja espera pelo fim e combate falsos mestres. Eu quis dizer que essa realidade não é privilégio da igreja de hoje. Durante a história do cristianismo esse cenário sempre existiu, em menor intensidade em alguns momentos, mas sempre existiu.

    É estranho considerar corruptores e suas vítimas como farinha do mesmo saco. Isso significa que a vítima é tão má quanto aquele que a engana e se aproveita dela. Estranho essa noção de que a vítima quer ser corrompida. Mas somos livres para termos opiniões e não concordo nem um pouco com essa opinião.

    Quanto ao julgar, é óbvio que todos julgam. Quem é capaz de pensar exerce faculdade da decisão.
    Sempre vamos ver o mundo com os olhos de nossa cultura e da nossa formação religiosa. Nossos princípios que são diferentes dos princípios dos outros são o local a partir do qual começamos a julgar.

    Porém, criticar e julgar opiniões e pensamentos é muito diferente de julgar as pessoas. Vamos ser maduros e discutir teologia ou qualquer outro ASSUNTO, mas dizer que fulano JAMAIS se converteu a Cristo ou qualquer coisa semelhante é bastante sério.
    Não há base para julgar o coração das pessoas e a experiência delas com Deus.

    Por fim, entendo que o mais importante não é ficarmos trocando mensagens sobre esse assunto.
    Tem muita gente precisando do amor de Deus, da salvação, da cura e da libertação.
    Abraços!

  13. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Appio Saudações!

    É contraditório você taxar os outros de “evangélicos ortodoxos” num sentido claramente pejorativo, zombador , e de, “doença de se achar superior e julgar os outros”, e logo em seguida se doer quando o mesmo remédio é aplicado em você. Isso é incoerente, dois pesos e duas medidas…

    Você desfigurou o texto nobre irmão, “tira a trave do olho para ver o cisco no olho do irmão”, quando o aplica indiscriminadamente como escudo contra qualquer forma de crítica ao seu gosto pessoal. Aplicando essa sua interpretação sobre os profetas do velho testamento e os apóstolos, todos eles se tornam reprovados porque todos sem exceções teceram críticas muito mais severas que a minha. Ainda, se a sua interpretação desse texto, que se baseia na lógica de que ninguém pode fazer crítica pelo fato de sermos todos pecadores é correta, toda e qualquer forma de crítica é imprópria, ainda que seja para concertar o que está errado. Sendo assim o que está errado deve ser mantido em nome do “tira primeiro a trave do olho para ver o cisco no olho do irmão”, o que é um absurdo.

    A interpretação correta desse texto é que ninguém pode fazer critica específica ao próximo, quando comete especificamente o mesmo erro. Essa interpretação sim, está dento da razão comum dos seres humanos. Mas não se poder fazer critica alguma em nome da falibilidade geral, não faz nenhum sentido lógico.

    Em momento algum de minha fala afirmei ou dei a entender que a minha maneira de interpretar a bíblia era a única verdadeira. O que afirmei sem sobra de dúvida foi que a maneira de Manning interpretar estava errada, e por tabela, seus admiradores. Você resolveu incluir o resto do mundo, para dar mais volume a sua crítica, o que não é correto.

    Appio diz: “Não censuro sua liberdade de expressão ou de quem quer que seja. Aliás, não sei qual momento fiz isso no pequeno comentário que escrevi. Acho que você se confundiu”.

    Roberto: Isso também não é verdade meu caro Appio, você está tentando nublar suas afirmações anteriores. Vejamos, você afirmou, “ Há algo que me impressiona no meio evangélico. A posição de juiz em que muitos se colocam. Acho estranho quando escrevem um artigo em que não apenas criticam a obra mas acusam o autor de não ter se convertido à Cristo”.
    Bem, Juiz é quem faz censura, censura é crítica. Na sua escrita acima você claramente está afirmando que não entende como alguém faz isso. Depois quando expus outra maneira de ver a crítica, onde você ficava mau na fita, você tratou de manobrar e procurou dar outra interpretação para o que disse. Essa é a desvantagem, para alguns, de se comunicar através de textos, em caso de excessos tudo fica registrado. Infelizmente nobre Appio, você explicitamente censurou a liberdade de expressão pelo desejo de proteger o seu gosto pessoal. Se você desejasse apenas discordar de mim, poderia fazê-lo por diversos caminhos diferentes, mas nunca me acusando de ser juiz num sentido pejorativo ou acusador dos irmãos.

    Appio diz: “Não escrevi em momento algum que você não tem direito de distribuir suas pedradas nas vidraças dos outros. Porém todos têm o teto de vidro”.

    Roberto: Nobre Appio, Já que você acredita tanto nessa idéia, por que então não emudece de uma vez, silenciando sobre tudo e todos que você discorda? Por que a prática não começar por você, sobre o que você prega, já que segundo você, toda forma de crítica nos coloca como juízes num sentido mau? O problema todo nobre Appio, é o de sempre, pessoas como você querem ter privilégios, querem usufruir da liberdade de criticar e manter a imagem de “bons homens”, já para os discordantes, restam apenas, os adjetivos: “Ortodoxos”, “Juizes”, “Atirador de Predas”, “Hipócritas”, “Julgadores” e outros elogios desse naipe. Você acha que dá para engolir essa meu caro Appio….?

    Appio diz: “Defendo vigorosamente que qualquer texto, inclusive a Bíblia, pode ser interpretado de várias maneiras. Isso não torna o cristianismo conto de fadas. Mostra apenas a natureza literária da Bíblia. É texto e deve ser interpretado. E ninguém no meio protestante pode afirmar que é o dono da razão.

    Roberto: Bem nobre Appio, essa é a diferença do cristianismo praticado por você e por Manning, do praticado pelos apóstolos. Enquanto ambos aceitam varias interpretações sobre o mesmo texto, os apóstolos suavam lutando por apenas uma interpretação por texto, o que condiz com a lógica comum das regras de exegese convencionadas pelo homem em todos os tempos. Defender a variedade de interpretações sobre o mesmo texto como corretas, é quebrar toda a ciência de interpretação de texto e transformar a tentativa de entendera bíblia no “samba do crioulo doido”. Contudo, ao contrário de você, reconheço o seu direito, e o de qualquer um, de fazerem da bíblia o que quiserem. Se Deus lhes deu esse direito, quem sou eu para questionar…

    Appio diz: “E ninguém no meio protestante pode afirmar que é o dono da razão”.

    Roberto: Bem novamente você coloca palavra na minha boca, porque em minha fala você não vai encontrar essa afirmação. Quando alguém afirma que Manning está errado, isso significa dizer que todo o mundo está errado? Claro que não! Novamente você repete a sua estratégia usada anteriormente de colocar o mundo todo no mesmo barco do seu gosto pessoal , na intenção de dar fundamento ao seu argumento. Eu discordei apenas de Manning e não do mundo inteiro. Para que isso fosse verdade, a opinião de Manning precisaria ser a do resto do mundo. Ai sim, quando eu o criticasse, nesse ponto estaria sendo o dono da verdade, pois estaria indo contra o mundo inteiro, o que não é o caso.
    Essa história que não existe uma interpretação correta e uma falsa, não faz sentido. Tão pouco que todas as interpretações devem gozar do mesmo respaldo, ou ainda que ninguém pode afirmar que tal interpretação é verdadeira. Bem é simples, se ninguém pode chegar a conhecer a vesão verdadeira do autor, porque estamos lendo? Se todas as interpretações são verdadeiras, isso também não serve porque todas se anulariam mutuamente. Meu caro Appio, se você não acredita que possamos chegar a uma única interpretação verdadeira sobre o texto bíblico, você transforma Deus num incompetente, e você mesmo não é cristão, mas um agnóstico, que defendem que Deus existe, mas que não pode ser contatado ou entendido pelos sentidos disponíveis.

    Appio diz: “Que haja liberdade para discordarmos sempre. Que haja liberdade para caminharmos juntos quando surgirem opiniões diferentes. Creio que esse é o caminho”.

    Roberto: Agora você falou bonito e dentro da razão, mas pena que esse belo momento é uma contradição de suas duas falas anteriores. Gostaria de poder confiar nessa sua afirmação, mas suas declarações anteriores esvaziam esse momento.

    Appio diz: “Porém não temos métodos totalmente eficazes para determinarmos exatamente o que o autor queria dizer. Isso pode ser claramente constatado pela variedade de interpretações da Bíblia dentre os cristãos. Um grupo batiza por imersão, outro por aspersão, há divergências sobre a ceia, uns creêm que se perde salvação e outros não, uns são predestinados e outros têm livre arbítrio, uns falam em línguas e outros não, escatologia é um terreno ainda mais fértil para as opiniões diferentes. Enfim, há um número imenso de temas que são controversos e somos todos irmão pela graça de Cristo.
    Alguém pode se arrogar no direito de dizer que está certo e os outros errados? Não estou certo disso”.

    Roberto: Bem se Deus não deixou métodos eficazes de podermos conhecer especificamente a sua vontade, novamente você o trata como um incompetente nobre Appio. Se um grupo batiza por imersão e outro por aspersão, pela lógica comum, nós temos poucas alternativas. Ou um dos dois está errado ou ambos estão corretos. Mas independente da resposta, o que tem que ser entendido é que existe o sentido correto e que Deus abriu todo o caminho para que os homens alcançassem o sentido correto. É até natural que aja divergência em questões pequenas como essa, desde que não ao ponto de fazer os irmãos se separarem, fato que manifesta um retrocesso espiritual segundo a bíblia. Agora, outra coisa bem diferente e querer dar o mesmo tratamento que é dado a essas pequenas divergências a disparidades gritantes em relação ao evangelho, como é o caso da teologia da prosperidade, do teísmo aberto, ecumenismo, fabilidade da bíblia, igreja emergente e por ai vai. Esses pontos revelam muito mais que simples discordâncias em pontos periféricos da fé, mas afetam a espinha dorsal do cristianismo sendo tão maléficos ao indivíduo como a teologia dos fariseus explicitamente combatida por Cristo.

    Appio diz: “Desde que Jesus subiu aos céus como descrito em Atos a igreja espera pelo fim e combate falsos mestres. Eu quis dizer que essa realidade não é privilégio da igreja de hoje. Durante a história do cristianismo esse cenário sempre existiu, em menor intensidade em alguns momentos, mas sempre existiu”.

    Roberto: Hora nobre Appio, ainda assim a sua explicação não se justifica. Sua lógica é: ‘ há…não se importem com essa doença porque ela é antiga demais’. Ora, desde quando uma doença deixa de matar por ser idosa? Ela matava quando era novidade e continua matando depois de velha. Embora os tempos mudem, o prejuízo não. Quando Jesus afirma que no tempo de sua volta, seria quase impossível encontrar fé na terra, juntando esse texto com vários outros de mesmo sentido, entendemos que a igreja será atacada como jamais foi anteriormente. E esse ataque se dará há partir de dentro, desenvolvendo uma teologia que tornará inviável o surgimento da fé verdadeira, muito embora o numero de cristãos nominais se multiplique. Algo parecido com o que aconteceu no ano 313 D.c, quando da oficialização do cristianismo por Constantino, e que quase destruiu definitivamente com a igreja, e deu origem a apostata igreja católica romana. Se isso não é importante, não sei mais o que significa essa palavra…

    Appio diz: “É estranho considerar corruptores e suas vítimas como farinha do mesmo saco. Isso significa que a vítima é tão má quanto aquele que a engana e se aproveita dela. Estranho essa noção de que a vítima quer ser corrompida”.

    Roberto: Explico, é simples! Temos que frisar que essa raciocínio foi usado dentro do contesto religioso cristão e não vale para qualquer caso indiscriminadamente. Quem ouve um falso profeta, ou falso mestre cristão, o faz porque se agradou das mentiras que estes lhe pregaram. E por que a “vítima” resolveu se entregar a isso? Porque resolveu desprezar as fieis palavras do criador, não as conhecendo. E se as conhecia, resolveu dar mais crédito ao mentiroso do que ao autor da fonte. A bíblia diz que os verdadeiros cristãos podem ser enganados por um tempo, mas não a vida toda. Disse Jesus, ou sou o bom pastor,

    “Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”. João 10:2-5

    O texto acima não nega que existem estranhos, mas no entanto deixa bem claro que finalmente, as ovelhas os rejeitarão, por especificamente distinguirem entre a voz do pastor e a dos estranhos. Esse texto nobre Appio, desmantela toda a sua teoria de que é impossível as ovelhas saberem claramente o que está certo ou errado no caminho a Deus.

    Appio diz: “Quanto ao julgar, é óbvio que todos julgam. Quem é capaz de pensar exerce faculdade da decisão. Sempre vamos ver o mundo com os olhos de nossa cultura e da nossa formação religiosa. Nossos princípios que são diferentes dos princípios dos outros são o local a partir do qual começamos a julgar”.

    Roberto: Não estou te entendendo nobre Appio? Você não afirmou que era errado ser juiz, como está agora dizendo que é correto julgar?

    Appio diz: “Porém, criticar e julgar opiniões e pensamentos é muito diferente de julgar as pessoas. Vamos ser maduros e discutir teologia ou qualquer outro ASSUNTO, mas dizer que fulano JAMAIS se converteu a Cristo ou qualquer coisa semelhante é bastante sério. Não há base para julgar o coração das pessoas e a experiência delas com Deus.

    Roberto: Ser cristão biblicamente correto nobre Appio, vai te obrigar a se meter nas questões mais sérias do universo. Essas questões custaram a vida de alguns profetas, do Cristo e de 99% dos discípulos. E ainda hoje continua custando muito caro para quem não se habilita a brincar de religião. Você não pode afirmar que não há base existente para julgar o coração das pessoas e a experiência delas com Deus. A afirmação correta seria, eu Appio, não tenho base. Assim está correto. Por que? Por isso:

    “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente(coração), são lobos devoradores. Por seus frutos(atitudes, pensamentos) os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore(pessoa) boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore(pessoa) boa dar maus frutos; nem a árvore(pessoa) má dar frutos bons.Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo(inferno). Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”. Mateus 7:15-20

    O que Jesus está ensinando aqui nobre Appio? Será que cabem várias interpretações como você gosta de afirmar, todas corretas e sem choque entre si?

    Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Mateus 6:21 ( O que isso me ensina sobre o meu coração e o dos outros? Que as coisas que alguém mais se dedicar, essa será a mais valiosa em seu coração)

    “O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca”. Lucas 6:45 (Cadê que não podemos saber o que está no nosso coração e no das pessoas?)

    Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem. Mateus 15:18

    Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos(fé fingida) e blasfêmias. Mateus 15:19

    Se você nobre Appio, está correto quando afirma que não existe base para se falar contra a fé de alguém, então temos que desqualificar os seguintes homens:

    O apostolo Paulo
    Em 2 Timóteo 4:10 ele afirma claramente que seu ex-cooperador Demas se desviou de Deus por amor ao mundo. (Como será que Paulo chegou a essa conclusão se não existe base para isso Appio?)

    Em Atos 13:4 – 12 : chama Elimas de filho do diabo, cheio de engano, e de toda malícia, inimigo de toda justiça, perverso que tenta perverter os retos caminhos do Senhor. Elimas se apresentava com nome de Barjesus, que significa filho de Jesus.

    Em II Timóteo 2:15-18 Ele acusa Himeneu e Fileto de se desviarem da fé e corromper a fé das pessoas. (Como será que Paulo ficou sabendo disso se segundo você meu caro Appio, não existe base para isso?)

    Em 2 Timóteo 4:14-15 Falou abertamente contra Alexandre “O Latoeiro”.
    Talvez se fosse hoje para alguns Paulo seria rotulado de fanático que não respeita as pessoas, porém foi esta a sua atitude e é esta a atitude de quem tem discernimento daquilo que lê, ouve e vê.

    Em Romanos 16:17,18 Ele afirma sobre alguns, “…afastai-vos deles porquê estes tais não servem a Cristo e sim o seu próprio ventre, e com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos. (Como ele concluiu isso se não há base para isso segundo vocÊ Appio….?)

    2 Cor 6:14-17 : … retirai-vos do meio deles … referindo a esta classe de apostatas da fé. (Como ele chegou a essa conclusão se os mesmos se tratavam de cristãos?)
    Filipenses 3:2 : Os opositores da Fé são chamados de cães .

    2 Tessanolicenses 2:9 : Chama estes opositores da fé inimigos de Deus de INÍQUO e declara que são dirigidos segundo a eficácia de satanás.

    I Timóteo 1:19-20 : ele entrega Himeneu e Alexandre para satanás por terem rejeitado a boa consciência e terem naufragado na fé se tornando blasfemos contra Deus .
    I Tm 4:6-16 : ele ordena o afastamento de certas pessoas por criarem fabulas espirituais profanas .

    Os apóstolos
    Em Atos 7:51 : Algumas pessoas foram tratadas pelos apóstolos como “homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos”, que todo tempo resistem o Espirito Santo … ou seja são incrédulos por opção consciente.

    Jesus

    Em Lucas 11:44 Ele chama algumas pessoas de incrédulos assumidos de sepulcros invisíveis que na época era o mesmo de chama-los de imundos disfarçados de pureza e honestidade.

    Em Lucas 12:2 : Ele chama alguns novamente de hipócritas e ordena que afastemos deles porquê eles corrompem a fé.

    Judas 1:4; 2 Pe 2:1-22; I Jo 2:26 : Ordena fugir de homens com forma de piedade , negando a fé, negando Jesus , são mentirosos e introduzem dissimulação .

    Moisés e Judas
    Falaram abertamente contra a fé do profeta Balaão

    Apóstolo João
    Em III João 1:9 Falou abertamente na igreja contra um lider cristão chamado DIÓTREFES

    Isso é uma pequenina amostra do acervo que existe de textos que você Appio, aparentemente trata como se não existissem.

    Finalizando
    O objetivo meu caro irmão em Cristo Appio, não é a discussão em si por amor a ela, ou competirmos para saber quem tem mais razão ou não. Longe disso, a discussão é benéfica porque aprofunda os questionamentos de nossos problemas como igreja, e nos dá a oportunidade abrir outras frentes de visão, que muitos de nós não tínhamos. Levar a palavra dessa forma que tenho feito aqui nesse blog, é apenas outro jeito de levar salvação, cura e libertação.

    Cordialmente,

    Roberto Aguiar

  14. Roberto Aguiar Says:

    Saudações nobre Vitor!

    Como o irmão Appio, você também está enganado a meu respeito. Se você quer saber, nunca descansei tanto na graça de Deus quanto agora. Nada tem me afetado seja interno ou externo, e isso exclusivamente “culpa” de Deus …heehe….

    Só que, como fui franciscano como Manning, morei na favela com os pobres por opção religiosa e não por necessidade. Disponho de uma posição muito mais privilegiada do que você, para interpretar a fé de Manning. Sendo assim, você continua equivocado sobre ele. Quanto a você ler todos os livros que eles escreveu, ou venha a escrever, o ônus é todo seu.

  15. Acredito que Brennan Manning é excelente somente pelo fato de nos fazer pensar. Todos temos direito de fazer nossas consideração, mas temos que pensar naquilo que foi escrito. Podemos até não concordar com seus argumentos, mas julgar sua fé não é algo muito legal. Mas fico contente que estamos lendo, pesquisando e estudando, coisa que não é muito comum dentro da nossa forma eclesiástica de viver.

    Que tudo te vá bem!

  16. Roberto Aguiar Says:

    Saudações Eduardo e que bom que você vê sentindo na discussão saudável. Sobre julgar a fé, bem, não sou crítico literário. O que me interessa em MInning é justamente sua fé. Se não posso analizar a fé de MInning por qualquer outro motivo que não seja a bíblia eu aceito. Mas se o motivo for a bíblia, ai sou convocado a discordar por motivos bíblicos, pois a bíblia nos ensina justamente isso, analizar primeiramente a nossa própria fé, depois a dos que nos cercam. A analise ao contrário do que muitos pensam, não serve só para desabonar, mas também para justificar. Segundo a bíblia, saber reprovar é tão importante quanto saber aprovar. Alguns homens na bíblia fora reprovados por Deus porque aprovaram coisas reprováveis e vice-versa. Portanto a questão não é tão elementar como a maioria pensa.

    Cordialmente,

    Roberto Aguiar

  17. Appio Says:

    Roberto,

    Confesso que é grande o desejo de responder algumas questões pontuadas acima por você e levar mais adiante a essa conversa toda.

    Mas não acho que mais comentários de minha parte nos ajudarão a esclarecer nossas divergências de opinião, que creio, serem muitas. Entendo que digergimos muito em nossa visão de mundo, de métodos hermenêuticos etc.

    Algumas discussões precisam ser presenciais pois esses textos curtos são incapazes de transmitir exatamente nossas intenções e emoções. Não acho produtivo fazermos queda de braço e a cada momento ficarmos tendo que explicar “o que queríamos dizer” no texto escrito anteriormente.

    Sinceramente não é meu objetivo interpretar errado o que os outros dizem e também ficar sendo mal entendido.
    Dessa forma, acho que prolongar aqui essa discussão mais confunde do que esclarece. Certamente, o diálogo que iniciamos é relevante (ao menos pra mim), pois o tema é muito rico.
    Porém, não creio que a maneira como estamos fazendo seja a mais oportuna.

    Grande abraço!
    Appio

  18. Mônica xavier Says:

    Ainda me espanta essa posição inquisitora de nossos “líderes” evangélicos, palavra essa que não uso mais para me definir, por vergonha !!
    Quem somos nós para julgarmos quem é ou não convertido ?
    Afinal de contas, que eu saiba, o senhor não deu a vida de seu filho por ninguém !!
    Tudo o que conseguimos fazer é discriminar o outro e considerá-lo indigno de nossa companhia, pq, afinal de contas, somos muito melhores do que ele… Vamos à igreja dominicalmente, lemos e interpretamos a Bíblia de acordo com nossas conveniências, somos ineputáveis de pecado porque Jesus nos justificou .
    E ??
    A vida de segunda a sábado vai no sentido contrário daquilo que Jesus nos ensina. No fundo, somos hipócritas e fariseus.
    O amor de Deus é incondicional, sim !
    Aquele que começou em nós boa obra, há de terminá-la.
    Quem convence do pecado não é o “pastor dono da verdade”, não sou eu…
    É Jesus.
    O que nossas igrejas têm feito, por conta do pré-conceito em relação aos “não convertidos” é afastar cada vez mais o homem da Igreja e, por consequência, de Deus.
    Pessoas querem verdades vividas diariamente, e não é isso que os que se dizem cristãos convertidos têm mostrado hoje em dia.
    O Apóstolo Paulo mandou ouvir e reter o que é bom.
    Quem é você, humano pastor, para ouvir, julgar e dizer o que é bom ou não ?
    jà que nossas Igrejas ditas tradicionais estão falhando na sua missão de mostrar o incondicional amor de Deus, outras pessoas o estão fazendo.
    Pedras falarão, certo ?
    Não considero Brennan como pedra.
    Ele nos ensina, através da incondicionalidade do amor de Deus, a olhar o outro com misericórdia real, pecador e miserável, igualzinho a mim.
    Esses tribunais inquisitores das igrejas ditas tradicionais têm me enojado cada vez mais.
    O que não significa que concorde com esse bando de tele evangelistas malandros espalhados pelo nosso Brasil…
    Mas , infelizmente são as pedras que estão a anunciar a salvação.
    A despeito de sua posição de “líder” ou “autoridade”, quem é você, Sr Roberto Aguiar, para abrir a boca e julgar ?
    Eu não sou ninguém…
    Mas sou alguém redimida pelo sangue de Jesus que devo me despir dos ranços religiosos me impostos na infência e ver o meu igual com misericórdia e como digno do perdão e da aceitação de Jesus.
    Não me esqueço que um dia cantei :
    ” – Eu venho como estou.
    Porque Jesus por mim morreu,
    Eu venho como sou .”
    Manning choca quando nos propõe a aceitar ao outro – prostituta, ladrão, traficante, homossexual – como nossa própria imagem no espelho da vida, sujeitos ao mesmo amor que Deus nos resrvou , ao invés de julgá-lo e culpá-lo, afinal, esses pecados são responsáveis por tudo o de ruim que que acontece no nosso mundo.
    Faça-me o favor…

  19. Miriam Says:

    Nossa, que terrível essa discussão inútil.
    Amigo, você já leu algo dele antes? parece-me que não.

  20. Amós Says:

    Olá amado irmão Roberto gostei muito do blog, desde que ganhei um livro do Manning me senti incomodado em saber mais a respeito do autor, percebi que algumas coisas escritas não estavam certas, mas percebo agora que são muitas as coisas erradas.
    Que Deus possa continuar te usando para alertar essa geração perdida, pois a igreja perdeu sua identidade. Continue assim seja a TROMBETA DE DEUS nesta terra irmão.
    Um abraço.
    Amós

  21. Mauricio Domingues Says:

    Graça e Paz,

    Amados irmãos, entendo a necessidade dessas discussões, porem vale ressaltar a simplicidade com que Manning se refere a salvação, afinal de contas o sacrificio de Jesus é suficientemente completo.

    E enquanto julgan esse escritor, estamos vivendo aqui no brasil uma invalides no sacrificio de Jesus sem tamanho. Pense nisso, comecem a anunciar em suas congregações que o sacrificio de Jesus é suficientemente capaz de salvar a humanidade, e que não ha nada em nos capaz de completar essa obra, pois esta é completa, o proprio Senhor ja declarou, Esta Consumado!!!!!!!

    Que Deus nos Abençoe!!!!!

  22. Monica Xavier Says:

    Maurício,
    Que Deus abençoe sua lucidez !

  23. Roney Sousa Leão Says:

    É incrível a compreensão obscurantista da fé de alguns irmão aqui! E como falta discernimento a outros tantos, que mencionam o tempo todo o “amor incondicional” de Deus e hora nenhuma que Ele é Santo, que, sem santidade ninguém verá o SENHOR, que haverá juízo final e condenatório para os que não se arrependerem de suas vidas ímpias, que Ele não toma o culpadp por inocente.
    Por que será, que alguns irmãos revelam extrema sensibilidade por um autor que nunca fala que foi convertido, que se divorciou inclusive, que exagera e desequilibra a santidade e a justiça de Deus, colocando em relevo e contradição o seu santo amor? Por que, não olham e se apegam à suficiência das Escrituras? Será que não percebemos fracos e volúveis estamos sendo, rivalizando com os gálatas???!!! Haveremos de receber um outro evangelho, ditado ou escrito por quem???!!!

  24. Mônica xavier Says:

    Roney,
    Uma de sua dúvidas é que Brennan nunca disse ser convertido.
    Em um de um de seus livros, O Anseio Furioso de Deus, ele escreve :

    “Meu nome é Brennan. Sou alcoólatra.
    Como cheguei a esse estado, porque o deixei, porque voltei são a história de minha vida.
    Mas não é a história toda.

    Meu nome é Brennan. Sou Católico.
    Como cheguei a ser,porque deixei de ser, porque voltei a ser são também a história de minha vida.
    Mas não é a história toda.

    Meu nome é Brennan. Fui padre, mas não sou mais padre.
    Fui casado, mas não sou mais casado.
    Como cheguei a essas situações, porque as deixei são também a história de minha vida.
    Mas não é a história toda.

    Meu nome é Brennan. SOU PECADOR, SALVO PELA GRAÇA.
    Mas essa é a grande história, a mais importante.
    Somente Deus, em sua fúria, a conhece plenamente”

    O que nos incomoda tanto ? O fato de ele ser alcoólatra, católico, ex padre, divorciado…
    Na verdade, o que TE incomoda tanto ?
    O assumir-se pecador e miserável, alcançado pela graça de Deus ?Colocar-se na mesma posição de todoe os outros pecadore e miseráveis do mundo que, desesperadamente carecem dessa mesma graça ?
    Nossa “igrejice” hipócrita nos distancia desses homens e mulheres tão carentes, é isso que incomoda.
    Porque somos “crentes”, que Deus tenha misericórdia dos pecadores, dos quais não fazemos parte, é isso ? Somos, de alguma maneira, superiores aos outros homens ? Pára com isso !!

    Hora nenhuma a Santidade e a divindade de Deus é questionada, muito pelo contrário… O que ele coloca é a humanidade de Jesus, o Deus Santo feito homem, justamente pela incondicionalidade do seu amor !
    E é por esse amor que somos salvos !
    Aí, Aquele que começou a boa obra em nós há de terminá-la, até os dias de Cristo Jesus.

    Não somos iniputáveis, mas justificados através da Cruz.
    Ah, quantos cristãos usam isso para uma vida “de domingo” e outra durante a semana ! Afinal, Jesus é meu advogado diante de Deus …
    Apesar de perdoados e justificados pela morte de Jesus na cruz, temos que lidar com as consequências dos nossos pecados o tempo todo !

    Não estamos recebendo outro evangelho escrito nem ditado por ninguém !
    Estamos simplesmente aprendendo a não agir como os hipócritas e fariseus.

    E me assusta colocações como a de Roberto Aguiar “Disponho de uma posição muito mais privilegiada do que você, para interpretar a fé de Manning.”
    Cuidado…. Quem “acha” que está em pé, cuide pra que não caia…( o acha é por minha conta e risco !)

    Foi assim que a dita “Santa Inquisição” começou…

  25. Carlos Eduardo Says:

    Muito obrigado pelo post, procurava uma resenha do livro dele, busco autores que realmente tenham algo a ensinar, e nao falsos profetas como Brennan. Deixo aqui meus profundos agradecimentos e saiba que voce contribuiu para que as pessoas nao sejam enganadas, continue o otimo trabalho.

  26. Mônica Xavier Says:

    Carlos Eduardo,
    Realmente não entendí sua colocação.
    Você realmente acha que Brennan é um falso profeta ?
    Até porque,ele nunca se colocou nessa posição tão presunçosa.
    Ele é um pobre pecador, salvo pela graça. Só…
    E é desse maravilhoso amor de Deus em nos aceitar como somos que ele prega.
    Se você continua a pensar assim, você não entendeu o que eu escreví, me desculpe…
    Você não tem absolutamente nada a me agradecer,por que não te ajudei em nada !!

  27. Mônica Xavier Says:

    Desculpa a presunção,Carlos Eduardo…
    Entendí errado !
    É ao Roberto Aguiar que você agradece….
    Ao invés de ir atrás de resenhas de livros, que sempre sãotendenciosas, compre um dos livros dele e leia.
    Comece com o Anseio furioso de Deus.
    Depois a gente conversa de novo…

  28. Rodrigo Says:

    Paz Amados, Concordo com o Irmao Mauricio Domingues:
    “E enquanto julgan esse escritor, estamos vivendo aqui no brasil uma invalides no sacrificio de Jesus sem tamanho. Pense nisso, comecem a anunciar em suas congregações que o sacrificio de Jesus é suficientemente capaz de salvar a humanidade, e que não ha nada em nos capaz de completar essa obra, pois esta é completa, o proprio Senhor ja declarou, Esta Consumado!!!!!!!”
    Pois :
    ““Se alguém ensina outra doutrina e não concorda com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo E com o ensino segundo a piedade, é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, altercações sem fim, por homens cuja mente é pervertida e privados da verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro” (1 Timóteo 6:3-5).”

    Não julguem, pois somos pecadores e se alguem o diz que não é, mente, e por sermos pecadores nosso julgamento não é válido pois somos falhos.
    Por que não creem que o sacrifício de Deus é suficiente? É por graça e não por mérito que recebemos, e o que Jesus nos pergunta é : ” Curei 10 leprosos, e só você voltou para me agradecer. Onde estão os outros 9? ”
    Creio que estamos vivendo como os fariseus da época de jesus, olhando para o irmao e dizendo: ” Obrigado senhor por que eu faço tudo certo: dízimo, oração, ofertas…e por não ser como o outro que é um pecador”. Temos julgado irmãos que por pertencerem a outra igreja e ou por doutrina diferente. E no entanto temos esquecido de ajudar os necessitados, viúvas, órfãos e presos. Esquecemos de praticar o amor ágape de jesus que nada espera em troca.
    Mas o que jesus disse? Vá e não peques mais, e se pecar estarás condenado? Não, se vc pecar arrependa se, confesse seu pecado e peça perdão a jesus, e Ele nos perdoará. Mas então voltaremos a pecar o tempo todo e pediremos perdao? Não, pois não estam os mais sob a lei mas sob a graça, pois se morremos com cristo ressussitamos com cristo e não vivemos mais segundo a carne mas segundo o espirito, pois por graça e amor fomos salvos e com amor somos gratos a Deus, se fomos perdoados de uma dívida que jamais poderia ser paga então perdoaremos nossos devedores assim como Ele nos perdoou! Amar é verbo e verbo é ação! Por isso amem se uns aos outros como EU vos amei, a ponto de morrer pelo seu próximo. Mas não só morrer mas viver de forma que você esteja morto para si mesmo e seus desejos, vivendo para o próximo. POis quem perder sua vida por amor de MIM a achará e quem achar sua vida neste mundo, para as coisas deste mundo, a perderá.
    Porque DEUS amou o MUNDO de tal maneira que deu seu FILHO unigênito, para que TODO aquele que NELE crê não pereça mas tenha a vida eterna.
    Amo vocês todos!

  29. Daniel Brites Says:

    1 Coríntios 13
    1 Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine.
    2 Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei.
    3 Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá.
    4 O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
    5 Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
    6 O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
    7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
    8 O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.
    9 Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos;
    10 quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
    11 Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
    12 Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.
    13 Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.

  30. NEY VIEIRA.... ***SEU AMIGO E DE DEUS*** Says:

    Não vejo motivo pra tanta discordancia..o que importa é que o evangelho seja pregado.

  31. Gabriel Says:

    Amemos uns aos outros como a nós mesmos , fico impressionado como os cristãos tratam outras pessoas ou os proprios cristãos , olho simplesmete para esse mandamento de Jesus e fico me perguntando, vcs fariam isso consigo mesmo ? então pq ainda acusam outros, ou os condenam como claramente foi feito neste texto. fico triste apos uma leitura desssa

    Romanos 8 :15 pois vcs não receberam um espirito que os escravize pra novamente TEMEREM, mas receberam o ESPITIRO q os adota como FILHOS por meio do qual clamamos PAPAI. não aceite um peso q te faça TEMER … pois não eh esse o espirito q recebemos

    GRAÇA e PAZ

  32. Junior Rodrigues dos Santos Says:

    Eu considero Brennan Manning um dos melhores escritores na escola da graça. Não posso parar de aprender a respeito do amor e da misericordia de Deus!! Admiro muito as obras literarias do Brennan, pois ja tive a oportunidade de ler muito de seus livros… A forma em que ele debate a cerca dos que se acham super crentalhões, fariseus, consevadores de costumes e regras, mais que não tem nenhum afeto para com o proximo…. Se o Brennan Manning é éretico o Evangelho de Jesus tambem é, porquem afinal ele prega o autentico evangelho de Jesus! Em nenhum trecho de suas escrituras eu vi ele blasfemando, pregando uma falsa ideologia não… pelo contrario, se voces de fato conhecem o trabalho desse servo de Deus, em todos os momentos voce vera ele exaltando o Criador e que todos nois somos dependentes dele! Mas eu entendo a situação em que se encontra os oponentes do Brennam, é dificil mesmo tirar as vendas dos olhos e aceitar que somos frageis, insolentes, pecadores, que somos um zero a esquerda dependentes totalmente do pai amado, ahhh se não fosse somente a graça e as misericordias de Deus em nossas vidas, nem estariamos aqui expresando opniões, estariamos condenados, é como diz Jimmy Swaggart todos nois somos leprosos espituais, temos falhas, somos pecadores! mais talves voce pode esta dizendo: Eu sou um bom cidadão, eu sou bem educado, e eu não sou isso que voce esta dizendo, sim você é!! Romanos 3:23 diz: todos pecaram e distituidos estão da gloria de Deus.. Por isso eu digo que não existe um antídodo para o pecado, a Religião não é um remedio, a Igreja não é um remedio, a educação não é remedio, dinheiro não remedio, não existe remedio terreno para o pecado.. Mas exite um remedio, sim existe um, e esse remedio é Jesus e é esse Jesus que Brennan Manning prega, o Jesus que espera o filho prodigo voltar de braços abertos, depois de uma jornada em terra distantes o seu pai o recebe gostoso sem aumenos questionar por onde ele andou o que ele fez, mas so fato dele ter retornado foi o suficiente para receber perdão do pai!! Entendemos de uma vez Deus é amor, perdoador, eu sei voce esta pensado mais ele tambem é fogo consumidor, sim, ele é, eu concordo plenamente, mais quando ele açoita alguem é para o bem ou não é ? ou voce acha que Deus é assacino?? os unicos que matam pessoas são as proprias pessoas. Mas que o Senhor a cada dia possa nos da dissernimento o que é o certo e o que é errado, uma coisa eu sei meu coração anceia pelo amor do meu Mestre Jesus.. fike todos na paz..

  33. Rovery Adriano Says:

    interessante seu artigo, sob o ponto de vista intelectual claro, cheio de “esclrecimentos” sobre a palavra e “ensinamentos” sobre lobos e cordeiros, pensei em prosseguir a leitura mas nao pude, ninguem que inicie um artigo chamando alguem que nao conhece de lobo pura e simplesmente por discordar de sua linha doutrinária merece qualquer credito, nao desejo ofende-lo, mas a verdade é que , trata-se vc de um tolo inculto que domina aspectos ideologicos e teologicos da cristandade mas nao possue qualquer intimidade com o Pai, outro equivoco de sua parte é o fatao de que Brennam nao fala a pessoas sem esclarecimentos, normalmente quem chega até a leitura de Manning ja percorreu os corredores desta igrej suja, fria e teatral que voce prega, Manning nao ficou popular por pregar algo novo, fico popular por pregar o amor, a piedade e a compaixao, coisas que vc nega todos em suas linhas escatologicas frias e desjeitadas, pessoas como vc nao deveriam sequer ter o direito de escrever, pois sem amor qualquer obra é morta, o evangelho de Brennam é vivo diferente de suas linhas teologicas frias que exalam apenas o perfume dos sepulcros caiados, linha a qual com certeza pertence vc e os que pensam como vc, desperta tu que dorme.

  34. José Júnior Says:

    Caro Roberto.

    Paz e bem! (creio que vc deva conhecer a origem desta saudação!)

    Gostaria de poder discutir as questões inerentes a teologia desenvolvida por Brennam com vc, porém, num foro adequado. Gostaria de enviar algumas considerações a respeito das informações postadas por vc em seu blog e colher suas impressões para que, juntos, possamos construir uma linha de raciocínio equilibrada e esclarecida sobre a questão em epígrafe.

    Desde já, grande abraço.
    Somos um.

  35. merabe Says:

    Bom dia!
    Eu acho que nós cristãos deveríamos usar o espaço em qualquer meio de comunicação para falar do amor de Cristo.
    Você ao invés de estar criticando algo ou alguém, estaria publicando um artigo ou comentário do amor de Deus, da Salvação, o Caminho que nos leva a Cristo!
    “Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.”
    Mateus 7:1-2
    Paz de Cristo!

  36. Roberto Aguiar Says:

    Cara Merabe,
    Quando alguém, saindo da sua zona de conforto, resolve usar parte de seu tempo para advertir a algumas pessoas que passam por ali, que ali existe um buraco que elas não conhecem, e as adverte que se desviem dele, isso é um ato bom ou ruim?

  37. Sara Says:

    Apesar do dito acima descordo plenamente dessas afirmações,os livros de Brennam Manning tem me ajudado muito em reconhecer que sou pecadora e que necessito reconhecer a misericórdia e graça de Deus,e em nenhum momento de seus livros Manning faz menção a essa questão de salvação sem conversão ao sangue de Cristo,e reconhecer em seus livros seus problemas com o alcoolpismo é um ato de humilhação pois ele traz a tona coisas que estam em oculto sobre a vida deles enquanto muitos até mesmo de vocês que expressaram essa visão que vocês tem de Manning tentam esconder por medo de uma sociedade impía.
    Em momento algum seus livros nos dizem para continuar como somos pelo contrário nos pede para que levamos os nossos pecados para perdo de Cristo e mudamos pois uma coisa é reconhecer e outra é permanecer.

  38. Marcos Says:

    O Evangelho Maltrapilho!!! Ótimo livro amei… Um do melhores que já li… Fiz um resumo do que me edificou e recomendei pra muitas pessoas e até mesmo para o meu pastor que não conhecia, ele leu e recomendou também… Sei que a palavra de DEUS é sagrada e isso implica em dizer que é o único livro em que devemos basear a nossa fé. Mas o que me deixa triste é o fato de as pessoas estarem julgando toda hora, sem mesmo entender o que de fato é amar, principalmente a igreja evangélica e olha que eu sou um evangélico cristão que condenei muitas pessoas com palavras achando que eu era melhor do que os outros, usando de leis e da minha vida que era de uma santidade falsa o qual muitos usam para aniquilar e condenar aos outros. Mas agradeço a Deus pela sua Graça, favor não merecido e pela misericódria, porque senão meu amigo já eramos. Pois todos somos pecadores e perecemos da graça!!! Um abraço e que possamos amar! Deus é amor!

  39. Flávio Says:

    Ame a Palavra de Deus, indique a palavra de Deus, invista mais tempo em conhecer a Cristo – “E sabemos que já o Filho de Deus é vindo e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna” 1 João 5:20 – Não julgue, mas também evite defender algo e especialmente alguém que não conheça com profundidade.

  40. Paulo já dizia:
    ” Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém” acredito que devemos buscar a resposta à luz da palavra e na direção do Espírito Santo. Uma vez que o discernimento vêm do espírito. Estou lendo um livro de Manning, mas a verdade absoluta está na bíblia e na palavra de Deus. Se não houvessem pessoas que expressam as suas opiniões sobre o amor a Deus, não teríamos mais evangelho hoje. Se não fossem irmãos como Lutero, teríamos sucumbido aos caprichos de ideologias e “teologias” muito semelhantes com as de hoje, onde impera o mundo material ao invés de O Reino dos céus.

  41. Simplesmente lamentável. Se o Manning fizesse com qualquer um de nós o que foi feito com ele na noite de autografos, muitos CRENTES verdadeiros, teriam tido reações bem piores. Se você não concorda com o cara, o que vai fazer lá? Ser incoveniente? Rasgar o papeis ainda saiu barato se querem saber. Respeito opiniões, mas os argumentos estão jogados ao ar, a exegese está fraquissima e a hermenêutica na comparação dos textos bíblicos nem se fala.
    É MELHOR DIZER QUE NÃO GOSTA, SIMPLESMENTE PORQUE É CATÓLICO, OU PORQUE SÓ NÃO GOSTA MESMO.

  42. Karina S. de Freitas Says:

    “Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós.” Mateus 5: 10-12

  43. Renata Pires Says:

    Comprei o livro e já estou profundamente decepcionada e até indignada com o evangelho segundo Manning (ainda nem li metade do livro). Um «evangelho» que fala de um Deus tão amoroso que vai salvar toda a humanidade. Ele oferece a Sua graça e perdão e nem se importa com o que as pessoas façam. É um lindo panorama para quem quer continuar a viver no pecado, afinal terá a vida eterna. Fico chocada com cristãos que gostam muito do livro. Para eles é melhor o evangelho de Manning do que o evangelho de Jesus Cristo que oferece reconciliação, amor e graça, é certo, mas que também enfatiza que os que cometem certas obras não herdarão a vida eterna. E devemos julgar sim as pessoas pelos seus frutos, não para mostrarmos que somos melhores, para nos defendermos dos falsos profetas. Como gosto de fundamentar as minhas opiniões com a palavra de Deus deixo alguns versículos para os defensores do evangelho de Manning meditarem. Mateus 3:1-12; João 3:36; João 5:24; Romanos 2:6-11 e todo o livro de Gálatas.

  44. Renata Pires Says:

    E quero deixar uma palavra de ânimo ao autor desse comentário. Não ligue aos insultos dos fãs de Manning. As pessoas que não gostam da palavra de Deus são assim mesmo: irritam-se quando alguém vem denunciar heresias. Os seguidores de Jesus Cristo devem sempre ter como autoridade a Bíblia Sagrada e não escritores aclamados. Acima de qualquer pessoa está Jesus Cristo. Devemos fazer como o apóstolo Paulo fez aos que querem deturpar o evangelho: denunciá-los e resistir face a face. E se alguém prega outro evangelho que não o de Jesus Cristo é considerado anátema (Gálatas: 1:8).

  45. Camila de Oliveira Says:

    Concordo com a Renata Pires e não só anátema,mas doutrina de demônio, é forte mas é o q a Bíblia diz.
    “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;” (1tm 4:3)

    Esse blog só confirmou o que eu tava pensando, comecei a ler “evangelho maltrapilho” bem do nada, vi no facebook de uma amiga achei interessante e baixei…vixii tbm não li nem a metade, quando vi algumas “asneirinhas” escritas hehe (desculpem a linguagem) parei na hora
    A essência do livro “graça” é maravilhosa, mas logo se percebe q nao existe um convite a santidade, é como se ele dissesse, pare de tentar mudar viva assim mesmo, q vc vai pro céu. E ser nova criatura onde está isso ??
    é engraçado pq ele fala de apocalipse como um livro de amor.. e a condenaçao eterna? e o salario do pecado?

    se ninguem corre risco de ir pro inferno, fomos salvos do q?

    eu nao to aqui criticando o cara por causa de religiao, mas quando vc é constrangido pelo amor de Deus, pq mesmo Deus vendo todas as suas limitaçoes, ele morreu por vc, ele fez branca as suas vestes, ele curou a tua lepra e declarou vc livre do pecado… Não ha como continuar na pratica do pecado, não ha como defender isso ou simplesmente dizer: naao deixa assim…se assim ocorre, entao vc nao foi livre da escravidão do pecado.

    e se o pecado é assim TAO INSIGNIFICANTE pra Deus pq naçoes foram destruidas no velho testamento? pq ISRAEL foi pra exilio e nao só uma vez?

    só a IRA de Deus nos leva ao AMOR incondicional de Deus

    mas irmãos oremos pra que esse homem possa conhecer a VERDADEIRA graça, a beleza de ser constrangido pelo amor de Deus, não libertino, mas misericordioso!

    lembremos q só o amor manifesto em Jesus pode transformar alguem, seja ele um religioso, satanista, drogado, imoral, não importa…

    MATEUS 19 :25,26
    ‘”[…] neste caso, quem pode ser salvo?
    jesus olhou para eles e respondeu: para o homem é impossivel ser salvo, mas para Deus todas as coisas são possiveis.”

    deixo um vídeo pra vocês

    A paz do senhor, Deus abençoe

  46. Tenho ouvido de TUDO e retido o que é bom e edifica ! Não importando se é padre, pastor, bispo ou qquer que seja a classificação….Os livros que lí do Brennan me edificaram muito e recomendo!!!!!

  47. Marlus Tobler Says:

    concordo com Nelson. Ja li o evangelho maltrapilho e estou lendo confiança cega. Como tudo na vida voce, come a carne e joga o espinho fora. Eu admiro e mt o ministerio deste homem seja padre ou o que for. Diante de Deus ele é mais um coração. Tive muitas experiencias otima com o amor de Deus pregado por ele e reconheço que ha de ter certo cu idado em ler seus livros, nao pelo autor, mas por nos mesmos, em nossas interpretações do que ele ta dizendo. Ele nao fala no pecado, mas tambem nao deixa ele de lado, eu percebo que ele em vez de fik se preocupando com o pecado ele se volta para o amor de Deus, pq simplesmente todos somos pecadores, e para bom entendedor, É OBVIO, que aquele que vive no pecado ou na libertinagem nao tera lugar no reino dos ceus, ainda mais se ele conhece A VERDADE. mas todos nos somos pecadores, é nossa natureza inata, se digo que nao tenho pecado engano a mim mesmo nao é? entao ele esquece o pecado pq todos nos somos pecadores, nao no sentido do “pecado” – nao ser mais pecado. Mas como algo que todos nos somos, é uma condição humana, mas somos seres em ato de santificação, em processo.
    AS PESSOAS TEM MEDO DO PECADO NAO SER MAIS PECADO POR CAUSA DA NATUREZA PUNITIVA DO SER HUMANO. mas ele nao diz isso, como é algo da condição humana, ele prefere se preocupar em olhar para Deus e reconher o seu amor imensuravel a ter que fica medindo se estou pecando menos ou mais como isso fosse ganhar mais ou menos do amor de Deus. PEcado nao! AMOR sim.
    Espero que o Espirito instrua a todos em suas leituras.
    abraço;

  48. Julio Says:

    Tem algo sobre Silas Malafaia , Bispo Macedo, etc ,…. brasileiros ?

  49. graça e paz povo de de Deus e em especial para “o” cara
    Roberto Aguiar .

    pelo menos em relação a sacada de escrever e/ou traduzir esses comentários pra la de asido.

    em fim creio que seja um ponto em comum entre todos que leram as obras de Brennan Manning que no minimo, ele te faz parar, para pensar, sair da religiosidade mecânica. aquele mecanismo oriundo da pratica do dia-a-dia, quase como uma adormecida,

    também é notório que ele te instiga a procurar Deus de uma forma cada vez mais profunda.

    no livro “o impostor que vive em mim” ele aborda a distancia entre o cristão que sou e o que eu quero ser, ele alerta sobre as frustrações e armadilhas que rondam a busca desenfreada pela santidade, onde paradoxalmente a santidade exagerada e não solicitada por Deus nos afasta do próprio Deus. alem de passar de forma singular conceitos da psicologia através dos conceitos de Jung e outras vertentes mais.

    As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.
    Colossenses 2:23

    não esquecendo da continuação de colossenses 3

    o legal dessa matéria do blog é que ela evita comentários do tipo

    “Ja li o evangelho maltrapilho e estou lendo confiança cega.”

    Obs.: o irmão Marlus Tobler faz uma ressalva sobre o esse trecho isolado do comentário dele.

    amados confiança cega é unica e exclusivamente na Santíssima Trindade,

    nem em anjos devemos confiar, sei la se é capeta. broder!!!!!!

    pessoas como o irmão Roberto Aguiar faz assegurar em nos o espirito bereano de ser, (atos 17:11-13) temos sim de ficar de butuca ligada (como se fala aqui em pernambuco) pois as escritura nos adiverte de fato que haverá e ha, lobos transvestidos de ovelhas, porem paradoxalmente temos que ter cuidado para nao assertamos uma ovelha pensando que é lobo, na realidade é difícil ate mesmo para os anjos distinguirem pecadores de não pecadores imagina nos diferenciar ovelha pra lobo transvestido ( mateus 13: 28,29 e 39)

    o que o irmão Roberto Aguiar esta fazendo é nos alertar para aparência de lobo transvestido que é notória em nosso irmão Brennan Manning, agora a questão é, ate que ponto posso afirmar como fato cabal que um pastor ou líder carismático com pontos doutrinários que divergem dos meus tem, na figura de réu, um coração maléfico e/ou tem o intuito ( consciente ou não) de ceifar almas do rebanho de Cristo através de uma fala mansa (característica que satanás tenta imitar dos instrumentos de Deus).

    dou meu braso a torcer nesse ponto, de fato Brennan Manning da uns deslizes teológicos que me deixam com o instinto bereano pra la de ativado porem volto a frisar ate que ponto isso é uma questão seria ou apenas divergência de interpretação ( como livre arbítrio ou predestinação)

    o que eu posso dizer que pelo menos nos dois livros que li (“Evangelho Maltrapilho” e o “Impostor Que Vivi em Mim”) o tocante ao feijão com arroz do evangelho não vi nada que de fato descreditasse os livros ou mesmo o autor e sei que através desses dois livros Deus troce a super-fise valores que estavam sendo sufocados pela problemáticas inerentes a instituição igreja.

    espero poder ter ajudado a agregar mais um tijolo a esse artigo que com certeza niseu no coração de Deus.

  50. Alvaro Says:

    a verdeda esta sumindo…

    “Todo ensinamento contrário às Sagradas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres.”
    “A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.”
    Martinho Lutero

  51. Ricardo Dias Says:

    Brennan Manning é o cara…

  52. juscilene Says:

    A paz do Senhor! me respondam uma coisa se possivel. Quantos de vocês conhecem Brennan Manning para chama-lo de falso profeta? Creio que pelo tamanho da critica vocês sabem o significado da palavra falso profeta. O confronto seria pq no livro não esteja uma verdade que “vocês” queriam ouvir?

  53. Monzitti Baumann Says:

    Engraçado como você defende militantemente não só o seu legalismo e visão de um Deus mesquinho, legalista, sádico, impiedoso (supostamente como você se demonstrou), mas também um segmento da religião cristã. Isso mesmo, a igreja evangélica (termo usado de maneira estelionatária) é só um segmento do cristianismo, meu amigo. Tal posicionamento é típico de alguém que no mínimo ignora a história, posto que antes de Lutero não existia “crente”! Sugiro a você que leia um pouco sobre os massacres contra o movimento sinergista na Holanda do século XVII ou sobre o surgimento da Ku Klux Klan, bem como sua sustentação ideológica. Quando encontro pessoas como você, entedo mais ainda que tipo de gente Jesus chamou de “Sepulcro Caiado”. Quem precisa de conversão é você, meu amigo, e creio que isso só será possível quando a sua teologia sistemática da presunção deixar de ocupar o lugar de Deus na sua vida. Conheça o verdadeiro Amor, o que vem da Graça do Pai, que nos ama incondicionalmente. Abandone a toga e o martelo, pelo Evangelho. No amor Dele, que ainda bem….não é ruim como você e eu.

  54. Elizânia Says:

    Que engraçado… primeiramente as criancinhas que escreveram: “eu estive lendo o autor e sabia que existia algo de errado com ele, obrigada por me abrir os olhos”… quanta infantilidade desse povo que ainda precisa de cães de guarda da reta ortodoxia pra lhes manter na rédea…e vc, caro Roberto, seria bom, por exemplo, ler de Manning “A implacável ternura de Jesus”, onde ele narra sua experiÊncia de conversão a Jesus… ah, desculpas, esquecí que não existe salvação fora do seu gueto religioso.. foi mal!

  55. Jose lopes Says:

    Fico preocupdo com esses detetives do povo evangelico, gente que não aceita que Deus é amoroso e que seu perdão é verdadeiro. Quando homens como Brennan aparece mostrando eu seus escritos aquilo que o Senhor fez em sua vida, aparecem os detevives acahndo que não é verdade, chamando-o de falso profeta. Mas isso é bom, adversarios da verdade aparecem sempre.

  56. Mônica Says:

    Pessoal,
    Nós que já lemos muito do Brennan precisamos redobrar nosso cuidado em relação às pessoas que, como o autor desse site, estão julgando e fazendo caça às bruxas.
    Precisamos, antes de qualquer coisa, lembrar que eles estão carentes do nosso amor e que não precisam que os ataquemos.
    Alguns comentários têm até parecido com os pareceres dele em relação a nós.
    Não vamos fazer aquilo que não gostaríamos que fizessem conosco…

  57. Eloi Says:

    Olá a todos,

    Sem querer polemizar.

    Li Breennan e foi benção na minha vida.

    A partir do entendimento do amor de Deus, na forma simples abordada por ele, consegui me libertar da forma como fui ensinado por 45 anos.

    Hoje estudo muito mais a bíblia, pois entendi o amor de Deus.

    Hoje busco muito mais a santidade em minha vida, pois entendi o amor de Deus.

    Hoje converso muito mais com Deus em oração, pois entendi o amor de Deus.

    Hoje jejuo muito mais, pois entendi o amor de Deus.

    Mas quero deixar claro, não foi somente Breennan que me levou a isso. Estou livre da pastolatria, autorlatria, igrejolatria, imbeciolatria.

    Enfim, se alguém está correto ou não eu não sei, e talvez nem queira saber, mas, não me baseio no homem e sim na palavra, no amor, na santidade, na justiça de um Deus e Pai que está sempre de braços abertos para os que arrependidos se voltam para ele.

    Se Breennan é falso ou não, se é um bêbado ou não, se é casado ou descasado, não me cabe julgá-lo com ou sem justiça. Daqui a pouco a discussão vai debandar para o lado de um assassino e adúltero chamado Davi, um homem segundo o coração de Deus.

    No amor de Cristo Jesus,

    Eloi

  58. Iloisy Laurentino Says:

    A paz do Senhor, meu irmão.
    Passando por uma livraria evangélica, comprei o “Evangelho Maltrapilho” e “O impostor que vive em mim”. Comecei a ler esse último e apesar de me identificar com algumas coisas, pude perceber que o autor parecia ‘misturar’ demais conceitos, religiões etc… POr isso, parei a leitura e procurei na internet alguma informação sobre quem seria Brennan Manning… Quando li este artigo, estremeci! Você confirmou o que eu já havia percebido por alto… Muito obrigada…É muito importante sabermos discernir o que é de Deus e o que não é… Vou ler mais a Bíblia… Que Deus te abençoe e te guarde.

  59. Iloisy Laurentino Says:

    Se a Bíblia não mudar as nossas vidas, nenhuma outra literatura o fará.

  60. Monica Xavier Says:

    Alguém já perdeu um tempinho para descobrir quem é esse Mike Gendron ?
    Alguém além de Roberto Aguiar, claro …

  61. Mônica Xavier Says:

    Lloisy,
    Antes de mais nada, cuidado com o que vc mesma afirmou “ter percebido por alto”…
    O que significa misturar religiões pra vc ? Citar Mde. Teresa e outros estudiosos “ditos católicos”?
    Cuidado com os pré conceitos do povo que se diz evangélico e que por isso acreditam serem capazes de julgar.
    Somos CRISTÃOS, salvos pelo sacrifício da Cruz.
    Leia a introdução do Evangelho Maltrapilho e depois o Anseio Furioso de Deus.
    Que o Senhor te abençoe e ilumine!

  62. Mônica Xavier Says:

    Fui ver quem é Mike …

    http://pro.gospel.org

    Da mesma forma que houve a inquisição há um tempo, ele “quase” que prega a mesma coisa em relação ao catolicismo !
    Não passa de um americano, como muitos de quem temos ouvido falar, radical em suas posições. Talvez em vez de queimar o Alcorão ele resolva queimar a Bílblia Católica …
    Então queimemos todos !
    Os evangélicos da prosperidade, oe evangélicos que escondem dólares no meio da Bílblia, os evangélicos que vendem seus votos no Congresso Nacional…
    Graças a Deus, suas misericórdias são a única causa de não sermos todos consumidos !

  63. Iloisy Laurentino Says:

    Querida Mônica, o meu comentário não tem de forma alguma, o intuito de criar ‘debates intermináveis’. Eu penso que o que causa tantas guerras, não são as religiões, mas a intolerância das pessoas que não aceitam nenhum pensamento contrário ao seu… cada pessoa tem direito de pensar, achar e expor seus pensamentos e convicções sem ser massacrado por isso. Da mesma forma, eu tenho as minhas convicções e todas elas têm base na Bíblia, a qual leio todos os anos, há onze anos.Qualquer coisa, que estiver contrária a Bíblia não me serve. Agora, cada um com o seu cada um. Creiam no quiserem crer, mas não tentem forçar ninguém a acreditar em suas teorias. Fiquem com Deus.

  64. Mônica Xavier Says:

    Lloyse, me perdoe se foi essa a impressão que te passei !

    Não estou a te massacrar pelo que disse, só quis que vc pensasse um pouco mais – como eu tenho feito.
    Ouvir e reter o que é bom para nós, “crentes de muitos anos”, significa nos descomodarmos e isso incomoda porque implica questionamento, e a procura por respostas incomoda …

    Leio a mesma Bíblia que vc, talvez há muito mais anos, e de maneira alguma estou a te julgar até por que tem muita farpa nos meus olhos …

    Não quis e não quero ser pedra pra vc.
    Desculpa.

  65. j samuel Says:

    nao vejo nada de mais um cara bacana mexer no orgulho da igreja brasileira … recomendo convite a loucura / colcha de retalalhos, antes leia o evangelho por voce e nao pelas ladainhas … oro por ele e por aqueles que nao vivem na plastica do evangelho ou na capa … abraço irmaos Ele morreu por todos … 7 bilhoes de pessoas …

  66. Iloisy Laurentino Says:

    Encerro minha participação com esta frase de João Wesley: “É o simples e antigo cristianismo o que prego, renunciando e detestando todas as outras marcas de distinção. Porém, dos verdadeiros cristãos, qualquer que seja sua denominação, desejamos ardentemente em nada nos distinguir… por questão de opiniões e termos, não destruamos a obra de Deus. Amar e temer a Deus? Isso é o bastante! Te estendo a mão direita do companheirismo”. Abraços.

  67. Isabel Says:

    Eu panas li o devocional, “Meditações para Maltrapilhos”. Não achei nada de extraordinário! Tanto paa o bem como para o mal. Não trouxe nada de novo!

  68. Rose Says:

    Eu li o Evangelho Maltrapilho, o Impostor que vive em mim e estou lendo Convite a solitude. O cara entendeu e aceitou a graça de Deus e por isso ele pode escrever sobre ela. Sugiro reler os livros dele e repensar sua opinião.

  69. Rose Says:

    Que triste esse julgamento de “falso profeta”……lamentável.
    Lembrem-se: Com a mesma medida que julgamos, seremos julgados.

  70. Waldecy Rodrigues Says:

    Sou evangélico de uma igreja bem ortodoxa a 22 anos. Tendo congregado desde a infância, assumi cargos importantes de liderança em todas as áreas da igreja: Infnatil, adolescentes, jovens, obreiros e pastores.
    Sempre fui faminto pela bíblia. Já li mais de 35 vezes por completo. Ganhei todos os Desafios bíblicos, Maratonas bíblicas, gincanas bíblicas. Em Congressos Bíblicos e Encontros de Lideranças fui chamado a palestrar diante de vários líderes pelo conhecimento no assunto. Em minha adolescência, apesar de já ser notório meu conhecimento bíblico, estava a ponto de deixar tudo e me jogar nas garras do mundo… quando um livro chegou em minhas mãos, e isso fez toda a diferença… Tive gás para enfrentar todas sorte de problemas, tribulações e tantas coisas que nos aflige na caminhada cristã, ao longo dos anos que se seguiram. Se apenas conhecer a Bíblia fosse suficiente, não precisaríamos dos pregadores nos altares. Um livro com uma grande mensagem, é como um pregador no altar com uma grande mensagem. O que diríamos de todos os pregadores que conhecemos se fossem expostas todas as suas falhas na internet. Deixariam de ter validade suas pregações que tanto nos aproximaram de Deus? Se houvesse internet na época de Davi, o que estariam escrevendo sobre ele quando ele publicasse todos seus salmos que falam do amor e da benignidade de Deus? E isso invalidaria sua mensagem? E o que dizer de Pedro, de Jonas, de Elias e tantos outros profetas verdadeiros? O que escreveriam sobre eles, apontando suas falhas na tentativa de classificá-los como falsos profetas e pregadores de doutrinas de demônios? Estariam os “verdadeiros cristãos” dizendo “Obrigado autor do blog por abrir meus olhos para que eu não fosse enganados por esses homens que não produzem bons frutos por que erraram nisso e naquilo outro”? Pensem a respeito.

  71. Waldecy Rodrigues Says:

    Estava fazendo compras numa livraria evangélica de minha cidade, quando na hora de pagar a atendente me disse que se eu adicionasse um determinado valor, ganharia um desconto e ainda iria concorrer a um sorteio com vários brindes. Como eu já havia comprado o que tinha ido comprar, fiquei sem saber o que fazer. Me foi ofertado o livro ” O EVANGELHO MALTRAPILHO”. Levei pra completar. Ele ficou no estado em que o levei da livraria por mais de 1 ano. Lacrado! Nesse período, eu estava envolvido em um trabalho com a juventude de minha igreja que reunia mensalmente cerca de dois mil jovens crentes e igual número de jovens não-salvos que iam como convidado deles. Uma grande parte aceitava Jesus em lágrimas em cada concentração. Mas quem trabalha com liderança sabe que eventos como esse precedem grandes tempestades. E essas quase me destruíram. Na beira do penhasco pronto a me jogar, acabei abrindo o Livro de Brennan. Me apaixonei de novo pelo Mestre. Mais uma vez Deus usou um livro como se fosse um pregador no altar para abençoar minha vida. Retomei forças, voltei-me de novo para Ele, participei de longas vigílias em oração com lágrimas de agradecimento. Percebi o quanto nossas igrejas estão mais preocupadas com as regras que pregam. Mais preocupadas em inflingir medo do inferno nas pessoas para que elas se voltem a Jesus. Mais preocupadas com as leis, tal qual os fariseus, que gastam tanto tempo em acusações, fofocas, e se preocupando com vida dos outros, se importando apenas em espalhar estórias, do que de atestar fatos. Essas coisas me deixariam longe de Deus. Ao passo que as palavras do pecador Brennan, me aproximaram de Deus. Não me levou ao pecado. O dedo acusador dos Super Santos, olhavam uma falha minha e me lançavam no inferno. A mensagem usada pelo divorciado, ex-alcóolatra, ex-padre ou qualquer outro rótulo que queira se utilizar para gerar asco nos “verdadeiros cristãos”… me retirou de dentro da caverna onde eu clamava: “Tira minha vida, pois não melhor que meus pais!”, para o lado de fora para ouvir o sussurar de Deus. RECOMENDO A TODOS VOCÊS A BAIXAREM A GUARDA, e lerem sem preconceitos, sem a visão focada nas regras… mas no toque miraculosos do amor de Deus. Essa mensagem não me transformou num prostituto, ou um bêbado, ou um drogado, ou um crente desestimulado e dissimulado. Me aproximou de Deus, e a busca pela sua vontade foi consequência, pois é isso que o amor de Deus provoca e nossoas corações. Brennam não prega a libertinagem. Não diz que não existem consequências. Apenas mostra que servir a Deus por medo do inferno, ou por interesse no céu, nos levará a colher derrotas cada vez mais difíceis de se superar. Ao passo de que o amor de Deus nos conquistará, e tal qual um noivo apaixonado pela noiva, faremos de tudo para agradá-lo com amor e alegria. BENDITO SEJA O NOME DO SENHOR QUE NOS SALVOU COM SUA GRAÇA, TIROU MEU FARDO DAS REGRAS, E PÔS SEU JULGO SUAVE.

  72. Herbert Ceschi Says:

    Infelizmente , Roberto Aguiar publicou aqui um relato de Mike Gendron , que pelo jeito , só tem a vontade de querer colocar Brennan Manning como um falso profeta. Mas cuidado irmãos com essas pessoas que passam artigos rancorosos , pois estes sim podem estar querendo passar uma impressão errada de um grande cara. Brennan Manning é bom demais e se tiverem oportunidade leiam suas obras . Fiquem com Deus.

  73. Pastor Eneias Mendes Says:

    Todos os livros desse autor são publicados pela editora Mundo Cristão isso para quem lê sabe do que estou falando, uma editora seria que não publica gibis espirituais. Tenho todos os livros desse autor, como pastor sou muito cuidadoso com o qua leio, e leio muito, para aumentar o calor desse bate-papo eu digo, Caio Fabio, e Brennan, falam da graça com graça, pois os dois e eu tambem que onde o pecado abundou suberabundou a graça. O que é converte-se ? Deixar de ser padre ? Deixar de ser o que ? O Espirito sopra onde quer.

  74. GLORIA Says:

    LI O EVANGELHO MALTRAPILHO O QUE EU PENSO NAO VAI ALTERAR MUITO AS COISAS. MAS NA VERDADE A GENTE PRECISA APRENDER A LER NAS ENTRELINHAS

  75. leandro Says:

    Estou lendo o Evangelho Maltrapilho e me senti incomodado com algumas afirmações e alguns pensamentos tomaram conta de mim, ao passo de refletir sobre meus pecados, e a me conformar com eles. Me deparei com informações sobre a igreja católica que me fez consultar sobre a vida e ministério de Brennan Manning e ao ler o referido blog confirmou o que estava no meu coração que algo esta errado neste livro, resolvi parar de ler imediatamente e me apegar a leitura mais incisiva da Bíblia que de fato é insubstituivel.

  76. Norma Vilela Says:

    Acabo de ler O EVANGELHO MALTRAPILHO. Iniciei e parei de lê-lo no capítulo cinco, pois me pareceu uma maneira de apresentação da graça de forma “barata”. Contudo, sabendo que jamais poderia abrir a boca para comentá-lo, criticá-lo ou mesmo recomendá-lo, pois seria insensato de minha parte; resolvi terminar sua leitura. Fui graciosamente surpreendida por uma mensagem profunda e edificante do amor de Deus. A algum tempo um pastor querido, que durante dezenove anos de relacionamento conosco vem sendo exemplo de relacionamento com Deus e com sua Igreja, falou que “o céu será uma caixinha de surpresa”. A partir de então meus olhos estão se abrindo para entender que o evangelho não é e nunca foi um código de leis morais, mas um convite maravilhoso, escrito pelo sangue de Jesus, para que pecadores, como eu, cheguem ao arrependimento.
    Depois da leitura compreendi porque na apresentação deste livro o autor é classificado como autor contemporâneo de maior profundidade. Se eu fosse escrever um livro sobre o tema que ele apresenta, com certeza seria tentada a atender aos apelos da “justiça” que é mais própria do que de Deus e não ousaria a limitar-me ao amor de Deus sem enfocar, com mais evidencia, as condições deste amor. Mas o autor diz tudo destas condições sem de maneira alguma diminuir o valor esplendoroso de que antes de tudo e qualquer coisa “Deus nos amou primeiro”. Isto, que já está claro no livro, é dito de uma vez por todas na pág. 208 “O amor tem suas próprias exigências. Ele não pesa e não poupa nada, mas espera tudo. Talvez isso explique nossa relutância em arriscar. Sabemos muito bem que o evangelho da graça é um irresistível chamado a amarmos da mesma forma. (…).

  77. José Carlos dos Santos (Zéca Santos) Says:

    Irmão Roberto Aguirar – Fiquei muito feliz e encorajado em descobrir o seu Blog. Após perguntas a mim sobre Brenan Manning, resolvi voltar a uma pesquisa sobre ele, e acabei descobrindo o seu Blog. Estou muito satisfeito não somente com as argumentações em favor do Evangelho Verdadeiro de Jesus Cristo, que tem se fundamenta fortemente no grande problema do homem, o pecado, e que o evangelismo pósmoderno tenta esconder. Dizia, que gostei muito dos demais assuntos que percorri rapidamente no Blog e confesso que serei a partir de agora um grande frequentador de seu Blog, até porque vem responder um grande anseio de meu coração no sentido de tentar ser usado por Deus para pregar a verdade e somente a verdade e desfazer as atimanhas do diabo através até mesmo de “evangélicos” que estão propagando um “evangelho outro”, com certeza não é o do Senhor Jesus.
    Gostaria de ter acesso ao seu email…procurei e me perdi na procura, não encontrei, para maiores contatos com o irmão.
    Um grande abraço e sejamos bereianos ! Voltemos à Palavra de Deus SOMENTE (Sola Scriptura).
    ZECA SANTOS.

  78. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Zeca pode ter certeza que tanto a satisfação, quanto a surpresa, são mútuas… Em comparação com a multidão que perambula pela igreja do Senhor, é tão difícil encontrar alguém que enxergue o óbvio, que nos causa espanto quando a encontramos. Foi assim também com Jesus, nas ocasiões em que esbarrava com alguém portando uma fé verdadeira.

    Valioso Zeca, na seção ”Autor”, você encontra todos os meus contatos.

    Um abraço e lute para ficar em paz com Deus.

  79. vc diz –Confiar no amor de Deus, Ele diz,” porque Deus ama você, independente do que você viva e continue fazendo. se vc contesta este ensinamento vc precisa conhecer a deus e a biblia pq Deus sempre vai continuar amando as pessoas da mesma forma apesar de seus pecados. vc precisa conhecer o verdadiro evangelho.

  80. tulio Says:

    Já que você é o sabe tudo sobre Deus, deveria deixar de falar dos outros e falar do evangelho. O que me cheira seus comentários é uma tremenda inveja. Você não alcança tantas pessoas e detesta quem o faz. Alguém caiu do céu por causa disso. INVEJA

  81. Débora Says:

    Essa critica é tão ridícula que nem vale a pena comentar!!

  82. tulio Says:

    Débora, qual das duas não merece resposta, a minha ou a da jane? Podemos iniciar um debate particular entre nós dois se for a minha que não merece resposta.

  83. Mônica Xavier Says:

    Túlio, Débora, Jane…
    Porque tanta contenda? É isso o que o inimigo quer!

    Sr. Roberto Aguiar encontrou alguém que concorda com ele e deve estar hiper feliz!

    O texto traduzido desse blog é de um ” daqueles gringos” hiper conservadores, e legalistas,o que para mim dá a impressão de sepulcro caiado.

    Vamos viver como Deus nos pede?
    Amarás o Senhor teu Deus de todo o su coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.Ama a teu próximo como a tí mesmo.

    A grande dificuldade é nos vermos no rosto do p´roximo, não é mesmo ?
    “Eu, tão pobre pecador…”
    Salvo pela graça de Jesus que me ama e me aceita como sou.
    A transformação da qual preciso é Ele quem começa e Ele prometeu que trabalhará a minha vida até que esteja feliz com o resultado – “Aquele que começou em vós a boa obra há de terminá-la até o dia de Cristo.”

    Eu não sei fazer, mas poderíamos fazer um blog contando como nossas vidas têm sido transformadas quando aceitamos o amor incondicioinal de Deus e deixamos que Ele nos transforme.

  84. Roberto Aguiar Says:

    Sinceramente…muito mais feliz do que encontrar alguém que concorde comigo, fico satisfeito quando alguém, por dar ouvido a palavra escrita de Deus, consegue escapar da artimanha maligna de falsos pregadores do evangelho. Dos quais, o padre Brennan Manning, é a “bola da vez”.

    Quem se diz evangélico e ainda assim engole Manning, o faz porque não guía sua vida pela bíblia, só pelas promessas que ela faz; o que é ridículo! Esse comportamento específico nos revela ou uma personalidade alienada da realidade, ou um sentimento leviano, interesseiro pelas riquezas de Deus. Seja por tolice, seja por ambição, na bíblia, ambas as escolhas não terminam com um “final feliz”.

    Já sobre a discriminação racista e religiosa demonstrada pela Mônica, quando ela usa palavras como: “gringos”, “hiper conservadores”, “legalistas”, “sepulcro caiado”, e de fato não nos traz nada que endosse suas próprias palavras, essa reação é típica de pseudos adoradores de Deus. São bons em discriminar, mas pobres em conteúdo. São excelentes segregadores, mas péssimos em fundamentar suas idéias.

    Quem examinar os fundamentos da mensagem da bíblia, com um olhar crítico e imparcial, e depois, calmamente compará-la com as palavras do senhor Manning, verá que se tratam de conteúdos diferentes.

    Se alguém me disser que aprova Manning porque simplesmente gostou da filosofia dele, não tenho nada para dizer a essa pessoa. Foi uma questão de escolha pessoal, portanto nessa questão, lhe devo todo o meu respeito e silêncio. Mas se ela diz que gostou das palavras de Manning porque concordam com o evangelho de Jesus, tenho que dizer a essa pessoa que ela esteve lendo uma outra bíblia diferente da bíblia judaica, ou que sua capacidade de interpretação de texto está defasada.

  85. Mônica Xavier Says:

    SENHOR ROBERTO AGUIAR,

    O único segregador nesse tempo todo é o senhor e a sua posição de juiz iniputável.

    Não sou e nunca fui alienada da realidade, não tenho um “sentimento” leviano pelas riquezas de Deus, pois do meu comportamento prestarei contas, não sou tola e muito menos ambiciosa.
    O Senhor Jesus foi muito claro ao nos afirmar que no mundo teríamos aflições – e essas aflições não são poucas! Mas o bom ânimo vem porque foi Jesus quem venceu o mundo, morrendo por mim naquela cruz.

    Você – desculpa, O SENHOR me conhece para me julgar pseudo-adoradora de Deus? Eu tremo diante de Sua presença, mas isso não lhe diz respeito!

    Em nenhuma de minhas postagens o agredí pessoalmente com minhas palavras como O SENHOR o fez aqui.

    E realmente leio uma Bíblia diferente da Bíblia Judaica que O SENHOR lê.
    A Bìblia que eu leio contem o Novo Testamento que começa pelo livro de Mateus e traz a Boa Nova da Salvação: Pela graça sois salvos mediante a fé e isso não vem de vós. è dom de Deus, para que ninguém se glorie.

    E assim me retiro dessa insípida discussão!

    Que você descubra o sentido da palavra misericórdia e a use a seu favor…

    E como já postei anteriormente, vão conhecer Mike Gendron:

    http://pro.gospel.org

    Deixo este link para vocês:

  86. Roberto Aguiar Says:

    Embora a temática deste blog seja delicada e de impossível consenso, não o publiquei com o objetivo de perturbar ou provocar pessoas de opiniões contrárias, muito embora isso seja inevitável pelo teor contundente das matérias. Por ser um blog de cunho crítico, fica implícito que desenvolver uma atitude crítica nos leitores evangélicos é o objetivo final. Portanto, toda discordância é bem vinda, desde que seja acompanhada de fundamento e respeito aos discordantes, pois partimos do pré-suposto que todo ser humano tem direito a um livre pensamento, independente do quão absurdo ele seja.

    “Os problemas dos homens são repetitivos, é por isso que somos todos extremamente previsíveis…”

    Tenho observado que a maioria das pessoas que tentam passar uma hiper imagem de “amor”, tanto a Deus como a humanidade, do tipo meloso, que chega a beirar a irracionalidade… Que têm tanto, mas tanto amor, a ponto de escorrer pelas letras que escrevem, algumas vezes, essas pessoas se desconcentram, dão uma escapulida do personagem, a truculência natural do ser humano aparece, e ai toda a pantomima se revela… Esse grupo fantasiado sob aparência inofensiva e encharcados de amor, algo contrário ao ser humano, pois até o Cristo mudava de tom com certo indivíduos, pois bem, esta espécime, quando são contrariados, destilam a crueldade natural do ser humano, e quando são retrucados, contraditoriamente, assumem o ar de vítimas puras e injustiçadas. Isso é repetitivo por todo o blog nesses quase 3 anos, e infelizmente é o caso da Mônica. Usar palavras no sentido racista e pejorativo como “gringos”, “hiper conservadores”, “legalistas”, “sepulcro caiado”, e logo em seguida, infantilmente afirmar como Mônica diz: “Em nenhuma de minhas postagens o agredí pessoalmente com minhas palavras como O SENHOR o fez aqui”, esse tipo de comportamento inviabiliza qualquer discussão racional. “Quem sem fundamento fala o que quer, se arrisca a ouvir o que não quer”. Finalizo aqui minha participação com a senhora Mônica. Para uma discussão saudável, devem haver balanças iguais.

  87. Waldecy Rodrigues Says:

    Em um sermão que se prega na igreja, nunca vamos abordar todos os apectos da personalidade do Senhor, seus atributos.
    Ora se enfocará sua justiça, ou seu amor, ou sua sabedoria, ou sua misericórdia… Nunca todos juntos, pois seria tão extensa a mensagem que o público ao final não conseguiria entender a mensagem final.
    Brennam, enfoca o amor de Deus!
    É o evangelho de Cristo, pregado na Bíblia!
    Brennam nos leva a conhecer um aspecto pouco explorado entre os atributos de Deus.
    Prefere-se anunciar: “Você vai pro inferno, cuidado. Aceite Jesus, se não o Lago de Fogo o aguarda!”
    ao invés de: “Jesus ama você, do jeito que você é! Venha e permita que Ele trabalhe você para como filho digno, se assente à mesa nas Bodas do Cordeiro”
    Brennam não prega o medo do que Deus pode fazer se desobedecermos, mas o poder restaurador de seu amor, ao nos reconhecer como seres imperfeitos. “Com amor eterno eu te amei, e com benignidade te atraí!”
    Qual o problema dessa mensagem.
    Quando uma pessoa se sente atraída por esse amor, tende a querer conhecer a Deus mais profundamente, e isso o levará a estar com Deus em horas de oração, de jejuns e leitura da Palavra… é consequência!
    Brennam, apenas chama a atenção para essa face de Deus, como o pregador que enfoca em seu sermão apenas uma lição de cada vez, e nem por isso pode ser chamado de falso profeta porque não falou de todos os atributos.
    Pregar apenas a justiça sem falar de seu amor, seria o mais correto. O Evangelho pregado através do terros seria então o melhor enfoque.
    Não defendo o autor, me prendo a mensagem.
    Homens, serão sempre imperfeitos e sempre terão seus esqueletos no armário… Todos! Mesmo aqueles que furiosamente me atacarem por essa afirmação.
    Se olharmos todos os pregadores e desqualificarmos sua mensagem pelos erros de sua vida… não restará vozes nem mesmo na Bíblia onde homens como Davi, Moisés, Elias e tantos outros teriam os exemplos e mensagens desqualificadas pelo mesmo motivo.

  88. Waldecy Rodrigues Says:

    Em tempo:
    Esqueci de pontuar as seguintes frases

    “Pregar apenas a justiça sem falar de seu amor, seria o mais correto?
    O Evangelho pregado através do terros seria então o melhor enfoque?”

    Sem tais interrogações minhas afirmações seriam contraditórias…
    Obrigado

  89. Peter Says:

    Roberto, Manning, Paulo, Pedro (Peter), João, Maria Madalena, Davi, Moisés, Abraão, Adão, Eva, Pastores, Padres, Reverendos, etc…
    Todos iguais, todos humanos, todos um nada, todos carentes da Graça de Deus, ninguém melhor que ninguém.
    Haja vontade de discutir…
    Haja vontade de aparecer, de ter o melhor ou ser o melhor.
    É muita pretensão…
    Deus é soberano e nós somos NADA.
    Uma multidão gosta do Manning pelo que ele fala e do jeito que ele fala.
    Muita gente não gosta.
    Uma multidão gostava de Jesus pelo que ele falava e do jeito que ele falava.
    Muita gente não gostava.
    Minha comparação não é entre Manning e Jesus.
    Minha comparação é entre Fariseus e os ManningFóbicos.
    Teremos muitas divergências, mas uma coisa nos nivela como iguais.
    Somos todos pecadores, ninguém melhor que ninguém.

  90. Roberto Aguiar Says:

    Valioso Waldecy saudações!

    Como você, muitos fãs de Manning têm dificuldade de encontrar o foco dessa postagem. Embora o comportamento de uma pessoa seja até certo ponto importante para um testemunho cristão, a matéria postada não se propõe a abordar a vida pessoal de Manning, mas seu credo, seus ensinamentos, e ponto.

    Seu argumento sobre a impossibilidade de se abordar numa pregação ou num livro, simultaneamente o amor e a justiça de Deus, não tem nexo, a não ser que você não tenha experiência em pregar, ou escrever. Mas vamos lá, vamos fazer de conta que realmente é impossível expor num mesmo momento o amor juntamente com a justiça de Deus, ok! Agora, onde estão os ensinamentos de Manning sobre a justiça de Deus? Em qual livro eles se encontram?

    Resposta: Não existem!

    Se eu prego só o amor de Deus, não posso absolutamente dizer que prego o evangelho de Cristo, na verdade prego uma parte dele. E isso faz alguma diferença? É claro que faz! As palavras do mestre são realmente aquilo que Pedro disse: “Só tu tens palavras de vida eterna”. Se me proponho a dar consideração apenas a parte da bíblia, como chegarei a ser salvo? As palavras de Jesus são como um mapa que nos levam ao tesouro da salvação. Se levo à sério só parte do mapa, como chegarei nesse bendito lugar?

    Waldecy, você diz que é errado anunciar o evangelho falando sobre o castigo eterno, e eu concordo com você. Mas anunciar o evangelho só falando de amor é se posicionar no outro extremo, o que resulta no mesmo erro.

    Vejamos como o mestre, o modelo, Jesus, iniciou sua pregação:

    “E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, iniciou a pregação do evangelho do reino de Deus, dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho”. Marcos 1:14,15.

    E a pregação dos apóstolos:

    “E, naqueles dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judéia, e dizendo: arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus”. Mateus 3:1,2.

    Numa das primeiras pregações em público da história da igreja Pedro afirma: ”Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados”. (Atos 3:19).

    Note que a pregação não consta de ameaças ao inferno, nem tão pouco com o melindroso chavão, “Jesus te ama”.
    Na exposição do evangelho feita por Jesus e pelos seus seguidores, há um equilíbrio entre a justiça e o amor de Deus, onde ambos ocupam cada um o seu espaço, sem a supervalorização nem de um nem de outro.

    Não temos permissão da parte de Deus para escolher qual aspecto do evangelho mais nos agrada, e há partir dessa escolha, passar a propagá-lo. Se a difusão do evangelho for feita nesses termos, ele é falso, quer exalte a condenação eterna, ou o amor de Deus, por privilegiar um dos aspectos de Deus, passando uma falsa idéia do plano de salvação do Todo-Poderoso por omitir aspectos indispensáveis.

    Pense nisso, o próprio Jesus jamais iniciou uma pregação dizendo algo do tipo: “Eu amo vocês, por isso venham à mim”.

    Manning exclui o arrependimento como pré-requisito para a salvação. Isso não vale só para Manning, mas qualquer igreja que dispense o arrependimento dos pecados como pré-requisito para a salvação, está fazendo propaganda enganosa, portanto, é falsa em seu conteúdo, segundo o evangelho de Cristo.

    Manning também prega a heresia de que toda a humanidade vai ser salva. Em parte alguma das escrituras, há algo que se quer, se aproxime disso. Portanto isso é má fé, e uma covardia para com as almas, que iludidas pela mentira, seguem despreocupadas com o seu futuro.

    LEMBRAR NOVAMENTE QUE: NESSA MATÉRIA, O FOCO DAS CRÍTICAS SÃO OS ENSINAMENTOS DE Manning, NÃO SUA VIDA PESSOAL. PORTANTO OS ARGUMENTOS DE QUE EU, E ALGUNS IRMÃOS AQUI, ESTAMOS JULGANDO A VIDA DE MININ, NÃO SE FUNDAMENTAM.

    Espero ter conseguido passar a você, o que realmente está em meu coração quanto a essa postagem. Já saímos da idade média, portanto isso aqui não é uma estação de “caça ás bruxas”, mas apenas levar à sério a palavra de Deus, na forma que ela se apresenta.

    Um abraço!

  91. Waldecy Rodrigues Says:

    Apenas para discorrer sobre dois pontos, irmão Roberto:

    1º – Minha postagem dizia: “Em um sermão que se prega na igreja, nunca vamos abordar todos os apectos da personalidade do Senhor, seus atributos”
    Não disse ser impossível falar de amor e justiça, e sim, que sempre faltará algum aspecto não abordado pois falar de TODOS tornaria a mensagem extensa demais, tantos são seus atributos. Dessa forma, sempre haverá quem critique a falta de algum, por mais esforçado que seja o pregador/escritor.

    2º – Sua frase: “Seu argumento sobre a impossibilidade de se abordar numa pregação ou num livro, simultaneamente o amor e a justiça de Deus, não tem nexo, a não ser que você não tenha experiência em pregar, ou escrever”, me parece querer desqualificar minhas argumentações através de um discursso do tipo: “Você não tem propriedade ou conhecimento para tratar desse assunto!”
    O que espero sinceramente que seja apenas impressão.
    No entanto, falo com propriedade de quem prega a 21 anos, em convenções, congressos, oficinas de pregação e por vão as experiências de minha vida ministerial.
    Não discordo da crítica de que enfocar apenas o amor de Deus é um erro. Qualquer extremo é prejudicial. Repito: não defendo o autor, mas a mensagem que nesse tópico aborda principalmente o Evangelho Maltrapilho.
    Digo e repito: sempre atrairemos pessoas com base num foco incompleto, ora foacaremos amor, ou justiça, ou amor e justiça e faltará outro aspecto.
    Mas atrair é uma coisa que é necessária, já a vida diária dessa pessoa só será possível dentro de uma igreja em que ela congregará, e ali sim, a responsabiliade de ensinar, preparar, consolidar será dos líderes.

    “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus deu o crescimento.
    Pelo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus que dá o crescimento”

    Um abraço querido

  92. Roberto Aguiar Says:

    Saudações nobre Waldecy!

    Ok meu irmão, entendi agora seu primeiro ponto, e ele faz sentido!

    Entretanto, esse argumento não pode ser aplicado ao Minning, pois diferentemente do curto espaço de tempo de uma pregação, ele dispõe de vários livros para expor a mensagem verdadeira do evangelho, sem ônus ao ouvinte. Espaço mais do que suficiente para a apresentação do evangelho.

    Sobre seu 2° ponto, me desculpe se lhe passei essa impressão, mas não foi essa a minha intenção. Por expediente algum, é meu desejo intimidar qualquer discordante a não retrucar, ou usar de argumentos apelativos. Pelo contrário, esse blog visa levar os crentes à desenvolverem um pensamento crítico sobre a fé cristã evangélica. Portanto é meu desejo formantá-los.

    Essa matéria não tem como base um livro apenas de Minning, mas toda a linha de seu credo religioso. Ele como escritor prolífico, não poupa esforços em revelar sua crença pessoal, e é no corpo geral de seus ensinos que focamos nossas críticas.

    Irmão Waldecy, achei que havia sido claro em minha ultima resposta a você, mas você volta a tocar no mesmo tema, como seu eu não tivesse abordado esse tópico.

    “Mais uma vez, quero deixar explícito, que no momento, não me interessa a vida pessoal de Minning, não me dirigi a ela. Todo o foco das críticas se limitam ao credo pessoal do senhor Minning, e…ponto. As críticas aqui são de cunho teológico, não de comportamento pessoal!”

    Embora Paulo tenha plantado e Apolo tenha regado, para que tenha havido cooperação mutua entre ambos, e houve, fica claro no resto das cartas paulinas que, nem Paulo nem Apolo abririam mão da integridade do evangelho para obter auxílio na evangelização.

    “A paz e a [cooperação], se possível, mas a verdade, à qualquer preço”. Martinho Lutero

    Um fraternal Abraço!

  93. Taquinho Says:

    Irmãos e/ou amigos (todos): È óbvio e claro que muitos que anteriormente escreveram suas opiniões, não conseguem discernir entre salvação (por fé) e reino(por obras). Se houvesse esse entendimento, certamente nem seríamos demasiadamente severos uns com os outros. È claro que a salvação é pela “maravilhosa graça” de Deus, através da morte e ressureição do nosso Senhor Jesus Cristo. Ouro nenhum, jóias nenhuma, nem todos os dólares do planeta nos compraria esta salvação, que nos foi dada de “graça”. Nenhum merecimento, nenhuma exclusão a nenhum pecador, por mais pecador que seja seria afastado desta graça, que só nos requer uma coisa: FÉ . E agora sendo salvo, continuo no pecado? Deliberadamente? Claro que não! Mas posso pecar, ocasionalmente, por causa do velho homem, que continua habitando em mim ( O qual eu devo, no” morrer do trigo”, sufocar, não alimentar, deixando-o cada vez mais debilitado)? Pecamos, e o justo “peca 7 vezes ao dia”. Mas agora este pecado nos trás tanta tristeza, tanto choro, tanto mal estar! Se não é assim, e convivemos bem com este pecado, devemos nos questionar se somos realmente salvos. Porque, como sendo salvos, e selados com o Espírito Santo, e habitados por Jesus, ainda assim nossa vida permanece como antes? O apóstolo Paulo nos fala de “desenvolvermos nossa salvação”. È isto. Agora, salvos , pela graça, transformados, faremos as boas obras que Deus de antemão nos preparou. Depois de conhecer o Senhor Jesus, temos de nos modificar, e lutar, e lutar, com os nossos melhores esforços para reinar com o Senhor na sua volta. E tudo isto sem a graça ? Ela, a graça, era só para a salvação? Não, ainda com a misericórdia do Senhor, mas agora com a graça correspondida, estaremos mostrando ao Senhor Deus de Israel que aceitamos o seu convite! E Ele verá, através de nossa disposição, que estamos sendo sinceros e não hipócritas. Não hipócritas, supondo que posso continuar levando a vida de outrora, cheio de desejos e desfrutes. Se eles ainda assim vierem, que seja quando Deus permitir! Leiam I CO 3,10-15 : “Segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei o fundamento como prudente construtor; e outro edifica sobre ele. Porém cada um veja como edifica. Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo. Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um, o próprio fogo o provará. SE permanecer a obra de alguém que sobre o fundamento edificou, esse receberá galardão; se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele dano, MAS ESSE MESMO SERÁ SALVO, TODAVIA, COMO QUE ATRAVÉS DO FOGO.
    Se, depois de salvo. pela graça, ainda quiser andar pelos caminhos das trevas, seja assim. Mas não reinará com Cristo por mil anos (antes da realidade dos céus). Resta ainda, para os salvos, que não tiverem obras a mostar, o período das trevas exteriores( muito duro e triste!),” onde haverá choro e ranger de dentes” e “dalí não sairá até que pague até o último centil”. Passa pela cabeça de algum cristão, depois de ser salvo, não participar do Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo, aqui na terra ainda?
    Tudo o que escreví, está muito claro na Bíoblia. Alguma contestação? Não seja louco?

  94. Daniel Coutinho Says:

    Se agente for analisar pregador por pregador sempre irá haver divergências…por que está sempre vendo o mal em tudo o tempo todo e em todos…Quem se Diz Cristão já deveria saber que devemos ter sabedoria e discernimento para selecionar o que é Deus e o q é do homem…será que o moderador do blog detém o conhecimento absoluto do evangelho?deve ter sim…

  95. Roberto Aguiar Says:

    O Código de Direito Canônico da Igreja Católica, que é o conjunto das normas que regulam a Igreja Católica Romana, afirma que o sacerdócio é um estado vocacional sagrado e perpétuo. Para a Igreja católica, não existe ex-padre; o que existe são padres casados, sem ministério ou sem licença para exercer suas funções.

    Do ponto de vista pessoal sim, pode haver um rompimento definitivo, caso o padre renuncie a sua antiga religião e votos, o que não é o caso de Manning.

    Sendo assim, quem chama um padre católico romano de pregador, não sabe o que significa nem uma coisa, nem outra, mas como vê a si mesmo como o supra-sumo da importância, não se constrange em se pronunciar sobre temas que explicitamente desconhece.

  96. Edenio Says:

    So acho amado, que já que estamos falando de forma biblica, Jesus disse: Quem e por mim não e contra…
    O problema que mutos querem ser donos da verdade assim como o amado desse blog. A Graça e Biblica e cada um que faça a sua parte pára que foi chamado. agora ninguém foi chamado pra seu Juiz!!!

  97. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Edenio, saudações!

    Nobre, fica difícil dialogar com cristãos como você, porque vocês apelam para pesos e medidas que lhes prevalecem. Explico: “Quando vocês discordam de alguém, vocês estão sendo coerentes. Mas quando alguém discorda de vocês, é porque querem ser os donos da verdade?

    Existe alguma lógica nisso?

    Você diz que os cristãos não foram chamados a ser juiz?
    Caro, antes de você procurar discordar dentro dum reduto de cunho cristão, você deveria antes tratar de se embasar nas escrituras, que deveria ser o seu dever de casa…

    Segue então o que você deveria conhecer, mas que estranhamente desconhece:

    “Não julguem segundo a aparência, mas julguem segundo a reta justiça(a bíblia)”. João 7:24

    “Por que, vocês querem julgar os que estão de fora(não crentes), e não querem julgar os de dentro(crentes)?” 1 Coríntios 5:12

    “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?” 1 Coríntios 6:2,3

    “Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, QUE POSSA JULGAR ENTRE SEUS IRMÃOS?”.
    1 Coríntios 6:5

    Nobre não é nada pessoal, é que tive que ser mais contundente com você em virtude da banalidade de suas palavras. Devemos sempre inserir os pingos nos “is”, correto?

    Um abraço!

  98. Mônica Xavier Says:

    “Não há nada de errado no Cristianismo.
    O Problema são vocês, cristãos.”
    Gandhi

    É essa a imagem que estamos passando com essa discussão, onde um está se comportando de maneira cada vez mais ácida em relação ao outro…
    Difícil o nosso exemplo, não é não?

  99. Roberto Aguiar Says:

    Bem se é por Gandhi e não Cristo que vamos nos basear, então lá vai:

    “Se ages contra a justiça e eu te deixo agir, então a injustiça é minha…”
    Mahatma Gandhi

    Segundo as palavras de Gandhi, toda fraude é um tipo de injustiça. Portanto no cristianismo toda fraude precisa ser denunciada, logo quem se diz cristão e não o faz, é tão corrupto quanto o corruptor porque erra por omissão, por não se importar com o prejuízo do próximo.

    Finalizo com mais uma “pérola” de Gandhi:

    “As cartas de São Paulo são uma fraude nos ensinamentos de Cristo. São comentários pessoais à parte da experiência pessoal de Cristo.”
    Mahatma Gandhi

    …Cristianismo fluido…

  100. Juan Says:

    usar passagens isoladas e muito comum no meio de pessoas que sao incomodados pelo sucesso ministerial dos outros para confrontar. ” Nao julgueis, para não serem julgados.” O que mais existem sao pastores frustrados, cheio de conhecimento e de Biblia, mais a virtude do Espirito fica ao longe…
    Faça um Blog pra pregar o evangelho amigo…e Nao confrontar outros pregadores como Brennan…Lamentavel…

  101. Maria Comprado Says:

    Sei quem é Brennan Maning, fui muito abençoado pelos seus livros…
    Quem é Roberto aguiar???…rsrs….
    Triste amigo….

  102. Edenio Says:

    Gosto dos livros de Brennan, se ser verdadeiro ao ponto de mostrar o que é for errado, a hipocrésia deve ser o certo né???
    Nosso problema nos dias de Hoje e que temos muitos caciques e poucos índios. todos querem ser donos da verdade.
    Discutir com vc Roberto e perca de tempo e esse Blog e realmente de alguem frustrado ministerialmente…
    Só que pessoas como vc deve adorar a imagem do super heroi espiritual…rs.

  103. Mônica Xavier Says:

    Em resposta ao meu post de 2 de março, não estou apoiando a Gandhi, como certas pessoas possam ter entendido.

    Talvez ele não fosse cristão por conta do testemunho doa cristãos da sua época, que provavelmente eram tão proselitistas quanto alguns de nosso tempo.

    Infelizmente, o problema, REALMENTE, somos nós, os cristãos…

    E isso é muito triste!

  104. Roberto Aguiar Says:

    É uma pena que nós crentes sejamos reconhecidos não por nossa lúcida maneira de viver, mas por nossa mentalidade procrastinada e inteligência improvável…

    Gente que não sabe se quer discordar, ser retorquido, sem ser deselegante, banal, baixo…

    E como na maioria das vezes nosso povo posiciona-se frente a uma discussão desprovido de fundamento concreto, como criança birrada apelamos para a agressão pessoal para defender nossas certezas mitológicas, pensando que desconstruindo pessoalmente o adversário, nossas vozes farão algum eco de fato…

    Enquanto isso o mundo rir…

    Pobres crentes… Construímos um mundo de quimeras e nos mantemos nele com doses artificialmente manipuladas por ilusionistas da fé do naipe de Manning, que nos pregam um amor psicodélico…

    Como bons representantes de uma fé paradoxalmente em declínio, irmãos como Edenio, Maria Comprado e Juan, nos explicam em parte, porque o mundo tanto nos despreza e ai percebemos porque fazemos jus aos tristes rótulos que recebemos…

  105. Roberto Aguiar Says:

    “O amor separado da verdade não é nada mais que sentimentalismo hipócrita. Esse sentimento está se proliferando entre os evangélicos de hoje”.

    John MacArthur, escritor e ministro da igreja Grace Community Church em Sun Valley, Califórnia.

  106. Mônica Xavier Says:

    “Mentalidade procrastinda,
    Inteligência improvável,
    Banal,
    Baixo,
    Criança birrada,
    Pobres crentes…”

    Aquele que está em pé, cuide para que não caia!

    Há pessoas que se cairem do próprio ego cometem suicídio…

  107. Roberto Aguiar Says:

    No universo militar, o termo snaiper se refere a um franco-atirador de elite, que usando rifles de alta precisão e com longo alcance, atiram em alvos de posições escondidas. O sentido é causar o maior dano possível sem ser notado. Para desempenhar bem sua função esses atiradores de elite são treinados na arte da camuflagem, infiltração, reconhecimento e observação.

    No meio social, existem pessoas com mentalidade de snaiper. Ficam sempre à surdina, atirando(atacando), mas sempre indiretamente, sem nunca ser direto, claro, estão camuflados. Esses indivíduos se misturam a multidão, e principalmente, jamais dão a cara pra bater. Esse é um comportamento feio, ardiloso, dissimulado… Até no mundo esse comportamento estranho é mau visto, porque até no mundo mau, a franqueza, a transparência, a honestidade, são vistas como virtude. Se esse comportamento fica feio pro mundo, imagina quando surge no seio da igreja, em meio aos irmãos…

  108. Wilson Costa Says:

    Creio no Evangelho transformador, sem amarras legalistas. A letra mata, e o espírito vivifica. As muitas letras fazem muitos valorosos irmãos, delirar. Esvaziar-se esta é a essência do Evangelho. Definir-se auto suficiente, significa que o Evangelho torna-se ineficiente. Jesus veio para os doentes, e não para os sadios guardiães das letras mortas. O verbo virou carne, e habitou entre.
    Ele era e não quis ser, e acabou sendo. Sacrifício vivo, que desejo sempre que o outro faça, mas não eu.
    Não conheço absolutamente nada do Brennan, mas as discussões em torno das suas publicações, me faz crer que é um dos meus.
    Gostaria de ser também um dos seus, mas os fracos parecem que não têm a sua apreciação. Mas fica com convite, misture-se, e conhecerás a verdade que liberta.
    Somos de Cristo

  109. Juscilene Seminarista Says:

    Eh!! muita palhaçada mesmo, afhi!! quando v assim vc tem todos os livros do Manning, einh eu tenho 8 livros dele. Manda pra mim os que vc já leu, eu estou querendo completar a minha coleção. E se vc é autor de algum livro me manda também, também gosto de comédia. Ah!! vc tem algum grau de parentesco com Valdemiro Santiago, Edir Macedo?

  110. Eleazar de Castro Says:

    Meu Deus, eu achei que já tinha visto bobagem, mas essa foi um amontoado…

  111. Wilson Costa Says:

    Eleazar, o silêncio torna o tolo um poeta. Tenha coragem e exponha suas bobagens.

  112. Wilson Costa Says:

    Caro Eleazar. O Evangelho agradece, pois são os tolos que provam da Sua eficiência.

  113. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Wilson, saudações!

    Sua filosofia particular feito sopa, que mistura ingredientes como bíblia, psicologia, humanismo e sincretismo, pode ser saborosa de se tomar, e num primeiro momento dá a sensação de um bem-estar danado… Mas no final a patologia é a mesma, infecção estomacal espiritualizada.

    É verdade que as muitas letras causam delírio em alguns irmãos, mas como a bíblia é um livro espesso, de leitura até certo ponto pesada, a causa de delírio mais comum que encontramos na igreja nobre Wilson, é justamente a ausência delas…

    Você falou muito bem, esvaziar-se é a essência do Evangelho. Entretanto deve-se ter cuidado para não se trocar seis por meia-dúzia. Há muitos que estão se esvaziando de si, mas se enchendo de outros… Isso se chama aceleração sem avanço…

    Jesus veio para os doentes, mas quem prega cura sem as letras prega utopia. Está mais para astrologia do que para astronomia… Como disse um certo servo de Deus, isso é o mesmo que dizer, “esqueça a bola, vamos continuar o jogo…” As letras matam com certeza, mas só quando ficam do lado de fora do coração.

    Moral da história: “Não existe cura, conseqüentemente salvação, sem as letras.

    Comungo com você quando afirma que Jesus exige uma vida de sacrifício vivo, e que é mais fácil para nós, exigir que os outros se sacrifiquem antes de nós…

    Comungo com você novamente quanto a sua suspeita, de que mesmo sem conhecer Brennan , ambos beberam da mesma fonte…

    Biblicamente falando, não existem homens fortes, nem os de Deus… Se enxerga-se como forte, sua força é apenas psicológica….

    Um convite para se misturar pode ser positivo ou negativo. Há misturas que trazem lucro, já outras prejuízo. Daí porque é tão importante saber discernir o teor da mistura.

    Em relação ao seu convite nobre Wilson, para aceitá-lo, serei obrigado a diluir o evangelho, o que é a contramão da lógica.

    Despeço-me com uma dica: Antes de tentar guiar algum cego, creio que você deveria procurar curar –se de sua fobia das letras…

    Excesso de letras causa robotização, a falta, alienação.

    Um abraço

  114. Roberto Aguiar Says:

    Caríssima missionária “Injuscilene”…. Saudações!

    Minha cara, o que estão lhe ensinando nesse seminário, ou o que lhe estão colocando na sua comida?

    Quando pensamos em alguém que cursa um seminário, o quadro que nós vem imediatamente a cabeça, é de alguém sóbrio, ponderado, reflexivo, educado, e porque não dizer, até certo ponto sábio.

    Mas você, com seu estilo abrutalhado e vulgar, quebra todo esse arquétipo, nos corando de vergonha… Obrigando-nos a rever nossa definição do que seja um seminarista…

    A qual palhaçada você se refere?

    A de Brennan Manning reconhecer gays e lésbicas ativos como convertidos servos de Cristo ou por Manning afirmar que a humanidade toda será salva?

  115. Wilson Costa Says:

    “não existe cura, consequentemente salvação sem as letras…” Meu caro Aguiar, e eu que tomo sopa indigesta. Isso é puro legalismo. A graça que alcança aquele que Deus têm como necessitado, não se aplica ao conhecimento que ele venha a ter para alcançar. Caso contrário aqueles que detém a justiça própria, se julgam merecedores de recebê-lá. Que parece ser o seu caso.
    Pelo visto, eu estaria muito bem alimentado se me enche-se dos seus conceitos preconceituosos. Escondendo-me atrás de Jesus Deus, para não me encontrar com Jesus Homem.
    Meu caro, com certeza voce precisa de cruz na sua vida. Ali voce vai encontrar o Jesus Homem, que tanto voce evita.
    Não sei o que foi mais doloroso para Jesus: “. abrir mão de ser Deus, ou ser sacrificado na cruz….”.
    Pelo docetismo de seus conceitos, o amado só tem intimidade com Jesus Deus, a sua divindade te exime das pertubarções da renúncia de direitos; considerar os outros superiores a si mesmo; nâo atentar para o que é propriamente seu, mas para o que é dos outros. Isso são virtudes encontradas em Jesus Homem.
    O Evangelho é para os patifes com eu, que tento me aflorar em ser Deus, aplicando meus conceitos em benefícios próprios. É para trapaceiros como eu que sei o que o Evangelho exige de mim, mas mascara-o para adequá-lo a minha vã maneira de viver. Os justos são justificados por Deus, não para os que se justificam. Para esse o Evangelho é inóquo.
    Cruz lugar de morte e de vida, chegue lá.

  116. Renata Says:

    Não se entende a Graça de Deus. ela não esta ai para ser discutida porem vivenciada… creio que os que julgam a graça que o irmao brennan relata como algo falso e um oba oba…. Porem só quem precisou da Graça reconhece seu valor. e se Deus diz que nos salvou por sua Graça… os que as disperdiçam se acham bons de mais para Deus

  117. Wilson Costa Says:

    Cara Renata, vc disse muito bem “graça vivenciada”, não porque o irmão Brennan relata. Mas porque Jesus o diz “…pela graça sois salvos …” Creio que o irmão Brennan não precisa de justiceiros para defendê-lo. Se seus conceitos são fundamentados na verdade da cruz, a própria cruz fala por si. Como vc disse, graça vivenciada, ou seja experiência na cruz lugar da morte que gera vida.

  118. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Wilson, quer dizer que se ater as letras é puro legalismo?

    Concordo na veracidade dessa idéia, mas apenas em relação ao evangelho do seu Jesus psicologisado, configurado para o seu gosto pessoal.

    Vejamos então se Jesus e os apóstolos concordam com você ?

    Disse Jesus: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra(letra) que sai da boca de Deus. Mateus 4:4

    Disse Jesus: Vocês Invalidam assim a palavra(Letra) de Deus pela vossa tradição(moda), que vós ordenastes. E muitas coisas fazeis semelhantes a estas. Marcos 7:13

    Mas Jesus, respondendo, disse-lhes: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra(letra) de Deus e a executam. Lucas 8:21

    Os quais mostram a obra da lei (a letra) escrita em seus corações, testificando juntamente com a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; Romanos 2:15

    Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra(letra) de Deus e a guardam. Lucas 11:28

    Disse Jesus: E a palavra de Deus(letra) não permanece em vós, porque naquele que ele enviou não credes vós. João 5:38

    Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra(letra), verdadeiramente sereis meus discípulos; João 8:31

    Santifica-os na tua verdade(letra); a tua palavra(letra) é a verdade. João 17:17

    Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra(letra). Atos 6:4

    Disse Jesus: E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei(a letra). Lucas 16:17

    O que semeia, semeia a palavra(a letra); Marcos 4:14

    Escondi a tua palavra(letra) no meu coração, para eu não pecar contra ti. Salmos 119:11

    Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra(letra) e em todo o conhecimento 1 Coríntios 1:5

    Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra(letra) da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também(letra) opera em vós, os que crestes. 1 Tessalonicenses 2:13

    E provaram a boa palavra (letra) de Deus, e as virtudes do século futuro, Hebreus 6:5

    A letra… Sempre a letra… Se aplicada sem falsidade…

    Eu poderia encher muitas páginas com referências somente de Jesus e os apóstolos exaltando a magnitude da letra e a profunda reverencia que eles tinham a ela. Isso para nem citar os profetas…

    Seu evangelho nobre Wilson, só tem 60 anos de idade e surgiu nos Estados Unidos, o berço da maioria das heresias modernas. Antes disso nobre, ninguém falava o que você fala…

    Esses apóstolos que advogam a carne de Adão pegaram textos onde Jesus e os apóstolos criticavam a religiosidade divorciado da prática da letra, comum na cultura judaica, e os aplicaram inadequadamente para arrasar e ridicularizar toda forma de observância da letra. O resultado disso foi o deslocamento da ênfase na palavra de Deus para o sentimento do indivíduo, passando esses sentimentos, e não a letra, a ser o parâmetro do que é certo ou errado.

    A bíblia é textual, o propósito da graça é possibilitar que a letra seja vivida de fato e de verdade. A prática da letra (da palavra) é o que liberta. Biblicamente falando, nunca existiu libertação baseada apenas em concordâncias mentais de determinado credo ou filosofia cristã.

    Todo evangelho que não exige a prática da letra(palavra de Deus) é falso porque não encontra respaldo na bíblia, os textos acima comprovam isso. E essa exigência, é exclusivamente pessoal, nada de uns exigindo dos outros.

    A graça não exige conhecimento para ser aceita, mas certamente o exigirá para que o indivíduo a experimente. O indivíduo é chamado por Deus em seu estado embrutecido, mas após ele aceitar o convite, se inicia um processo de transformação de seu coração, e esse processo é desencadeado pela letra recebida com fé, pela letra revelada de Deus em seu coração.

    Essa separação do Jesus Deus, do Jesus homem, que você adora, não se acha na bíblia, e até a igreja católica, com toda a sua cegueira, se recusou a enveredar por esse caminho. Ao longo da história da igreja, muitas seitas tentaram defender essa heresia, mas todos os credos da igreja evangélica, e até o católico, trataram de resguardar que Jesus é Deus, e homem, numa só natureza, indivisível e simultaneamente.

    Não só a cruz, mas qualquer virtude ofertada por Deus, segundo a bíblia, só pode ser experimentada, vivida de fato, através da prática, da observância das santas letras sob a capacitação do Espírito de Deus. Em relação à vivência do cristianismo, todo o resto é papo furado e não passa de delírio de gurus cristãos, que rebaixando o custo do evangelho, visam atrair o maior número de simpatizantes, e atraem.

    Por suas palavras valioso Wilson, deve ter sido assim que você foi fisgado…

    Já sobre o final de sua fala valioso Wilson, eu deveria comungar com você, quando você fala que Jesus veio para os doentes, e da necessidade de enxergar a si mesmo como doente para poder ser curado. Só amigo, que nesse seu evangelho, a admissão da fraqueza humana não vem acompanhada de boa intenção. Nesse desfigurado evangelho, a única motivação em confessar a fraqueza humana, é para justificar os pecados prediletos, como Brennan faz com os gays e lésbicas evangélicos.

    Admitir as fraquezas pessoais separado de um compromisso prático em derrotá-los diariamente pela fé, que funciona segundo o poder de Deus, não tem valor algum, nem surtirá efeito pratico real na vida daqueles que mentalmente reconhecem suas falhas.

    Esse é o evangelho pregado por gurus como PHILIP YANCEY e Brennan Manning, como você diz que é o seu também nobre Wilson, você apenas engrossa a lista dos iludidos fraudadores do evangelho.

    A letra divorciada da prática gera legalismo, a graça divorciada da letra gera libertinagem.

    Letra e graça se completam. Separadas não possuem poder algum, já dizia Tiago,
    “… A fé sem obras é morta…”

    Os fariseus do tempo de Jesus tinham a letra, mas não buscavam a graça que os capacitaria a viver a letra de verdade.

    Os fariseus modernos estão na mão contrária, querem abraçar a graça, desde que ela venha divorciada da letra.

    Querer separar a letra da graça é a última jogada do diabo antes da vinda de Cristo.

  119. Igo Pinheiro Says:

    Deliberadamente, você é RELIGIOSO!
    O curioso é ver Max Lucado, Michael W. Smith, dentre outros, afirmando a legitimidade dos livros do Brennan.
    Fique com suas convicções e um dia você enxerga aonde você vai parar com elas…

  120. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    kkk, meu irmão Roberto Aguiar, você me coloca como mal educada enum entanto você é quem começa falando mal dos outros. Analisa bem irmão, se Brennan esta errado ele é quem preste contas para Deus, assim como você e eu vamos prestar um dia. Já que você gosta e crítico me diz o que você acha dessa letra. ah!!! antes da letra uma pegunta. Você já foi seminarista? se destacou entre todos? fez alguma diferença na sua geração? É PROIBIDO PENSAR/MUSICA DE JOÃO ALEXANDRE:Procuro alguém pra resolver meu problema
    Pois não consigo me encaixar neste esquema
    São sempre variações do mesmo tema
    Meras repetições

    A extravagâncias vem de todos os lados
    E faz chover profetas apaixonados
    Morrendo em pé rompendo a fé dos cansados
    Com suas canções

    Estar de bem com vida é muito mais que renascer
    Deus já me deu sua palavra
    E é por ela que ainda guio o meu viver

    Reconstruindo o que Jesus derrubou
    Re-costurando o véu que a cruz já rasgou
    Ressuscitando a lei pisando na graça
    Negociando com Deus

    No show da fé milagre é tão natural
    Que até pregar com a mesma voz é normal
    Nesse evangeliquês universal
    Se apossando do céus

    Estão distantes do trono, caçadores de deus
    Ao som de um shofar
    E mais um ídolo importado dita as regras
    Pra nos escravizar.

    É proibido pensar (5x)

    Procuro alguém pra resolver meu problema
    Pois não consigo me encaixar neste esquema
    São sempre variações do mesmo tema
    Meras repetições

    Meras repetições
    É proibido pensar

  121. Roberto Aguiar Says:

    “Juscilene”

    …Corrigindo…

    Além de mim, sua capacidade de interpretação também está precisando passar por uma manutenção…

    Em minhas palavras anteriores, jamais discuti seu direito de produzir críticas contra mim, ainda que fossem de teor duríssimo.

    O que questionei foi o seu estilo desajeitado, “malandro” de se expressar… Para alguém que carrega após o nome, o “emblemático” termo, “Missionária”…

    Esse quadro sim… Talvez merecesse um KKK… Talvez, mas não merece… Seria cômico, se não fosse trágico… Passei por seminário e instituições missionárias e sua postura certamente não combina com nenhuma delas, nem com o decoro do evangelho.

    Minha crítica a Brennan Manning apesar de dura, jamais perdeu seu caráter de compostura. No universo civilizado, contundência não é visto como insulto, sendo toda colocação uma via de mão dupla, onde se está aberto a dar e a receber crítica séria.

    Se você acha mesmo que, quando alguém está errado deve ser deixado quieto porque prestará contas a Deus, porque não começa você a praticar aquilo que prega? Suas críticas a mim, revelam que nem você acredita no que prega…

    …Fazer diferença em minha geração…?

    Minha cara, essa “peça” motivacional e utópica, plantada por pregadores de quinta categoria, ainda fazem efeito em você?

    Em que planeta você está?

    Não me admira você ser vítima de homens como Brennan Manning…

    Já me dou por satisfeito se conseguir fazer a diferença em minha própria casa…

    Se eu conheço o cantor JOÃO ALEXANDRE?

    O contraditório Alexandre, que diz que há mais coerência no infame catolicismo, do que na igreja evangélica…? …Não justificando as nossas contradições, que são muitas…

    Que se junta com os adoradores de Maria, nada contra as pessoas em si, e em vez de levar uma palavra de luz, se torna “um” com o engano delas?

    …Conheço sim…

    … Essa música engana muito… Perdeu todo o sentido quando ele se tornou um ecumênico… Uma contradição de tudo o que a música fala…

    Alexandre se permitiu pensar tanto, que seu pensamento acabou levando-o a extrapolar os limites da fé neo-testamentária e a se juntar com os inimigos que perseguiram no passado e combatem ainda hoje essa mesma fé…

    Você não respondeu a minha ultima pergunta:

    A qual palhaçada você se refere?

    A de Brennan Manning reconhecer a fé de gays e lésbicas ativos como convertidos servos de Cristo ou por Manning afirmar que a humanidade toda será salva?

  122. Roberto Aguiar Says:

    Igo Pinheiro “”” Quem é que segue uma religião sem ser religioso???

    As pessoas que você citou para abonar Manning, não são bons exemplos de cristão…

    Tanto Max Lucado como Michael W. Smith são dois mercadores da fé do naipe daqueles que Jesus expulsou do templo. Estão fazendo fortuna às custas de “iludidos conformados” como você…

  123. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Renata, o que você afirma não faz muito sentido… A graça de Deus não pode ser entendida…?

    Onde está o nexo de seguir uma filosofia de vida sem, no entanto, compreender o fundamento principal dessa filosofia?

    Você acabou de reduzir os seguidores de Cristo a um bando de lunáticos…

    De uma forma lúcida e coerente, como alguém pode viver determinados princípios sem compreendê-los?

    Como viverei algo que não sei nem o que é?

    Ninguém aqui está rejeitado a graça de Deus, estamos rejeitando a graça do Manning… São coisas absolutamente diferentes…

  124. Daniel Oliveira Says:

    Estou lendo o Evangelho Maltrapilho, de Brennan Manning, e não vejo nele as heresias apontadas pelo autor do blog.
    Manning nos fala da salvação pela graça, independentemente de nossas obras, tal como nos fala o apóstolo Paulo na sua carta aos Romanos.
    De fato, temos a certeza da salvação não pelo que fazemos, mas pelo que Jesus fez por nós (morrendo na cruz para nos dar perdão). Acreditar que podemos fazer alguma coisa para receber a salvação é não compreender a dimensão do amor de Deus e diminuir o significado da obra de Cristo no calvário, imaginando não ser ela suficiente para nos garantir um lugar no céu.
    A propósito, acho incrível como muitos cristãos se sentem incomodados com a simplicidade do evangelho, achando que precisam fazer alguma coisa para receber a salvação. Acaso seríamos capazes de complementar a obra de Cristo?
    Brennan Manning não foge dessa importante verdade, retratada nos evangelhos e nas epístolas dos apóstolos, pelo que não o vejo como um falso profeta.
    O fato de ele ser católico e alcoolatra não tem a menor importância, se o que ele diz nos seus livros estiver de acordo com as escrituras.
    Um abraço a todos.

  125. Wilson Costa Says:

    .
    Caro Aguiar, em momento algum desqualifiquei a importância da Palavra que gera fé. Fui alcançado por Ela e parcialmente (18 anos de drogas e medicância) liberto. Digo parcialmente porque o processo é contínuo. Fazem 28 anos que me converti. Mas o Evangelho que me curou, foi a minha confiança na eficiência da cruz .
    Voce fala de Deus com a mesma eloquência que Jofar, Elifaz e Bildade falavam para Jó. Sem nenhuma cumplicidade e compaixão no sofrimento que assolava a vida daquele homem.
    E olhe que o próprio Deus o considerava imune a qualquer adversidade. Ele cercava Jó por ser um homem que se desviava do mal. A cerca é espontânea, Deus conhecia o coração daquele homem. E o tinha na Sua estima.
    Voce esquece que Davi foi adúltero e homicida, nem assim Deus o rejeitou. Deus olhava o coração daquele homem, a misericórdia prevalece sobre o juízo. Tg.2.13
    Parace que esse não é o seu caso, implacàvel no julgamento por deter o conhecimento da Lei que Paulo disse que nasceu enferma, por causa do pecado.
    Voce continua preso ao pecado, a Lei te esmaga e te oprime.
    Sua perturbação com relação aos gays e lésbicas, me faz pensar que voce estava presente na hora que Deus criou todas as coisas.
    Jesus, afirmou que Deus continua trabalhando. Os conceitos estabelecidos na ordem da criação, na mente da esmagadora maioria dos cristãos tornou intocável a Idade do Ouro.

  126. Wilson Costa Says:

    As mulheres sequer eram mencionadas, hoje muitas são pastoras e líderes em suas comunidades;
    a ordem da criação, alimentou o nacionalismo judeus;
    por causa da interpretação estática das Escrituras alimentou o escravidão.
    “… Paulo Brabo, em Bacia das Almas, afirma que no tempo de Jesus, todos sabiam que, na ordem dura da criação, os doentes eram pecadores que Deus estava punindo, as mulheres eram seres impuros que não podiam candidatar-se ao discipulado e os pobres eram desamparados por Deus pois não tinham recursos para cumprir as minunciosas exigências da Lei. E Jesus, contra mundum, beija cuidadosamente cada um e os acolhe no abraço da graça…”
    Nos dias de hoje a bola da vez, são os homossexuais, a “igreja” precisa defender os valores do casamento e da família , pois a união entre pessoas do mesmo sexo nega as ordens da criação. O complementaridade entre o homem e mulher está estabelecido por Deus e o mandamento afirma “…frutificai-vos e multiplicai…”
    A homossexualidade portanto, na sua essência é uma afronta aos pilares divinamente estabelecidos em Gênesis: as ordens da criação;
    Na ordem da criação Deus conferiu pleno domìnio ao homem sobre a terra. Quem se levantará para denunciar os abusos contra a natureza? Como condenar os desmatamentos, a extinção de espécies eo aquecimento global, se a narrativa da criação coloca o planeta sob sujeição do homem. Cadê os religiosos para defender estas ordens. Pelo que se leem em Gênesis, Deus não apenas deu carta branca ao homem para violentar a terra; deu-lhe uma missão.
    Caro Aguiar, com certeza buscastes no vasto dicionário de concordâncias bíblicas teclando as palavras: (palavras, letras, leis..etc…) Concordo com todas as referências, são autenticas e pertinentes, porém todas contextualizadas. As diversas nuances da vida nos expoem às situações vexatórias entre elas, a intolerância. Jesus expôs publicamente a vergonha da intolerância. Ele exige na Cruz que a humanidade se esvasiem das suas convicções humanas, que o apóstolo Paulo afirma que perecem com o próprio uso.
    Busco me esconder nas escrituras,a minha total falta de sensibilidade com os diferentes, cujo comportamento chama-se preconceito, discriminação, isso é iniquidade. Tiago disse que o descumprimento de um ponto da lei, torna-se culpado de toda ela.
    Meu caro, nunca li um (ainda) artigo do Brennan Manning. Uma coisa tenho certeza ele vai acrescentar muito mais a minha vida do que a sua religiosidade.

  127. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Bom dia!!!sabia que eu estou gostando um tantão de você?!!! olha que a pergunta eu já respondi!!rsrsrs. Quando a musica eu já sabia que você ia pensar isso( já havia ate falado com os seminarista que vc ia dizer isso, vc é puramente tradidional(Os opositores de Lutero iam amar te conhecer) , vc é insubistituivel, como diz Max Lucado). Vou compartilhar mais uma vez sobre você na aula de história do Cristianismo. Agora pra nossa amizade ficar mais legal me responde: você congrega em alguma igreja? nasceu em um lar evangélico? Se fosse me indicar livros qual seriam esses? não seja malvado. Sou sua amiguinha, ou melhor que isso, irmã em Cristo. Ah!! muito agradecida pelo titulo de missionaria a nenhum momento me citei como tal. Valeu por reconhecer meu ministerio. Ja que você é meu amigo agora então vou te dar um titulo também: Resenhista critico. Brincadeira!!! presbitero. saudades!!!

  128. Roberto Aguiar Says:

    Cara SEMINARISTA Juscilene,

    …Troquei seminarista por missionária…

    Corrigindo…

    O título “emblemático” correto que você carrega antes do nome é “Seminarista”.

    Mudou o nome, a mensagem subliminar ruim continua a mesma…

    Sua reação pra mim já é uma constante no meio do povo de Deus, a reação de quem não se envergonha de carregar sua visão particular do que seja Deus. Como também é comum no meio do povo de Deus o descompromisso com a palavra “Verdade”.

    Cara Seminarista Juscilene, você quer me convencer que está gostando muito de mim…? Você como seminarista entendeu que deveria ser “guia de cegos” e ensinar aos outros o caminho, e nem sequer ainda aprendeu a parar de mentir, que é uma lição básica do evangelho? Cara Juscilene, seus sentimentos por mim são tão belos quanto o dos fariseus por Jesus…

    Os inimigos de Lutero de antes, são os mesmos de hoje, e lhe digo, você mais uma vez está enganada, eles me detestam pelo mesmo motivo que detestavam Lutero. E o motivo ? O apego a tradicional verdade.

    Há propósito, como seminarista, você nos dá uma aula de ignorância teológica e de historicidade da igreja, quando me classifica de tradicional e ao mesmo tempo afirma que os opositores de Lutero adorariam me conhecer. Os opositores de Lutero o combatiam justamente pelo motivo contrário que você afirma. Como você e Yancey, os opositores de Lutero traziam novas mudanças, novas idéias de se ver a igreja, idéias que eles julgavam serem modernas e apropriadas para os “novos” tempos e a moderna realidade em que viviam. O problema de Lutero é que ele quis voltar a visão tradicional da igreja e por conseqüência, da bíblia. Lutero tachou de heresia as modernidades introduzidas na igreja e pregava abertamente que se devia voltar a tradicional maneira de enxergar a igreja. Portanto, Lutero foi um tradicionalista ferrenho porque simplesmente exigia que a igreja voltasse a viver e agir da forma que os seus idealizadores a conceberam.

    Baseado nos fatos históricos cara SEMINARISTA… É a você e Brennan Manning que os opositores de Lutero adorariam conhecer, pois você e a sua trupe é que pregam a adaptação da igreja aos novos tempos, não eu.

    … Acho que você anda faltando as aulas sobre a história do cristianismo…

    Eu… Insubstituível… Claro…! Uma cabecinha como a sua não poderia se abster de consumir a mentiras psicologisadas de um mercador profissional da fé do naipe do Max Lucado, o mesmo que Valdemiro, bispo Macedo…

    …Doces mentiras embrulhadas em lindos fragmentos de verdade…

    Eu pensei que num seminário se ensinavam as pessoas a pensar de uma forma lógica, acadêmica, que arremete ao método científico de se pensar e falar. Mas como o que você apresentou até agora seminarista, foi uma variedade de modelos de ironia e nada além disso, acredito que em vez de se matricular em um seminário, você deveria tentar uma escola de humor, já que tem veia para entreter o público com bobagens. Entretanto compreendo que na igreja apóstata dos tempos modernos, há espaço para comediantes da fé como você…

    Mas por outro lado, também entendo você seminarista… Porquê você apela ininterruptamente ao humor…. O que você vai dizer de sério, de racional, que comprove que minhas afirmações sobre Brennan Manning são falsas ou que eu estou deturpando as palavras dele…???

    Há propósito, você continua devendo… Há qual das duas ironias você se referiu, a que Manning afirma que toda a humanidade vai se salvar ou que os gays não precisam abandonar o homossexualismo para servirem a Deus?

  129. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Eu te respondi meu caro. Mas você não respondeu nem a metade do que lhe perguntei. ah!!! mas deixa pra lá. Pelo que escreveu você deve achar que te odeio, jamais, como eu vou odiar quem eu não conheço?!!! jamais. Só não consigo entender como uma pessoa tão culta como você que escreve tão bem se prenda em um espaço tão pequeno, preso ao seu eu, e usa de forma tão massacradora a sua verdade. Sabe o que não compreendo pq a sua opinião seria tão verdadeira ao ponto de que, quando esta foi apresentada a três mestres em teologia, nenhum concorda com você. Ah!! mas isso também não vem ao caso. Eu só queria entender o pq de tanta revolta.
    Eu não sou dona da verdade, e você falou certo quando disse em palavras maquiadas que não sei porcaria (desculpe-me o termo) de nada. Estou aprendendo ainda. De uma Coisa sei Ricardo que de nada vai me valer ser cheia de conhecimento e não colocalos em pratica. Seria
    como o vento do inverno Ricardo. Concordo com você em realmente passar uma peneira no que estamos lendo. Mas não a livro melhor para saboreamos de uma boa leitura do que a biblia. Meu professor de Historia de Cristianismo disse que a historia andou em um curso assim: Cristianismo/Cristandade/protestantismo/ legalimos e depois vem a porcaria(deculpe-me o termo, foi o que ele usou) ai uma colega Ricardo perguntou a ele se seria possivel voltar a boa essência, ele disse que é só peneirar as coisas boas, ai eu perguntei para ele assim mestre como é possivel assim faze-o? e se o que for bom para mim não for bom para o outro? ai ele me disse, realmente Juscilene você esta correta, usemos a biblia como nosso mapa e certamente teremos dado um bom passo.

  130. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Ah!!! você ta gostando de ser meu amigo. Olha o que Wilson Costa fala com você. Você pula ele e fala comigo. responde para ele, ele tem mais gabarito que eu. Me deu vontade foi de ouvir sua voz dizendo: Juscilene você é uma herege.
    Responde os irmãos ai a cima amanhã eu confiro a minha martelada. xau. saudades
    Ah!!! quanto mais você brigar comigo, mais eu vou te amar em Cristo Jesus. saudades…..

  131. Mônica Xavier Says:

    Nossa!
    Agora é vez do Yancey?
    A coisa está brava!!

  132. Karina Freitas Says:

    @Roberto Aguiar,

    O meu questionamento é…

    Não entendi porque fazer questão de participar de dois (ou mais) encontros onde o Brennan estava.

    Esqueceu da orientação de do Senhor?

    “não fales aos ouvidos do tolo, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras” (Pv 23.9)

    Afinal,

    “Quem diz que vive unido com Deus deve viver como Jesus Cristo viveu” (1 João 2:6).

    Então niguém é perfeito, perfeito só Jesus,talvez a sua atitude de afrotar o Brennan não tenha sido legal, as vezes uma aproximação positiva poderia ter te dado mais garantias que ele te escutaria.

    Como Jesus falaria com ele?
    Se o senhor não gosta das publicações dele, com certeza a sua intenção lá não era boa. Era de afrontar mesmo.

    Essa foi a estratégia de Jesus?

    Novamente, como em seu link Santidade Pessoal…
    (http://discernimentocristao.wordpress.com/2012/04/15/santidade-pessoal/)

    “Quem diz que vive unido com Deus deve viver como Jesus Cristo viveu” (1 João 2:6)

    “Não julguem os outros para vocês não serem julgados por Deus.” Mateus 7:1

    Toda leitura é valida, cabe a nós cristãos nos orientarmos a seguir o único livro de regra de fé e pratica (A BÍBLIA) e avaliar o que é valido ou não para nossas vidas… o poder de Deus é imensurável, e pode agir até através de uma mula, então suas orientações Roberto são validas, mas acho que a estratégia não é legal. Inclusive no blog, respondendo aos leitores.

    Abraços,
    Fiquem com Deus!

  133. Roberto Aguiar Says:

    Nobre seminarista!

    Primeiramente gostaria de fazer uma correção. Não tenho muito orgulho dele não, mas meu nome não é Ricardo, mas Roberto.

    Em sua antepenúltima resposta, você me responde como uma pessoa comum, ou seja, sem interpretar o “indesligável” personagem do “humorista da fé”, que você tanto adora interpretar. Ai pensei: “Opa, caiu a ficha!”, agora poderei dialogar com a seminarista sem deixar a razão de fora… Mas logo depois, você tem uma recaída e envia duas outras postagens que me convencem de que o progresso anterior foi apenas um surto de equilíbrio, infelizmente, nada além de alarme falso…

    Valiosa Seminarista, em sua primeira postagem você me chama de Palhaço, mercenário da fé, herege da idade média, não poupa nem a minha família, e logo depois, na maior “cara dura”, afirma que gostaria de entender por que eu sou tão cruel e tão revoltado com as pessoas…????

    Tenha dó seminarista…

    …Digo-lhe sem rodeios que minha resposta a você foi toda personalizada, adequada, a sua insípida e inconveniente maneira de se inserir nesse dialogo. O seu comportamento, de inicialmente desrespeitar e atacar, e logo após ser retorquida à altura, interpretar o papel do “inocente atingido”, não é coerente com a sua fala… Essa sua postura equivocada também se repete em algumas pessoas acima… É claro que isso não se justifica. Se queremos respeito, o respeito tem que ir na frente de qualquer palavra.

    Em minhas matérias, jamais questionei a sanidade, nem jamais escorreguei no destempero de abordar o lado pessoal dos mesmos, mas tão somente seus credos religiosos. Em relação aos credos, fui tão contundente quanto possível.

    Quando abri o blog, nunca imaginei que teria que fazer um workshop para ensinar algumas pessoas a discordarem, mas infelizmente, a necessidade urge…

    …Cara Seminarista, você não precisa concordar com ninguém. Nem o próprio Deus exige isso em relação a si mesmo! Entretanto, você tem a obrigação de aprender a discordar. Saber discordar é tão importante quando saber concordar, como bem disse um ateu:

    “O questionamento e a crítica deve ser incentivado. Só que criticar não é o mesmo que fazer troça ou debochar, que é o que via de regra algumas pessoas fazem. A crítica só é possível com debate, ao passo que o escárnio leva ao combate.”

    Quando você escolheu discordar, o que é um direito sagrado de alma vivente, escolheu equivocadamente o caminha da zombaria e do escárnio, um expediente ruim até no mundo, o que dirá em assuntos supostamente sagrados.

    Eu sei que você não me odeia, mesmo porque, penso não ter produzido ainda material suficiente para isso. Mas dizer que gosta muito de mim, que eu sou seu amiguinho e coisas do tipo, poderia até ser interpretado como uma figura de linguagem, mas não neste contexto.

    Você me interpreta errado novamente quando afirma que eu estou preso ou me apego ao meu eu. Obviamente, não julgo de mim mesmo ter alcançado um nível elevado de libertação do “eu”, entretanto não me iludo nessa questão. Se você correr por esse blog de ponta a ponta, verá que o ego humano é colocado aqui ao nível de inimigo, não de amigo. A fé genuinamente cristã exige o auto-esvaziamento que leva ao desmascaramento do eu, e essa é uma das mensagens mais poderosas desse blog e minha ambição pessoal.

    Se mantendo nessa linha equivocada, você também se perde quando me classifica de ególatra e ao mesmo tempo se embasa em homens como Brennan Manning, que se bem entendidos, pregam a justificação e a exaltação do ego humano. Mesmo tendo lido vários livros do padre Manning, fica evidente que seus conhecimentos também nas áreas de teologia e psicologia, são insuficientes para que você entenda o conteúdo completo das palavras de Manning. Você precisa aprender a ler nas entrelinhas… Como dizia o poeta Exupéry, “Algumas coisas essenciais, muitas vezes são invisíveis aos olhos.”

    Cara Seminarista, a sua lógica de colocar os seus “mestres” em teologia como última medida da verdade não faz sentido algum, pelo menos biblicamente falando. Dentro do âmbito da espiritualidade cristã, diplomas e nomenclaturas humanas não significam absolutamente nada, bem como nos ensinou o Cristo,

    “Disse Jesus: A aprovação ou não de vocês (humanos) não vale nada para Mim.” João 5:41.

    Da mesma forma, se eu colocar a minha opinião como prumo final da verdade, não será nada mais do que reeditar o mesmo erro. A questão não é o que eu, ou o que os seus mestres defendem, mas o que Jesus e os cabeças da igreja primitiva afirmaram. Por razão comum, se nos autoproclamamos cristãos, essa afirmação só terá respaldo se nos atermos ao fundamento dos fundadores do movimento. Há partir do momento em que alguém passa por cima da fala dos fundadores e introduz seja lá o que for como substituto a essa fala, imediatamente tal pessoa começa a se descaracterizar como cristão, e metamorfosicamente, transforma-se em algo diferente do que no princípio significou a palavra cristão.

    Agora você diz não ser a dona da verdade, mas se introduziu aqui como tal, quando resolveu ser expressar através do sarcasmo e da chacota, sem no entanto apresentar fatos que comprovassem suas afirmações. O escárnio gratuito sempre foi o recuso dos orgulhosos e prepotentes, e qualquer um que ler sua primeira postagem vai entender o que estou falando. Ainda assim, abro precedente para que você agisse como agiu, desde que mostrasse fatos centrados na razão, de que o que eu afirmei sobre Manning não tem fundamento. Mas não, você, insuflada pelo seu “alter-ego”, se sentiu bastante há vontade, dona da situação, e pensou que em dois segundos conseguiria contornar o antiquado e medieval “crente tradicional”…

    No final de sua fala, você ensaia uma volta às escrituras, o que parece ser um “insight” de lucidez, mas logo depois tudo se desvanece e o seu personagem de “Comediante da fé” reaparece das cinzas me fazendo lembrar como é difícil o evangelho puro e simples ser digerido pelos arrogantes religiosos pós-modernos.

    Um problema que vejo em você, é que, o que lhe falta de bíblia e de km rodado com Deus, você preenche com esperteza e sentimento humano. Isso nunca funcionou antes, e não vai funcionar agora.

    Um lembrete Seminarista: Você não precisa me lembrar a quem devo responder, pois esse é o objetivo do blog. Se não respondo em tempo real, é que apesar de ser dirigente de igreja, não sou sustentado por ela como a maioria dos pastores, também nada contra aos companheiros de pastorado que são sustentados pelos irmãos no temor do Senhor, é tenho 8 horas diárias de trabalho e mais 4 reuniões semanais para dirigir.

  134. Roberto Aguiar Says:

    Caríssimo Wilson “C”!

    Você tentou sim exaltar a graça em detrimento da letra e suas palavras estão registradas. Não é justo que após você receber uma bateria de textos mostrando que você estava equivocado quanto a letra, ingenuamente você tente “disdizer” o que de fato disse. Na verdade o seu evangelho humanista, incansavelmente, irá sempre tentar por em conflito a graça de Deus x Palavra escrita de Deus, como se tal coisa fosse possível. O objetivo obscuro por traz dessa doutrina, é que, calando a letra, supostamente sob intenções puras baseadas na graça, tudo o que se deseja será permitido em nome de Deus.

    Ora, querer opor a graça à letra, é o supra-sumo da estupidez, porque uma não tem sentido sem a outra. O único sentido da graça é permitir a vivência da letra. Fica evidente Wilson que você não tem a mínima idéia de que uma coisa não subsiste sem a outra.
    Meu caro, se depois de 28 anos de fé, você ainda pensa que o seu problema era as drogas, você se quer ainda conhece os fundamentos da fé.

    A lógica da teologia de Jofar, Elifaz e Bildade se baseava em que todo sofrimento do crente era fruto de desobediência. Teologia essa que não se encontra no velho testamento, que era a única bíblia que o trio dispunha. Muitos santos personagens da bíblia sofreram e o próprio Cristo foi chamado de homem de dores. O conhecimento da tragédia da alma humana permeia toda a bíblia, de Gênesis ao Apocalipse, sendo um dos ensinamentos que mais se destacam do livro sagrado. Esse conhecimento sensibiliza e abala qualquer pessoa minimamente sensata, e com impacto redobrado, se o tal deixou-se tocar pela inconfundível voz do mestre Jesus.
    Entretanto, em nome desse trágico e marcante fato, se valendo de artifícios humanistas, alguém tentar mudar ou interferir no diagnóstico ou nos meios determinados por Deus em sua palavra, pelo qual a humanidade deva ser restaurada, tal pessoa de forma alguma demonstra compaixão pelo sofrimento humano, antes, revela ignorância sobre tal problemática, e o que conseguirá é apenas agravar a situação daquele que supostamente diz estar inflamado de compaixão para ajudar. Na verdade, nesse caso, o ajudador precisa ser ajudado.

    Sobre tais pessoas nos advertiu Paulo em sua carta a Timóteo,

    “Se alguém ensina alguma outra doutrina, que se não conforma com as sãs palavras (letra) de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina (letra) que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de alguma forma de lucro.” I Timóteo 6:3-5

    Inadvertidamente Wilson você mistura estações quando indiscriminadamente usa a palavra cumplicidade para com o pecado. Misturar as dúvidas casuais de um homem reto como Jó, com os erros grosseiros do santo Davi, os deslizes de discípulos verdadeiros, com a vida de pecado de pessoas não convertidas à fé de Jesus, e por tudo junto num saco e dizer que Deus ver tudo e todos da mesma forma, é nivelar coisas absolutamente diferentes e desproporcionalmente.

    Caro Wilson, você parece revelar um talento natural para mixar as escrituras com o seu gosto pessoal, e ao produto disso, inexplicavelmente você batiza com o nome de “Misericórdia Cristã…

    A mesma bíblia que num contexto dentro da igreja nos exorta a, “Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram.” Romanos 12:15, e a mesma que afirma em relação aos ainda não alcançados, “E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne.” Judas 1:23

    As palavras misericórdia, compaixão ou piedade, não têm paralelo algum com a palavra cumplicidade.

    Jamais na história do cristianismo vi alguém usar a palavra “Cumplicidade” como meio correto de lhe dar ou reagir em relação ao santo caído ou ao pecador preso ao pecado. E por que não? Ora a definição da palavra Cumplicidade não reflete em nada o que o evangelho da misericórdia, as chamadas “boas novas”, tem para ofertar. E a razão é simples,

    CUMPLICIDADE: Participação na execução ou tentativa de um crime. Aquele que tomou parte num delito ou crime cometido por outrem. Que, ou aquele que colabora ou toma parte com outrem nalgum fato.

    Mesmo quando usada em linguagem figurada num sentido positivo, como no caso de casais, querendo dizer que eles estão unidos pro que der e vier, e o que atingir um atingirá ao outro, ainda assim, nem nesse sentido figurado, a palavra cumplicidade não se encaixa com o cristianismo.

    Quando ou onde na bíblia existe algo que se aproxime da afirmação de que Jesus foi cúmplice com a humanidade? Ou Deus com o pecador?

    A sua religião Wilson, não é o cristianismo, é outra coisa, de nome parecido, mas de natureza diferente. A sua religião chama-se “Cristianismo Humanista”. Trata-se de uma alteração do cristianismo apostólico. Embora confunda os menos avisados por carregar o termo “Cristo”, na verdade o centro é o homem. Toda essa arenga religiosa de pseudo humildade tem a função principal de distrair as atenções, para que o ego assuma o controle, e usando a misericordiosa graça como camuflagem, seja a atração principal.

    Como bem disse o lúcido pastor John MacArthur,
    “O amor separado da verdade não é nada mais que sentimentalismo hipócrita. Esse sentimento está se proliferando entre os evangélicos de hoje”.

    “Ou ainda: “ A verdade deve ter prioridade sobre o amor e o amor sem a verdade é uma falsa unidade.”

    Entre outras coisas, o furo do seu evangelho humanista caro Wilson, está na falha de não chamar as coisas pelos seus nomes próprios, sob pretexto de não ferir os sentimentos de alguém. Isso também é um tipo de corrupção.

    Quando em algum momento afirmei aqui que o santo caído tinha que ser afastado ou o não convertido tinha que ser rejeitado?

    Agora vou fazer minhas, as suas palavras. Quando você insiste repetidamente em frisar a misericórdia, como se em algum momento eu a tivesse questionando, você está apenas, “Chovendo no Molhado” meu caro Wilson.

    Você não vai encontrar uma linha minha questionando a misericórdia, seja a quem quer que seja. Mas já você, quer que eu jogue fora a letra (A palavra) e fique só com a graça. Ora, não existe tal ensinamento na bíblia. A graça misericordiosa vai à frente tanto do justo como do pecador. Mas com uma condição: Para serem restaurados, tanto o justo como o pecador devem abandonar suas opiniões e inserir a letra (Apalavra de Deus) no lugar delas. Seja o que for que a letra fale sobre o pecado, é isso que deve ser feito, no poder de Deus.

    Você cita Tiago 2:13, que diz “a misericórdia triunfa do juízo.” E graças a Deus que isso é verdade. Mas da forma como você a usa, para contrapor a letra (a palavra), você inutiliza esse texto, porque o desloca de seu contexto. Se tivesse enxergado o versículo seguinte, talvez não cometesse esse erro. Tiago 2:14, que diz,

    “Meus irmãos, de que aproveita se alguém disser que tem fé (Graça), e não tiver as obras (letra)? Porventura a fé (Graça) poderá salvá-lo.”

    Equivocadamente o seu evangelho adulterado interpreta as passagens do novo testamento que falam de lei, como se a lei do velho testamento fosse a única lei, a única letra, de que fala a bíblia. Caríssimo, vou te mostrar outra lei, além do velho testamento, que você não conhece.

    Na verdade, o novo testamento tem sua lei, e ela é muito mais exigente do que a do velho testamento, vejamos:

    “Disse Jesus: Ouvistes o que foi dito (lei Velho testamento) aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo (Lei do novo testamento), que qualquer que atentar numa mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela.” Mateus 5:27-28

    “Na lei do velho testamento, quem dava mais dinheiro era visto como um grande praticante da palavra, já na lei do novo testamento… “Olhando Jesus, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.” Lucas 21:1-4

    “Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da (lei) de Cristo), para ganhar os que estão sem lei.” I Coríntios 9:21

    “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a (lei) de Cristo.” Gálatas 6:2

    “Onde está logo a jactância? É excluída. Por qual lei? Das obras? Não; mas pela (lei) da fé.” Romanos 3:27

    “E sei que o seu mandamento (lei) é a vida eterna. Portanto, o que eu falo, falo-o como o Pai mo tem dito.” João 12:52

    “Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da (lei).” Hebreus 7:12

    “Aquele, porém, que atenta bem para a (lei) perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra(lei), este tal será bem-aventurado no seu feito.” Tiago 1:25

    “Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento (lei) que lhes fora dado. II Pedro 2:21

    “Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina (ensinamento, lei) a que fostes entregues.” Romanos 6:17

    Bem Wilson, pelos textos acima fica mais que evidente, a que tipo de lei eu estou preso. E, diga-se de passagem, muito bem preso…

    Agora surge um fato inédito em sua fala Wilson, quando você afirma:

    “Sua perturbação (Roberto) com relação aos gays e lésbicas, me faz pensar que você estava presente na hora que Deus criou todas as coisas”… “Deus continua trabalhando…”

    Esse raciocínio nobre Wilson, é exatamente uma das doutrinas da igreja evangélica Gay. Sendo assim, você se auto-declara ou gay evangélico, ou um simpatizante desse tipo de evangelho, como Brennan Manning e Philip Yancey . De qualquer forma, você agora nos traz luz sobre seu verdadeiro evangelho e suas intenções. Para uma coisa ou outra, através da via da razão, você jamais irá conseguir provar que seu evangelho é genuíno, ou biblicamente correto.

    Jamais em toda a minha vida me afastei, rejeitei ou discriminei qualquer pessoa de sexualidade diferente. Muito pelo contrário, sempre gozei de livre acesso a esse grupo de pessoas, me sentido bastante à vontade na companhia deles, e em lhes compartilhar o legítimo evangelho. Mas você nobre Wilson, que surpresa… Durante um tempo, conseguiu manter o anonimato de suas verdadeiras idéias, até agora… Só agora sua retórica toma corpo e passa a fazer sintonia com o contexto em que você está inserido. Agora faz sentido porque você enxergou a libertação das drogas como o auge de sua vida de fé.

    Tanto a bíblia como todo genuíno cristão estão de braços abertos para receber gays, travestis ou lésbicas que desejem ser transformados pelo poder da cruz, como qualquer outro indivíduo. Mas para espiritualidades centradas no ego como a sua caro Wilson, tanto o evangelho quanto a igreja, estão ambos blindados.

    Deus não rejeita o homem, o homem é que rejeita Deus. Sempre foi assim, nessa ordem, pelo menos é isso que a bíblia ensina.

  135. Roberto Aguiar Says:

    Caríssimo Wilson! (Em resposta a sua última postagem)

    As mulheres não eram mencionadas na espiritualidade judaico-cristã devido a uma suposta teoria “ordem da criação” e pelo nacionalismo judeu???

    Nobre Wilson você está mal intencionado além de mal informado quando se volta contra a bíblia para questioná-la.

    Veja como a bíblia lhe contradiz…

    Sara mulher de Abraão. Sua participação na história bíblica vai muito além de ser apenas mencionada. Na narrativa fica evidente que tinha poder de mando e uma influência sobre Abraão que muitas mulheres não gozam no século XXI. Sara mudou o curso da história quando praticamente intimou Abraão a se deitar com a escrava.

    Rebeca a esposa de Isaque. Em seu ventre estavam dois dos mais importantes povos da humanidade, os árabes e os judeus. Rebeca, mulher de grande influência. Mudou o curso da história quando arquitetou e dirigiu o plano que tirou a benção da primogenitura de Isaú e passou para Jacó.

    Miriã irmã de Moisés e Arão. Junto com Moisés e Arão, foi um dos líderes do Êxodo judaico. Era profetisa e “ministra de louvor”. Sua importância fica mais que evidente na ocasião em que Deus fala com Miquéias, “Pois te fiz subir da terra do Egito, e da casa da servidão te remi; e enviei adiante de ti a Moisés, Arão e Miriã.” Miquéias 6:4.

    Raabe a prostituta. Foi peça fundamental na campanha do povo de Deus contra a cidade de Jericó. Graças a ela, os espias colheram as informações que possibilitaram uma ação bem sucedida. Raabe casou-se com Salmon, que seria o pai de Boáz, marido de Ruth, avô de Jessé e bisavô de Davi, de quem Jesus não se envergonhou de ser chamado de “Filho de Davi”. A fama de Raabe chega até o novo testamento. Ela é citada como exemplo a ser seguido em Tiago 2:25 e Hebreus 11:31.

    Ana mãe do profeta Samuel. Ana é protagonista de um dos maiores exemplos de fé lúcida na bíblia. Sendo estéril, lutou e esperou confiantemente em Deus até ser ouvida. Deu à luz ao grande profeta e sacerdote Samuel, figura impar, que ungiu o rei Davi.

    A Sunamita foi escolhida por Deus por sua grande visão espiritual e fé, para ser a mantenedora do grande profeta Eliseu. Foi testemunha de grandes milagres de Deus.

    Ester a rainha. Também mudou o curso da história e demonstrou uma coragem que muitos homens não têm. Ester é o nome de um dos livros da bíblia.

    Poderia ainda discorrer sobre como a cultura judaico-cristã elevou as mulheres citando mulheres como:

    Rute, título de outro livro da bíblia
    Ana a profetiza
    A viúva pobre da oferta
    Maria e Marta de Betânia
    A Samaritana
    Dorcas
    Maria mãe de Jesus, que de tão importante no enredo judaico-cristão, os católicos cometem o sacrilégio de adorá-la
    Maria madalena
    Joseba
    Tecoa
    Hulda
    Jael
    A mulher cananéia
    Débora
    Lídia
    Eunice
    Noemi
    Isabel
    Joana
    Joquebede
    A mãe de Sansão
    Priscila
    Agar, a líder do povo árabe

    As mulheres eram a principal fonte mantenedora de Jesus.

    A cultura judaico-cristã testemunha que durante a crucificação de Jesus, várias mulheres, incluindo Sua mãe, ficaram corajosamente com Ele enquanto os homens fugiram.

    As mulheres eram tão valorizadas na bíblia que certo autor observa,

    “Jesus foi descendente de uma prostituta (Raabe), de uma “viúva fácil” (Ruth) e de uma adúltera (Betsabá).”

    Nobre Wilson você confunde cultura social com cultura bíblica. São coisas diferentes! A bíblia é um livro santo, escrito por pessoas santas, que se descaracterizavam de suas culturas, para se inserirem na cultura de Deus. Paulo acaba com esse assunto, e, portanto, lhe desmente, quando afirma,

    “Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus” (Gálatas 3:28).

    Wilson Costa, você incorre no mesmo erro dos chamados “livres pensadores cristãos”. O problema dessa gente é que, por ter nascido numa época onde a ciência se multiplicou exponencialmente, havendo fartura de conhecimento sobre um zilhão de coisas, essa pluralidade cultural produziu uma falsa impressão de que o crente pós-moderno é superior na questão do conhecimento, mais esperto, que seus ancestrais do período bíblico por exemplo. Essas pessoas que nasceram na antiguidade, recebem desses “pensadores”, um tratamento de quase “ignorantes” por não terem tido acesso a gama de conhecimentos que esses ”sábios” modernos têm hoje em dia. Baseado nessa dedução equivocada, esses “espertos” do século XXI passam a revisar e desconsiderar as afirmações de homens, como por exemplo, Paulo ou Moisés.

    O curioso é que, diferentemente, na cultura secular, figuras como Platão, Aristóteles e Sócrates, são reverenciadas como o sumo do conhecimento e da sabedoria. Os filósofos gregos são reconhecidamente considerados pela cultura secular como os precursores do pensamento moderno.

    Mas a intenção por traz desse tipo de posição Wilson, é bem conhecida, que é a de reinscrever a bíblia ao gosto pessoal, lançando seus próprios fundamentos do que seja o certo e o errado.

    Mas como assim, reescrever a bíblia?

    Hora, se alguém pega qualquer ensinamento ou determinação dos apóstolos e diz que está errado, que o apóstolo não estava falando por Deus mais por si mesmo, influenciado não por Deus mas pela ignorância cultural, e, supostamente, essa tal pessoa “corrige” a fala desse apóstolo ou profeta, tal pessoa altera o texto bíblico, o que logicamente trata-se de reescrever a bíblia em parte. Tal pessoa ao fazer isso se transforma no “novo” canal de Deus na terra para a humanidade, do porte de um Moisés ou Paulo.

    Esse tipo de raciocínio provoca uma pergunta: Se os homens da bíblia estavam errados sobre determinados pontos teológicos, quem garante que os outros pontos são autênticos?

    Se a bíblia está equivocada em alguma parte, quem dentre nós estará apto a determinar que parte seja confiável?

    Se existisse tal pessoa, em que grau teríamos que classificá-la, já que revelou tamanha capacidade e intimidade com Deus a ponto de ser escolhida como novo arauto divino e encarregado pelos céus de nos presentear com uma edição nova e atualizada das escrituras?

    A bíblia é um livro basicamente sobre spiritualidade, sobre um universo de coisas que existem, mas que, no entanto são abstratas. É um livro que trata de verdades absolutas. Se não é confiável em algum ponto, a razão me obriga a rejeitá-la. Se for assim, vamos esquecer o assunto e procurar outra coisa para nos ocupar.

    Mas graças a Deus que Ele zela por sua Palavra, e as profecias estão ai para pôr à prova qualquer mente inquiridora.

    Mas porque existem pessoas que desenvolvem esse tipo de teoria contra a bíblia, como é o seu caso Wilson?

    Resposta: São pessoas que desenvolveram uma visão muito elevada de si mesmas. Do alto de seus egos, elas se vêem à altura e importância suficiente, para desconsiderar na Palavra de Deus, tudo que lhes desagrada, tudo que não bate com seus desejos pessoais mais íntimos. Essa é a razão porque saem numa cruzada para tentar esvaziar e desacreditar os textos bíblicos que lhes desagradam.

    Você nobre Wilson, é bastante presumível. Dissimuladamente finge defender a causa das mulheres e como um verdadeiro paladino, procura alistar um maior números de desavisados crentes com a esparrela furada da moda do momento, a ecologia, mas o seu objetivo é um só: Levanta a bandeira do homossexualismo cristão.

    Valioso Wilson, esse seu papo furado pode satisfazer a mente dos vazios crentes do século XXI, desprovidos de conhecimento da cultura humana, que são escravos dos modismos e firulas da mídia, mas não vão convencer a nenhum crente lúcido, que leva e trata sua vida espiritual como a coisa mais importante de suas vidas. Esses meu caro, não se impressionam com os “fogos de artifício” da cultura de Adão, pois estão muito bem alicerçados na contracultura de Jesus.

    Nobre Wilson, seu conhecimento puramente textual da cultura bíblica já foi reprovado mais de uma vez. Portanto, não me confunda com você. Para falar sobre a bíblia, não tenho que demandar grande esforço, pois já a conheço há 36 anos. Conhecer o livro sagrado, para mim, não é uma questão de importância, mas de vida ou morte. Como ficou evidenciado, quem precisa ficar teclando palavras e letras na internet para ver se situa-se no contexto bíblico é você.

    Sobre meus textos bíblicos serem contextualizados, desafio você a provar o que diz. Se não puder provar, você terá que receber tratamento de um mero especulador. Em todos os tempos, ao especulador está reservado o desprezo intelectual.

    Seu papo furando sobre a cruz de Cristo Wilson tem apenas um objetivo: Convencer os crentes a aceitarem o homossexualismo defendido por você. O que lhe qualifica como uma pessoa não sincera. Não por você defender essa teoria, o que é um direito legítimo seu. Mas por você dissimuladamente se inserir em outros temas, apenas para chegar nesse, como ficou provado.

    Esse episódio também serve como lição para a figura da “Sarcástica Seminarista” que tanto se fiou a você. Mais uma que você conseguiu enganar com a sua fala dúbia Wilson…

    No mais Wilson, quero deixar claro que, apesar de minhas contundentes observações sobre você, diferentemente de crentes como Júlio Severo, Malafaia ou a famigerada bancada evangélica, reconheço e respeito o seu direito inalienável dado por Deus, de aceitar e viver a teoria de vida, cristã ou não, que melhor lhe convir.

    Um abraço!

  136. virginia modaja da costa Says:

    Appio, é com pessoas como vc que quero me encontrar no céu! Vc foi brilhante em suas colocações!

    Eu já li 90% dos livros do Brennan e sinceramente, estou pra ver alguém ter mais intimidade com a GRÇA de Deus do que esse “cara” Respeito-o como um homen de Deus! Sou cristã, mas é impressionante como essa minha “raça” acha, que se não for igual a mim, não serve!

    Deus seja louvado por um dia o Brnnan ter tido um encontro com essa GRAÇA verdadeira e salvífica, e através dos seus livros, compartilhá-la comigo!

    Que Deus nos abençoe a todos!

    “CRISTO É TUDO E ESTÁ EM TODOS” (CL; 3:11)

  137. Wilson Costa Says:

    Realmente 36 anos de conhecimento bíblico o fez um “baluarte” da palavra. Que continua letra morta quando parte do seu entendimento sem Graça e Misericórdia. Voce disse que falo aplicando o Evangelho na absolvição das minhas posturas pecaminosa, cara, realmente é isso que faço com Ele. Pois foi isso que Jesus conquistou na Cruz. (que volto a dizer lugar onde nunca estivestes).
    O aniquilamento de todos os pecados da humanidade, menos os seus. Pois sois criador de um “evangelho maniqueista”, que tenta subordinar ao seu bel prazer as vidas que não tenham realmente estado na Cruz.
    A lei se forma no coração, a subjetividade da relação com Deus, aniquila a essência da palavra. Jesus, cumpriu a Palavra pois não somos capazes de fazê-lo, não são pelas obras da lei que somos admitidos na presença de Deus. E sim pela fé na eficiência da Cruz (lugar onde nunca estivestes ), a humanidade foi atraída pelo maior acontecimento já visto pelo homem (inclusive voçe). Cristo crucificado e ressureto.
    Tiago disse:”…a fé sem obras é morta…”, voce mente quando atribui obras à lei, mascara a sua religiosidade. Obras significa bondade, generosidade, misericórdia, o outro é superior a mim.
    Isso é muito caro para voce, como disse, acima as muitas letras te devoram. e extinguem da sua alma (infelizmente) de fazer realmente a vontade de Deus.
    Por isso a perseguição ao diferentes. Não sou gay, mas se fosse a Cruz só não teria eficiência em minha vida, se me encontrasse com o “evangelho perverso e assassino”, que defendes.
    “Se alguém ensina alguma outra doutrina, que se não conforma com as sãs palavras (letra) de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina (letra) que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de alguma forma de lucro.” I Timóteo 6:3-5
    Aqui está justamente o que voce representa, mais ainda, quando o apóstolo Paulo disse: “…se estais mortos com Cristo, quanto aos rudimentos deste mundo, por que vos carregam com ordenanças com se fizessem parte deste mundo? Ordenanças tais como: não toques, não proves, não manuseies. Isso não são prenceitos e doutrinas de homens que perecem com o próprio uso?
    Para alguns têm aparência de sabedoria, devoção voluntária, disciplina do próprio corpo, mas não têm valor algum para imunizá-lo quanto as paixôes loucas…” Colossenses 2.20-23
    Não tenho a pretenção de nada, a não de ser de me relacionar com Aquele que me livrou do império das trevas, e mudou a minha história. Aposto que não tens uma história, que exalte o nome de Jesus. Tu já nasceste auto-suficiente, o Evangelho é para os miseráveis, os desprovidos.
    A subjetividade do entendimento, me permite afirmar que manipulas os textos contextualizados à pequenez de sua alma, que geme em gozar da Graça e Misericórdia do Pai, e voce insiste em privá-la de envolver-se com os diferentes para justificar o afinco da sua intelectualidade. Que com certeza vai levá-lo a presença de Deus, mas irás levar uns puxões de orelhas, pela sua incontinência em escolher o que deve ser salvo.
    As mulheres sempre tiveram um papal relevente, na genealogia de Jesus, se explica a sua formação genética. Tamar, Raabe, Rute, Betseba, Maria, isso mostra a universalidade do Salvador,caro Aguiar. As qualidades quetionáveis de algumas delas, não impediu Deus de arcar com este louco plano de salvação, que voce insiste em dizer que não são para todos. João 3.16
    Caro Aguiar, voce esqueceu de dizer que Abrão(ainda não era Abraão), mentiu e entregou Sara para dormir com Faraó e recebeu favores. Genesis. 12.12-16 – exercendo o maniqueismo machista que permeou toda a história judaica. A ordem da criação que não pode ser desobedecida.
    Ora caro Aguiar, se vivesses na epóca do humanismo, tinhas tudo para ser um deles, mas com certeza serias um dos enviados do Vaticano, para perseguir os descumpridores da “lei segundo Constantino”, como fazes agora perseguindo aqueles que não comungam com suas convicções “legalista e desprovidas de misericórdia”.
    Os crentes lúcidos com certeza, não se aterão as minhas observações, elas são para aqueles que não as têm como voce lúcido pala cultura, mas ignorante para saber se Deus me ouve ou não.
    Voce não percebe ou não quer perceber, Jesus veio para miseráveil, pobre, nu e desgraçado como voce. Se entregue a Ele, não somente o aceite como um grande filósofo que esteve entre nós, e produziu essa cultura que voce conhece tanto, mas que nunca viveu.
    Somos do Senhor, voce queira ou não.

  138. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Obrigada pela sua resposta, mas uma correção, não critiquei sua familia. Vou deixar a pagina agora para outros acessarem, já que sou comica demais para ter gabarito para falar com um homem tão culto como você e oculpado demais em suas tarefas no ministerio. Grata Juscilene Meireles.

  139. Roberto Aguiar Says:

    Cara Seminarista Juscilene Meireles!

    Você está faltando com a verdade de novo, quando diz que não atacou minha família.

    Em sua primeira postagem, você me pergunta: “Ah!! vc tem algum grau de parentesco com Valdemiro Santiago, Edir Macedo?”

    Ora, será que eu sou o único representante de minha família? Se eu tenho parentes, é claro não só eu fui comparado a vigaristas mas minha parentela também.

    Até no mundo secular é constrangedor ver alguém que se comporta de um jeito inadequado, e depois de receber a censura adequada, se retira de cena interpretando o personagem do inocente injustiçado… É o que você faz agora Juscilene.

    Por ser seguidor de um Deus alegre, sou extremamente bem humorado. O bom humor é sempre bem vindo quando em seu contexto adequado, mas não confundamos o sarcasmo com humor. O sarcasmos faz parte do que se chama, humor negro, e na bíblia, esse é um tema batido, e há tempos nos adverte para se abster de ser e de comungar com os escarnecedores. O que dirá alguém ser um e ao mesmo tempo se dizer seguidor de Cristo?

    Quanto a sua ironia sobre eu ser um homem culto, você errou de novo…

    O cristianismo, se bem entendido, é uma contracultura a cultura do mundo. Os homens cultos segundo o mundo são dispensados sem receber nada de Deus.

    “ Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos”. Mateus 11:25

    Uma das características do genuíno cristianismo se revela por um profundo desprezo pela cultura do homem. E eu, como um candidato a discípulo de Cristo, dispenso qualquer título de ”nobreza intelectual” que por ventura a cultura de Adão tenha a me oferecer.

    É uma pena você se despedir assim Juscilene, sempre de crista alta e com a língua ácida… Pensei que poderia haver algum crescimento fruto do nosso embate de idéias… Mas infelizmente seu orgulho não te permite admitir o obvio, não te dando espaço para reconhecer que passou do ponto.

    Que seja então…!

  140. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Sabia que você ia sentir saudades de mim.
    Você acha que eu tenho que concordar com seu pensamento? É claro que é obvio que você entende que não. Sei que existem alguns pontos que eu poderia ate concordar com vc, vejamos pelo lado positivos, temos algo em comum, Chuta ai, mas não adivinha por favor , pq senão eu entro em crise, vai ser ridiculo vc como adivinho, já pensou?!! ah!!! só pra minha PESSOINHA saber sobre o perfil do homem intelectual(você foi muito modesto em declarar que não é o “cara”) vamos lá!!! marque um X no cara que vc curti.
    ( ) John Piper
    ( ) Paul Wash
    ( ) Ed Rene Kivitz
    ( ) Caio Fabio
    ( ) Silas Malafia
    ( ) Marcos Feliciano
    ( ) Francis Chan
    ( ) Augusto Nicodemos
    ( ) Luiz Sayão
    ( ) Davi Miranda
    ( ) Billy Gran
    ( ) René Terra Nova
    Saudades ( ah! sem sarcasmos ta bom?!!!) ah!!! Elogia os caras que pensam como você. Eles precisam, isso motiva sabe?!!!

  141. Wilson Costa Says:

    Caro Aguiar, deixo esta reflexão, desejando que ela ajude-o a estabelecer um novo parâmetro de entendimento bíblico, que não te violente, nem o faça concordar indiscriminadamente.

    Somos do Senhor

    Sexualidade e inocência

    Confiscado por Paulo Brabo

    Estocado em Manuscritos

    Os paralelos entre a história de Gilgamesh e a de Adão e Eva fornecem respaldo à noção de que a intenção original da história bíblica era precisamente a mesma da história de Gilgamesh – enxergar a “queda” como infeliz, no sentido de que a inocência foi perdida, e como feliz, pelo menos no que diz respeito à ideia de que a humanidade ganha através dela o conhecimento do bem e do mal, que é divino.

    Alan F. Segal
    Life After Death – A History of the Afterlife in Western Religion

    Há sempre um modo novo de se ler a mesma história. A história de Adão e Eva, contada por duas mil gerações e esmagada debaixo da mais exigente das ortodoxias, permanece exemplo dessa imorredoura fertilidade de significado que têm as narrativas.

    Com o passar do tempo, no entanto, toda grande narrativa acaba se tornando máscara para nossas próprias prioridades, espelho para novas e sofisticadas preocupações. “O que nos ensina esta história?” é pergunta que cada época encontra um modo diferente de responder. Que a resposta seja muitas vezes independente do próprio texto é coisa ao mesmo tempo formidável e inevitável; Na Bíblia o sexo pertence à esfera da inocência, não à da transgressão.porém essa riqueza acumulada acaba despindo a história de sua singeleza original, sua vitalidade, sua inocência.

    Em alguns casos é especialmente deplorável que seja assim; há, por exemplo, indícios de que o propósito original da narrativa de Adão e Eva tenha sido justamente ilustrar os perigos e as contradições da perda da inocência – e o paradoxo (porque em tudo há um paradoxo) reside em que esse coração mais inocente da história acabou se perdendo.

    Adão e Eva são no começo da história singelos como crianças ou animais, e como crianças ou animais ignoram a sombra da culpa e a da própria nudez. Não têm recalques, não conhecem limites, não têm verdadeira noção do que é certo ou errado, e a história convida a refletirmos que em tudo isso se assemelham mais a crianças ou animais do que a Deus. O primeiro casal vive num playground inconsequente e idílico; Deus é o personagem maduro e consciente, que sabe que tudo tem consequências e quer manter as mais duras consequências sob controle.

    Mas na narrativa, como na vida, todo mundo tem de crescer – ou, pelo menos, todos que querem crescer devem acabar conhecendo os custos dessa trajetória. A iniciativa de provarem o fruto proibido ocasiona a perda da inocência, o que fica emblemado no fato de que a árvore de que tomam o fruto é a do conhecimento do bem e do mal. Não é inconcebível que tenham feito antes coisas proibidas ou irresponsáveis, mas será somente esta fatídica transgressão aquela capaz de abrir-lhes os olhos. Perdem a inocência, e no processo ganham uma qualidade divina, que é sabedoria, e perdem uma qualidade divina, que é a imortalidade.

    Nesse sentido a história de Adão e Eva tem muito em comum com os mitos fundacionais da perda da inocência de outras culturas, como os da Mesopotâmia e de Canaã, com que trazem muitos pontos em comum. O que a narrativa bíblica tem em particular é a posição do sexo e da sexualidade na história, e portanto na sua visão de mundo.

    Na maior parte dos mitos fundacionais de outras culturas o sexo (bem como a violência) tem como função na narrativa causar uma rachadura no tecido das coisas, uma ruptura que acaba gerando uma cadeia de consequências e vai explicando algumas das características deste mundo.

    No épico de Gilgamesh, por exemplo, Enkidu é um rapaz puro e inocente, que vive na natureza e conversa com os animais, até que Gilgamesh manda a ele uma prostituta para ensiná-lo nas artes do sexo – isto é, nos caminhos da maturidade e da civilização. Na história é esse encontro com a sexualidade que representa a perda da inocência e a ruptura do tecido das coisas para o protagonista. Uma vez apresentado ao sexo, Enkidu perde a capacidade de falar com os animais, porém a perda da inocência tem a sua compensação na aquisição da sabedoria (digamos, o conhecimento do bem e do mal): “você [agora] é sábio, Enkidu, você tornou-se como um deus”.

    É portanto revelador que o sexo, que serve como símbolo de ruptura e como catalisador de conflito em inúmeras tradições formativas de outras culturas, tenha na Bíblia um lugar narrativo e simbólico muito diverso. No Gênesis o sexo pertence à esfera da inocência, não à da transgressão. O homem e a mulher estavam nus e não se envergonhavam.

    Ao contrário do que costumam sugerir as interpretações mais populares, a narrativa se esforça para indicar que o sexo foi ao mesmo tempo legitimado por Deus e praticado pelo primeiro casal no âmbito da inocência (Gênesis 1:28 e 2:24), antes do momento da transgressão e da ruptura. O fruto proibido não foi o sexo, que nesta história não tem poder de ruptura, mas representou a apropriação infeliz ou inevitável de uma consciência que deixou a inocência para trás – ao mesmo tempo em que deu ao homem um vislumbre de como Deus pensa, age e se sente: um lampejo da sua sabedoria (“agora o homem é como nós, conhecendo o bem e o mal”).

    E se a história bíblica se recusa a atribuir ao sexo um potencial de rompimento, é porque na sua visão de mundo a sexualidade deve ser algo ao mesmo tempo mais natural, menos preponderante e menos decisivo do que é para outras tradições. Quando comem o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, Adão e Eva reconhecem imediatamente que estão nus; essa percepção por certo representa, ao menos em parte, um reconhecimento súbito e irreversível da sua própria sexualidade. Mas na história essa consciência serve apenas para contrastar com a era anterior, da inocência e da imaturidade, em que o sexo era exercido de modo natural e inocente, sem um verdadeiro vislumbre de que podia representar um constrangimento ou uma responsabilidade. Alan F. Segal: “Nas duas histórias [no épico de Gilgamesh e na história de Adão e Eva] vemos operando uma psicologia do desenvolvimento: a infância é idílica, mas a maturidade traz sabedoria.”

    O problema de enxergarmos o consumo do fruto proibido como representando a descoberta do sexo (e a queda como sendo ocasionada por ela) é que essa interpretação simplesmente não faz justiça à singularidade da narrativa bíblica e à visão de mundo que ela nos convida a ponderar. Agostinho, que ansiava com todas as fibras do corpo e da alma que tivesse sido diferente, teve de reconhecer ele mesmo que Adão e Eva fizeram amor antes do terceiro capítulo de Gênesis; porém ele associou indelevelmente a queda ao exercício da sexualidade quando decidiu que só o sexo depois da queda, isto é, só sexo manchado pelo pecado, é que teria sido caracterizado também pelo prazer (o que deixa muito claro que Agostinho tinha problemas sexuais, que talvez fossem tão sérios e entranhados quanto os nossos).

    Entre outras coisas, a visão de mundo bíblica é singular porque recusa-se a associar, como fazem praticamente todas as mitologias do mundo (inclusive a freudiana), sexo e morte. Sexo, violência, morte, fertilidade e criatividade são símbolos intercambiáveis em praticamente todas as tradições não-bíblicas. Para a Bíblia, o verdadeiro dilema humano não reside em domar ou reconciliar-se com a sexualidade, mas em domar e reconciliar-se com a sabedoria e com a mortalidade. É claro que o exercício do sexo mostra-se parte fundamental do problema de como agir com sabedoria, mas não consiste no problema e não o ocasionou.

    O paraíso, assim ousa sonhar a Bíblia, seria um mundo não em que o sexo tivesse sido extirpado ou estivesse sob controle, mas um mundo em que a sexualidade pertencesse ao domínio de tudo que é natural e do que não representa constrangimento para ninguém. Naturalmente, e isso indica a mesma Bíblia, este mundo está para sempre perdido para gente adulta, porque crescer é fundamentalmente entender que tudo é bonito demais para não ter todo o tipo de consequências.

    A tragédia de Adão e Eva ilustra que diante das contradições geradas pela mortalidade, pela consciência e pelo senso de responsabilidade, são poucos os aspectos da existência idílica e ideal do paraíso que se podem recuperar, mesmo que em parte, na experiência humana. Isso não muda o fato de que a Bíblia sonha, essencialmente, com um mundo em que o sexo não seja um problema insolúvel; pode parece ser um sonho imaturo, mas nós que não somos Bíblia não cessamos de sonhar a mesma coisa.

    Documento conferido e arquivado por Paulo Brabo
    Encaminhe este artigo Encaminhe este artigo

    Inquisição

    Arquivos

    Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo, nas Índias Ocidentais.
    Lista de entrega

    Clique aqui para receber o conteúdo da Bacia por e-mail

    1970s aforismos ambiente amizade analógicas anarquismo antiguru ateísmo bacia biografia biologia bonhoeffer borges brabo desenhando bíblia caligrafia caneta bic canções capitalismo catolicismo cinema comunismo consumo copyright cordel coreldraw cristandades perdidas cristianismo cultura demografia dostoievski e-brabo.com ellul expression fama fernando pessoa ficção filosofia folclore francesco freud girard graça guerra harnack horror hospitalidade humor illich inkscape islam jesus joseph campbell judaísmo jung lendas dos judeus literatura livre-arbítrio lovecraft lutero marx brothers mito morte mundo música de domingo de manhã natal nazismo nietzsche os livros da bacia pacifismo painter pessimismo pirataria poesia pop e brega portugal poser or prophet progresso psicanálise purchas purgatório pós-modernidade rede reforma reforma protestante reino de deus remix rondinelly rossini sexo shakespeare shaw simone weil socialismo software televisão tempo teologia narrativa tipia tolkien tolstoi vídeos wells zizek ócio

  142. Roberto Aguiar Says:

    Caro Wilson,

    Sinceramente, vou fazer minhas, as palavras de Festo a Paulo: “Wilson estás louco! As muitas letras te levaram à insanidade!” Atos 26.24

    Você não pode sugerir um novo parâmetro de entendimento bíblico além da própria bíblia. A bíblia se discerne por ela mesma. Essa regra de interpretação é defendida ao longo de toda a história do cristianismo.

    Quanto mais você fala, mais se revela que o que você segue Wilson, não é o cristianismo bíblico, mas uma versão estereotipada de Jesus.

    O que eu vou falar para alguém como você Wilson, que acredita que algumas partes da bíblia não são verídicas?

    Poxa, se eu acreditasse no que você acredita, eu estaria vivendo minha vida sem perder um milésimo de segundo com questões religiosas.

    Por quê? Por questão de lógica, se há algo na bíblia que não é verdadeiro, todo o resto se inviabiliza por ser incapaz de produzir crédito racional.

    Você quer que eu esvazie a bíblia só porque a mitologia Suméria do Gilgamesh retrata um dilúvio?

    Chama o conhecimento do bem e do mal como divino?

    Traz para o diálogo um “tal” de Paulo Brabo e sua bacia das almas, que se baseia e um judeu inimigo da bíblia, Alan F. Segal, que diz entre outras coisas que:

    – A fé cristã foi delineada pelos apóstolos e não por Cristo, diminuindo assim tanto a Jesus como a Deus, transformando-os numa dupla de incapazes.

    – Que toda a visão cristã da igreja pós-apóstolos foi inventada por Paulo.

    – Defende a mesma posição dos mentirosos judeus responsáveis pela morte de Cristo, de que a ressurreição foi uma invenção dos apóstolos.

    – Chama a ressurreição de “Imaginação popular”.

    – Coloca os quatro evangelhos em oposição as cartas de Paulo.

    Como você quer que eu analise a bíblia, um livro de 4000 anos e inúmeras profecias cumpridas ao longo dos séculos, segundo a opinião destes “senhores ninguém”?

    Caro Wilson, você me interpreta como alguém de mente hermeticamente fechada, e a si mesmo como alguém de mente expansiva, por erroneamente pensar há partir do princípio de que todo fechamento é mal, e toda abertura é correta.

    Essa é sua pedra de tropeço, seu cavalo de troia pessoal…

    Ter uma mente fechada ao questionamento é sempre ruim porque leva ao retrocesso, mas como bem disse um escritor, o problema de se ter uma mente aberta é que as pessoas vêm e colocam bobagens dentro dela, o que leva a ilusão.

    É o que está acontecendo com você Wilson. Para se desviar dos pontos indigestos da bíblia, que não são poucos, você foi buscar algo que a pusesse em cheque, que questionasse sua credibilidade, o que amenizaria e muito, o impacto das santas letras em seu coração. E como “Quem procura acha”, pelo visto você conseguiu. Encontrou as pessoas certas para fazer o que é errado, esvaziar a contundência da bíblia.

    Sendo assim, sobre esse tema, não vejo mais base mútua que justifique um diálogo entre nós, pois quando se mudam as bases do diálogo, ele se torna insustentável e até irracional.

    Em relação a espiritualidade, para mim, quando se tira a bíblia, não sobra mais nada.

    Siga seu curso mas se conscientize que, concordando ou não, apenas você será responsabilizado por suas escolhas.

    Sinceramente lhe desejo melhor sorte!

  143. Wilson Costa Says:

    Sabia que a expansão que te “falta”, não porque voce tenha convicção na sua fé, mas porque ela aniquila em voce as diretrizes do controle estabelecido pelas muitas letras. Afinal das contas és um ex-frade. A religiosidade formada em voce exige que tenha alguém para subjugar, pois a libertação plena da Cruz (local que desconheces), que perdoa todos os delitos te choca e te deixa sem perpectiva. O deus que conheces precisa de manter todos debaixo do seu domínio excessivo e sem misericórdia. Parecido com as leis de Móises que tem condicionantes sem misericórdia e perdão. Jesus, quebrou definitivamente esse jugo.
    A Palavra é vida para os livres e não jugo para os prisioneiros de si mesmo.
    Mais uma vez afirmo, precisas da Cruz.
    Essa marca não tens.
    Somos do Senhor, até voce. A Cruz te persegue.

  144. Roberto Aguiar Says:

    Wilson…

    Sua retórica pseudo religiosa é apenas uma outra versão do fundamentalismo religioso daninho, só que a sua religião é a carne. Sua falsificada cruz é uma cruz que liberta a carne de Adão para realizar seus desejos mais profundos sob disfarce de pureza religiosa. Na verdade você é um inimigo da cruz que a usa para mercadejar seus interesses pessoais.

    Você é um falsificador do evangelho, e irá aonde for para realizar sua paranóia religiosa. Sua espiritualidade amoral está no mesmo nível de fraudadores da fé como bispo Macedo e Valdemiro Santiago. Seu fanatismo religioso é análogo ao sufis muçulmanos que cultivam uma espiritualidade alienada, construindo um mundo paralelo completo em suas imaginações.

    Sua religião é tão utópica que você insiste em repetir constantemente termos cristãos como cruz e misericórdia, ao mesmo tempo em que põe em cheque a fonte e autora destes termos, a bíblia.

    Aliado ao montante da obra, obviamente não podemos esquecer da bandeira gay que você tão servilmente e disfarçadamente impunha.

    Não sei nem porque estou te respondendo ainda… Porque você é como um disco de vinil arranhado, que não consegue fazer nada mais que repetir interminavelmente a mesma frase.

    Chega de psiquismo religioso cego, chega de fundamentalistas cegos… De uma vez por todas, fui…!

  145. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    aH!!! rsrsrsrsrs o trem pegou fogo acima com Wilson né??!!! tadinho você chama ele de louco, depois coloca Valdomiro e o Bispo Macedo no meio. Que coisa feia hein amiguinho!!! affi!!! através deste bate papo com Wilson deu pra te conhecer mais um pouquinho. Me deu até vontade de te conhecer pessoalmente ( vc é uma raridade). “Concordo” com Wilson, gostei do ponto de vista desse irmão. E vc para de condenar os outros, para de colocar as pessoas no inferno. Condernar uma ação é uma coisa, condenar a pessoa a materia é outra coisa. Só para minha pessoa Herege(como vc me intitula) entender melhor, quer dizer que se chegar em sua igreja um gay ou uma lesbica estes não passa de nenhum geito da porta de entrada? saudades!!!

  146. Wilson Costa Says:

    Ao amado Roberto Aguiar
    Não vejo alternativa, a não ser te agradecer por considerar-me um desprovido de tudo, segundo seu parecer contundente.. Não vejo no seu conceito sobre a bíblia, pronfundidade que confronte a alma, alvo da pregação de Jesus. É a ela que é oferecida a salvação. O desgaste deste confronto com certeza alegra nossas almas, pois permeamos por perto do Criador, lugar perfeito da sua morada. Vejo com sinceridade que todos os textos que enviaste-me (conhecidos pór mim), são autenticos e verdadeiros.
    O que difere nossas opiniões, são as motivações que empreguinamos à elas (letras).
    Voce me ver como um falsificador do Evangelho, sua interpretação me considera um herege e louco por entender que o Evangelho abraça todos os seres humanos. Deixo aqui para o seu desprezo, um parecer do Brennan Manning: “…a substância da nossa fé consiste na convicção de que os foras-da-lei, pecadores e criminosos podem chamar Deus de Pai, e de que prostitutas podem entrar no reino de Deus antes dos religiosamente respeitáveis…”
    Concluo que a lei é poder, quem a domina se considera seu guardião. Mantenha-se na sua torre de vigia.
    O perdão subjugo a lei, a dívida foi rasgada.
    Só perdoa quem se considera absolvido da dívida.

    Somos do Senhor, não fui continuo aqui…

  147. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Eiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!! aparece, sumiu pq?!!!! stamos com saudadinha!!!

  148. Roberto Aguiar Says:

    Cara dublê de Seminarista, Juscilene!

    Confesso que não consegui alcançar o sentido dessa sua ultima “pérola”…?

    …Digamos uma de seu imenso acervo cultural…

    Novos comentários são destinados a novos questionamentos. Comentar tolices que não abordem especificamente o conteúdo das postagens é fugir do tema. Fugir do tema além de cansativo é pouco inteligente. De minha parte pensei ter esgotado todo o conteúdo destinado a você, mas como você não consegue abordar nada além de si mesma, vamos lá… Será que há alguma coisa ainda que você gostaria que eu abordasse?

    Diga ai “seminarista”, o que você gostaria que eu falasse?

    Estou no aguardo…

  149. JUSCILENE SEMINARISTA Says:

    Ehhhhhhh!!!!! tava com saudades de você, anh!!! deixa pra lá então, o que eu ia te perguntar realmente não tem nada haver, ia te perguntar uma coisa sobre a historia do cristianismo. Se vc quizer ser meu amiguinho, me adiciona no msn, vai ser legal bater um papo contigo. juscilenebetel@hotmail.com. Você disse que é muito oculpado, mas adiciona ai. valeu?!!! ah!!! responde Wilson.

  150. Roberto Aguiar Says:

    Caricata “seminarista” Juscilene!

    …Já sabia… Você simplesmente não consegue se manter no tema…

    Caríssima “seminarista” me responda, que tipo de papo “cabeça” você acha que pode haver entre um crente neotestamentário, no caso eu, e alguém que não acredita na veracidade da bíblia, não se constrange em mentir, e “de brinde”, ainda acredita na igreja evangélica gay, no caso você…?

    Tente manter contato apenas com outros similares a sua “fé de aquário” de seminário, onde todo conhecimento é engessado e didaticamente ministrado em pequenas doses a outros peixinhos como você… Para alguns peixinhos, pensar que existe algo fora do aquário, agride e assusta…

    Já respondi o Wilson há muito tempo e em caráter definitivo, mas parece que não foi do seu agrado… Então me diz ai, o que você quer que eu diga a ele?

    De tão previsível que você se tornou, vou me antecipar e “profetizar” a sua “contundente” resposta: Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Mesmo porque, você não tem outra né…

  151. Oh! Maravilhosa graça de Jesus. Que acolhe o maltrapilho e o veste com as peças da divina filiação. No entanto, continuas incompreendida por muitos. Tu és escandalosa, extravagante na sua fúria, porquanto, és o anseio furioso em ação de um Deus que ama até as últimas consequências. É, graça de Jesus, nunca fostes totalmente compreendida e nem nunca será. Nem quando te expressastes em plenitude histórica na pessoa bendita de Cristo, te receberam. Isso porque te assentavas para comer com pecadores, para papiar com meretrizes, para amar publicanos. E os que te amam, te anunciam e buscam viver-te recebem a mesma parte que a ti tem sido destinada: incompreensão, denegrimento da imagem, medo, ira e coisas como essas. Contudo, são homens e mulheres, mártires modernos que tem dado o bom nome a tapa para te anunciar. Por isso, muito obrigado Manning. Também sou um maltrapilho. de Abba. Salvo pela graça de Jesus. Confiantemente cego na misericórdia de Deus. Amém!

    PS: E para que fique claro, Manning apesar de ter sido monge católico, não precisava de conversão após deixar o hábito. Quem disse que não há católicos salvos? Existem monges católicos mais crentes do que muito evangélico “convertido” por aí!

  152. juscilenebetel@hotmail.com Says:

    Roberto, para de colocar palavras em minha boca, isso é feio !!! você banca uma de humilde, de ser o menor da casa de Jessé, se acha o tal, eu não estou fugindo do tema. Mas já vi que você é um daqueles que quando alguém não concorda com você, vc trata de colocar o probre coitado no inferno. Coitado de Santo Agostinho pra você e outros mais, já estão no inferno, né?!!!! Você nem conhece o pessoal do seminario, como você pode falar mal de alguém que você nem conhece?!!! Não faz isso não!!! quando falei de vc pra galera, alguns não concordaram com sua forma de pensar, mas nem por isso te agrediram. Gostei ate de conversar com vc, mas percebi em você algo que me entristeceu (julga sem conhecer).
    Dessa vez e xau mesmo. (meu pensamento: Brennan tem abençoado muito a vida das pessoas com os livros dele, sei que exitem pontos que discordo com ele, mas isso não me dá o deireito de coloca-lo no inferno).

  153. Paulo Cruz Says:

    Roberto Aguiar, meus cumprimentos pelos seus comentários, sempre lúcidos e embasados na Palavra Fiel. Reconheço o seu esforço, quase sempre incompreendido, de alertar os irmãos que estam crendo na lábia dos falsos profetas.
    Mas, gostaria de lhe dar um pequeno conselho: Não perca seu tempo respondendo a contendores contumazes que revelam, pelos seus escritos, uma teologia de botequim, desconhecendo completamento o que seja letra e Espírito. Eles só querem contender por contender. A Palavra de Deus nos diz que devemos evitar as contendas inúteis.
    Por outro lado, alegre-se com aquele que foi desviado do engano por ter entendido o seu aviso. Com este, sim, disponha seu tempo para ministrar-lhe a Palavra de Deus, que você conhece tão bem.
    Concordo contigo quando diz que Brennan Brenning não é convertido. E por quê? Simples, uma pessoa verdadeiramente convertida entende perfeitamente o verdadeiro evangelho, ainda que seja indouta, porque nasceu de novo e o Espírito Santo lhe guia a toda verdade. Então, daí se conclui que um verdadeiro convertido jamais vai falar alguma coisa que contradiga a Palavra de Deus.
    Por este mesmo raciocínio posso dizer que ninguém que se diz católico pode pregar o verdadeiro evangelho. Simplesmente porque o catolicismo é pura trevas, densas trevas nas suas doutrinas heréticas. E aquele que com ele se identifica é porquê não conheceu a Cristo e sua Palavra. Por que se tivesse conhecido teria abandonado o catolicismo e seus dogmas contrários ao evangelho. Não há como ser Cristão e católico ao mesmo tempo. Pois ser Cristão implica em aceitar e defender o verdadeiro evangelho de Cristo.
    Me explica como alguém que se diz cristão pode falar da graça, negando o necessário arrependimento? Dizem que João Batista e Jesus sempre iniciavam suas pregações com “Arrrependem-se”.
    GRaça e Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  154. Nossa! Quanto preconceito! Quantos donos da verdade (com letra minúscula mesmo, porque, graças a Deus, a Verdade mesmo eles não podem dominar).
    Quanta falta de respeito pelos cristãos católicos. Bem, há alguns anos atrás eu agia assim, escrevia assim e sentia assim. No entanto, meu conceito acerca deles mudou radicalmente.
    Quando comecei a estudar sobre espiritualidade cristã, inevitavelmente fui conduzido à fontes de origem católica e também ortodoxa (igreja oriental). Lendo obras de alguns homens e mulheres, mestres devocionais, acabei tendo contato com o relato da vida que eles tiveram enquanto entre nós.
    Depois disso, foi totalmente “curado” do desprezo que tinha coma fé católica. Isso se deu pelo simples fato de que pude perceber que a salvação é uma questão de fé em Cristo e não de exatidão teológica ou doutrinária. O que foi? Vocês acham que somos inerrantes, enquanto evangélicos/protestantes, na nossa teologia/doutrina? É claro que não! Mas, nossa vaidade arrogante é tão grande que só sabemos atacar e atacar o que não concordamos segundo nossa “verdade” particular que nada mais é do que a interpretação das Escrituras segundo a teologia/doutrina a que fomos ensinados. Se nos atacamos de forma ácida, nós que fazemos parte da mesma confissão de fé cristã, que se dirá daqueles que são de outra vertente cristã? (Vide os eternos embates entre arminianos e calvinistas). Pelo menos os católicos não ficam brigando entre si. Curioso como a “mentira” deles os fazem viver em paz e unidade enquanto a nossa “verdade” nos faz desprezar e nos referir de forma odiosa aos irmãos de nossos próprio arraial de fé.
    Por que nossos erros teológicos/doutrinários não nos estão impedindo de ir pro céu e os deles os estão? Por que somos tão condescendentes conosco e com eles tão implacáveis na nossa acidez?
    Voltando á vida dos autores católicos, também pude perceber que o que testifica realmente no união com cristo é a vida que manifestamos perante Deus e os homens e não as palavras corretas ou não de nossos compêndios teológico-doutrinários. Jesus mesmo disse que conheceríamos as árvores pelo fruto que elas produziriam. Será viável imaginar que nesse exato momento Madre Teresa, que devotou a vida para cuidar e amar os mendigos das ruas de Calcutá em resposta ao amor que ela tinha por Cristo, está ardendo eternamente no inferno? E o que dizer das palavras do próprio Jesus de que a ele mesmo estaríamos fazendo esse tipo de coisa quando o fizéssemos a um de seus pequeninos? E o que dizer das palavras de Tiago de que a fé sem obras não vale nada, não passa de fé de demônios?
    Não estou argumentando sobre uma salvação por obras, mas, de obras que são resultado da salvação. Laranjeiras só podem dar laranjas…
    Por isso, mais respeito com os católicos. Se desejamos falar de alguém conheçamos a fundo não apenas o que ela crê, mas, sobretudo, como ela vive. Porque a verdadeira conversão se denuncia pela forma que se vive e não pelas palavras teológicas que procedem dos lábios. Ou será sem razão as palavras do profeta Isaías repetidas pelo Senhor Jesus acerca dos que louvam a Deus com os lábios, mas, cujo coração está afastado dele?
    Paz e bem!

    PS: Para reflexão – Será que tudo que a igreja produziu antes de Lutero não presta e só o que ela produziu depois de Lutero é que presta?

  155. Paulo Cruz Says:

    É…, mais um que não entende que a salvação é pela fé e somente pela fé em Jesus Cristo e no seu sacrifício redentor na cruz, pelos nossos pecados. Mais um que, no fundo de sua alma, acredita ser bom e amoroso, e, por isso, acredita na salvação por obras.
    Meu Caro, a você quero dizer: Estude a Palavra de Deus, pelo Espirito Santo. Depois, se quiser conhecer o que é o catolicismo, compre e leia a obras de ex-padre Aníbal Reis (falecido). Ele esteve nas entranhas do Catolicismo e conheceu como ninguém as doutrinas heréticas daquela seita. Veja, estou falando das doutrinas, não perco meu tempo para falar das obras nefastas do corpo de sacerdotes daquela instituição. Não tenho nehum respeito por seitas que, usando o nome do Senhor, estão levando os incautos ao inferno. Sim, porque ao pregar a mentira e o engano, só podem levar os seus seguidores ao inferno.
    Aliás, para pregar a Jesus é preciso conhecê-lo. Para falar da salvação é preciso antes ser salvo. Ninguém pode falar daquilo que não experimentou ou conheceu.
    Quero, ainda, dizer que nasci na fé católica, como a maioria dos brasileiros, e acreditava em Deus, mas não era salvo. Nela permaneci até os meus vinte e dois anos, depois me enveredei pelo espiritismo, acreditando no soifsma diabólico, que diz que todas as religiões levam a Deus. A seita espírita que freuentei chama-se Racionalismo Cristão, que de cristão não tem nada.
    Glória a Deus, que, no ano de 2000, em julho, pela sua misericórdia, Ele me chamou, revelando o seu Filho em mim.
    Logo depois, antes de conhecer as obras do ex-padre Aníbal,
    fiquei estarrecido ao ver os pastores da igreja em que nasci de novoe defenderem o ecumenismo e convidar as suas ovelhas para participarem de cultos no catolicismo. O culto católico é uma obra de feitiçaria e os que dele participam cometem abominação a Deus, simples assiim. Nosso Senhor Jesus disse, e a palvara Dele não volta vazia, que o guia cego e aqueles que o seguem cairão no buraco. Preciso dizer algo mais?
    Quero ainda lembrar aos que aqui vem, levianamente, apresentar suas versõe deturpadas do evangelho de Cristo, que não se esqueçam da responsabilidade que estão assumindo sobre os seus ombros. Pregar o evangelho é coisa muito séria, e aquele que o faz deve estar muito bem fundamentado na sã doutrina de Cristo. Pois terá que responder, no dia do juízo, por todas as palavras torpes e frívolas que disse a respeito do evangelho, e ainda, pelas almas que desencaminhou com suas palavras.
    Paulo dizia: “Ai de mim se não pregar o evangelho” “estou livre do sangue de vocês, porque não deixei de anunciar-lhes nenhum dos desígnios de Deus”.
    Lembro que o primeiro mandamento que temos que obedecer é amar a Deus sobre todas as coisas, com toda força do nosso coração, com todo nosso entendimento, com toda nossa alma. Evidente que isso redunda em amar também a sua Palavra e as doutrinas que ela contêm. Jesus disse: ” O que me ama cumpre os meus mandamentos” “O que ama me obedece”. O verdadeiro amor, de que se fala aos Coríntios, não compraz com a mentira, mas se alegra com a verdade. Aquele que verdadeiramente ama diz a verdade aos que estão perdidos, ao invés de concordar com os seus pecados. Por isso, digo, eu amo os católicos, os gays, os ladrões, os corruptos etc e jamais me negarei em pregar-lhes o evangelho, se oportunidade tiver. Mas, também, jamais concordarei com eles nos seus pecados. Porque aquele que vem a Cristo tem que se arrenpender dos seus pecados e o que está em Cristo não pode viver pecando. Assim, sempre abominarei, o catolicismo, espritismo, e todos os ..ismos, porque o meu Deus, Deus de Abrahão, Isaque e Jacó também abomina.
    Por último, todo aquele que apóia, por qualquer meio as obras das trevas, dela se torna cúmplice e comete pecado contra Deus.
    Se alguém duvida disso, que leia a Bíblia, pois Deus lhe dará o entendimento.
    Graça e Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  156. Mônica Xavier Says:

    Como me espanta tanta farpa e tamta acidez nos comentários,
    E ainda têm a coragem de se despedir com “Graça e paz…”
    Ainda bem que o nosso Deus é misericordioso, senão estaríamos todos bem mortos.
    Nós, que nos dizemos cristãos, somos tão proselitistas e cheios de razão…
    Só não somos cheios de humildade e de vergonha por conta do mal comportamento.
    É…
    Realmente o problema somos nós, os cristãos.

  157. Viram o que eu disse? É exatamente assim! Como diz um poeta contemporâneo em uma de suas músicas que gosto muito “somethings never change…! (algumas coisas nunca mudam).
    Abrçs a todos.
    Paz e bem!

  158. Paulo Cruz Says:

    Sim…é verdade, algumas coisas parecem que nunca mudam: “Sabe, porém, isto: Nos últimos tempos sobrevirão tempos difíceis; pois os homens serão amantes de si mesmo, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeição natural, IRRECONCILIÁVEIS, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta-te destes.
    Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; que aprendem sempre MAS NUNCA podem chegar ao conhecimento da verdade. E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes RESISTEM à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.”
    Também há os que: “Mas os homens maus e enganadores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, PERMANECE naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido.”
    Estas passagens bíblicas ( para os desavisados saberem que se trata da Bíblia), as quais deixo de citar o versículo, pois a Biblia´, originalmente não era versiculada. Somente no séc. XVI, foram introduziods os versículos, para fins estudo. E também porque entendo que é obrigação de todo o cristão verdadeiro conhecer bem a Palavra de Deus. Todo cristão verdadeiro é bereiano, e isto agrada a Deus.
    Bem…., nestas duas passagens vemos dois tipos de imutabilidade humana: A imutabilidade dos que estão no engano, e, por orgulho ou presunção, jamais o admitirão, para seu prejuízo. E por não admitirem a verdade, do engano jamais sairão. Há também a imutabilidade dos que conheceram a verdade, iluminados pelo Espírito Santo, e tiveram o entendimento de que a verdade de Deus é imutável, assim como Ele, e dela jamais deverão se afastar, sob pena de serem cortados da videira. Sim, porque o afastamento (apostasia) da verdade trará seríssimas consequências: “A vinda desse iníquo é segundo a eficácia de satanás, com todo poder, e sinais e prodígios da mentira, e com todo engano da injustiça para os que perecem. Perecem porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.” E nem pensem que esta passagem fala apenas do futuro, ela fala também do presente. A Palavra de Deus é atemporal, ela não está presa ao tempo.
    Vemos também que o engano se opoe à verdade, e vice versa. Os dois não podem coexistir. aonde estiver o engano, a mentira, ali não poderá estar a verdade. E como saber quem é quem ? Bem, somente pela Palavra de Deus, que é verdade, única e exlcusiva, poderemos reconhecer a mentira. Ninguém será capaz de reconhecer o falso se antes não conhecer o verdadeiro. Como alguém poderá sabe que uma nota de dólar é falsa se ele nunca viu uma nota de dólar verdadeira? Impossível! Portanto, primeiro tem que se conhecer a Palavra de Deus, pelo Espírito, sim, porque se não for pelo Espírito, você só conhecerá a letra e a letra, sem o espírito que vivifica, mata. Em outras palavras, você terá que ser nascido de novo.
    E se alguém pensa que não estamos tendo sinais e prodígios me diga como é possível que autores altamente blasfemos consigam que homens cristãos, alguns deles nascidos em berço evangélico, cuja famílias estão há gerações professando a fé evngélica, não só creiam nos seus escritos, mas o adotam em suas igrejas? Se isto não for prodigioso, então não sei o que é prodígio.
    Aos do primeiro grupo digo que, se quiserem, e se humilharem na presença de Deus, poderão alcançar o entendimento da verdade, porque Deus é misericordioso e não rejeita um coração contrito; aos do segundo grupo. ao qual pertenço, digo que permaneçam firmes na verdade. Eu, de minha parte, continuarei rogando a Deus para que nos conceda graça para permanecer na videira, sendo fiéis a Ele como Ele é a nós.
    Graça e Paz de Nossos Senhor Jesus Cristo.

  159. Felipe Maia Says:

    Mais uma vez insisto:

    Viram o que eu disse? É exatamente assim! Como diz um poeta contemporâneo em uma de suas músicas que gosto muito “somethings never change…! (algumas coisas nunca mudam).
    Abrçs a todos.
    Paz e bem!

    **********************************************************************************

    PS: Querido Paulo Cruz, com todo o respeito que lhe devo, você por um acaso é um analfabeto funcional? Ou seja, lê mas não entende o que lê?
    Pergunto isso porque de uma simples frase “algumas coisas nunca mudam” você conseguiu escrever um tratado teológico acerca da imutabilidade das Escrituras enquanto Palavra/Verdade de Deus.
    Em nenhum momento estava falando disso! Algumas coisas que nunca mudam a que me referi é exatamente essa atitude de se achar o dono da Verdade (com letra maiúscula mesmo). E de denegrir a imagem daqueles que, SUPOSTAMENTE na sua tosca concepção, são falsos profetas com falsos evangelhos.
    Puxa, fico pensando: se você chegou a uma conclusão tão estapafúrdia de algo tão simples e pueril como o que eu escrevi acima, o que se dirá dos escritos de um pensador como Manning? E se você chega à conclusões tão “corretas” e “inerrantes” acerca da vida e escritos desse homem, o que se dirá da Bíblia?
    Que bom termos um especialista entre nós. Parabenizo-no. Continue assim você está no caminho certo.
    “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda.” (Pv 16:18).
    “E, se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.” (1Co 8:2).

  160. miller Paiva Says:

    Seu texto tem propriedade….porém trata da Verdade das Escrituras…digamos de forma fragmentada….mas uma coisa me chamou atenção….Quem nessa terra tem autoriade pra julgar a salvação de alguém ou seu compromisso com o Reino.?

  161. EUGENIO KENNEDY MATOS Says:

    Acabei de ler o livro o evangelho maltrapilho e fui muito abençoado. O li com a alma aberta tal como leio qualquer outro livro de qualquer autor ateu espírita cético ou cristão. Não vejo o autor como uma falso profeta. Vejo como um escritor que viveu dentro de uma instituição religiosa e que certamente diante das suas crises e angústias externiza nas páginas deste livro uma visão pessoal sobre o evangelho da graça. Tem os erros teológicos? sim, mas vamos reter o que é bom como nos ensina o apóstolo Paulo.

  162. Wilson Costa Says:

    Fiz alguns comentários acima, fui despedido (graças `a Deus), pelo autor da postagem. Mas como meu emai-l continua a receber mensagens do debate, me sinto no direito legal de intrometer-me de novo.
    Gostaria que fosse com um novo conceito a respeito das convicções do Srº Aguiar, mas vejo que existem outros legalistas manipuladores da verdade. Agora tem o Srº Cruz, nada a ver com a verdadeira Cruz, lugar de refrigério, de paz e descanso.
    Homens que vivem sob o jugo da enferma Lei, que Jesus a curou com o seu sacrifício. Conclusão estes homens estão ainda doentes, porque ainda não tiveram um descortínio do plano oficial de Deus
    O Evangelho é justamente para pessoas como eles, ricos, sábios em si mesmo, mas ao mesmo tempo pobres, nus, miseráveis. Senhores, por favor, ainda há em tempo, comprem o ouro provado no fogo e se arrependam. Como disse Jesus para Paulo, não o Cruz: “…duro é para ti recalcitar-te dos seus aguilhões…”. Entreguem suas vidas para Jesus, Ele com Sua, não os deixarão sem conforto pela perda dessas perversas convicções.

    Somos do Senhor.
    Wilson Costa

  163. Fernando Peixoto Says:

    Leiam todos Mt 7

  164. Fernando Peixoto Says:

    O Culto é para Deus. Do que vocês estão falando?
    De quem vocês estão falando?
    Vocês acham que Deus participaria desta lamentável discussão?
    E o amor?
    Alguém viu?

  165. Wilson Costa Says:

    Caro Fernando, pergunte para Jesus, o que Ele acha dos religiosos. Me diga o que Paulo enfezado falou para Pedro, por causa das heresias que ele praticava? Deus esteve presente nas discussões deles? Meu caro, espiritualidade não se define em omissão e em falsa humildade. Os confrontos nos aperfeiçoam. Seja bem vindo ao clube, ou então dá no pé. Isso não deixá-lo de fora do Reino. Deus conhece os seus.

  166. Wilson Costa Says:

    Fernando, digo:’..não vai deixá-lo..”

  167. Monica Xavier Says:

    Seja bem vindo ou dá no pé??
    Que atitude é essa?
    É…Tenho me surpreendido com os posicionamentos cada vez mais áciodos e agressivos dos que se acham donos da veradade neste blog.

    O que será que Jesus acha de vocês, religiosos?

  168. Wilson Costa Says:

    Religioso, quem cara-pálida? A discussão toda está em que nível de Evangelho vc, vive. Amarrado às leis e seus dogmas ou vivendo da Graça soberana, revelada na Cruz.

  169. Monica Xavier Says:

    ………
    Ainda bem que quem conhece os Seus é o Senhor Deus.
    Ele não deixa niguém de fora, não sugere “que dêm no pé”, nos desamarra da lei e de seus dogmas e renova suas misericórdias a cada manhã.

  170. Wilson Costa Says:

    Monica, acho que preciso desenhar para vôce entender, falei para o interlocutor que ou ele entra na discussão ou sai dela. Simplesmente confrontei-o para ele aprofundar suas convicções. Vim para o meio, onde o fogo inflamar. É só isso.

  171. Mônica Xavier Says:

    Mesmo pedindo para não receber mais comunicação do que se pensa nesse lugar, ela continua chegando.
    Então me sinto no direito de questionar onde vcs querem chegar com tanta agressividade e acidez no discurso.
    É esse o exemplo que vcs querem dar ao mundo?
    E não precisa desenhar pra mim, não.
    Tenho pena de quem precisa ser agressivo para fazer suas idéias valerem…

  172. Wilson Costa Says:

    Vôce está equivocada, ninguém te chamou na conversa, era com a postagem do Fernando, que me posicionei.

  173. Roberto Aguiar Says:

    Caro Wilson, eu como autor do blog, estou fazendo um grade favor te fornecendo audiência para que você empanturre as pessoas com as suas baboseiras. Entretanto, até para baboseiras como as suas, há que se ter respeito com os discordantes. Ou você muda sua postura com as pessoas que discordam de você, tratando-as com o devido decoro, ou vou por um ponto final na sua insípida fala.

    Me diz ai, o que vai ser?

  174. Roberto Aguiar Says:

    Cara Mônica, lhe peço desculpas por você não conseguir interromper o envio de e-mails desse blog em sua caixa de postagem. Já tentei cancelar o envio a você mas deve ser um problema do próprio wordpress.

    Entretanto, como em outras ocasiões, acho suas palavras contraditórias. Você diz que não quer receber mais postagens desse blog, no entanto em relação a essa matéria, é disparado, uma das que mais postam?

    Não estou te entendendo?

    Tente afinar suas palavras com as suas atitudes, isso costuma nos dar respaldo…

    Sobre agressividade, pelo menos em relação a minha postagem, acho que você confunde contundência com agressividade. Olhando do seu ponto de vista, Jesus foi bastante “agressivo” com os fariseus.

    E ai? A “agressividade” do mestre Jesus valeu ou não?

  175. Wilson Costa Says:

    Quando abri minha caixa de e-mail, foi no intuito de pedir perdão à Monica, faço-o agora, fui grosseiro e indelicado. Minha irmã Monica, peço-te perdão. (tenho uma irmã de sangue com esse nome). Quanto a voce Aguiar, apareceu a Margarida olê, olê, olá.
    Apareces vestido com uma toga, exercendo um cargo que não te foi conferido em nenhum momento. Voce é um cara de pau, ofendestes aos esmeros a Juscilene Seminarista, e agora vem tirar uma onda de paladino da justiça. Concordo com voce sobre a Monica, o fato dela receber em sua caixa mensagens deste wordpress, não a obriga a se posicionar. Como voce minhas palavras ao Fernando, foram contundentes, ou só à voce é permitido sê-lo? Mas sei que foi força excessiva, por isso também peço perdão ao Fernando. Mas ressaltando para ele se posicionar sobre o tema, e não como observador neutro, cobrando santidade, quando não sabemos quem ele é, já que não se expõe.
    Agora ao Merítissimo, m’autor do blog, peço um julgamento justo, lembrando que existe jurisprudência jurídica no caso da Juscilene. Peço misericórdia à V.Excia.
    Continuo achando que somos do Senhor.

  176. Mônica Xavier Says:

    Vocês estão se comparando a Quem??
    E os que pensam diferente de vocês são o que ?
    Aff!
    Ingenuidade a minha ter acreditado que outras opiniões seriam bem vindas e que a “conversa” não intimidaria os que vcs acreditam ser menos preparados – e que talvez sejam, mas não é com desamor que se discipula alguém.
    Talvez por isso eu teime em, vez ou outra, postar alguma coisa.
    Essa foi meu ultimo post.

    É triste imaginar que um lugar que poderia ser ponto de acolhimento, estudo e crescimento seja tão desagregador…

  177. Wilson Costa Says:

    Fiquei sem saber se me perdoastes.

  178. Roberto Aguiar Says:

    Ok, dissimulado Wilson!

    Aceito suas reconsiderações. Para mim estão de bom tamanho, embora você tenha dado uma escorregadela forçado a barra no trecho que você diz, “tenho uma irmã de sangue com esse nome”….

    Menos já estaria de bom tamanho….heheh

    Quanto ao episódio de sua sócia Juscilene, e a pantomima que ambos encenaram nesse blog, é só reler as postagem e se verá quem atirou primeiro, e consequentemente, quem mereceu o quê.

    Caro Wilson, não censuro seu direito e esforço de passar o que você acha que é correto, mas sim, suas respostas em forma de deboche, com pessoas que em nenhum momento foram ácidas com você. Seja ácido comigo, pois em nenhum momento lhe dei o menor crédito, mas não com quem não lhe importunou.

    Embora não se fundamente jurisprudência no caso da paródica seminarista Juscilene, eu, como meritíssimo do blog, e em todo blog deve haver um, para que pessoas como você Wilson, não destruam com ele, aceito sua retratação.

    Finalizando, já te falei antes mas parece que você esqueceu: Você tem o seu Senhor e eu tenho o Meu. Tratam-se de personalidades diferentes. Diferentemente do seu, o Jesus da bíblia que eu, com muito esforço procuro seguir, não compactua com o homossexualismo religioso, em forma de fé, que o Jesus que você segue prega. O Jesus da bíblia que eu sigo, resgata os homossexuais salvando-os de todo o mau, e nesse mau está incluído o homossexualismo. Com esse Jesus bíblico que eu sigo, os homossexuais voltam, ou passam a ser homens de verdade, inclusive.

    E vamos encerrar o papo caro Wilson, pois sua fé humanista me dá urticária!

  179. Roberto Aguiar Says:

    O que falta em você Mônica, é bíblia!

    Você acha que alguém pode chegar ao conhecimento do amor bíblico sem a bíblia, mas isso é impossível.

    A bíblia é o caminho, não os seus sentimentos piegas…

    Biblicamente falando, Jesus foi um dos maiores desagregadores da história. Só que o Jesus melódico que você teceu em sua mente, te faz rejeitar o Jesus escriturístico que não se molda ao Jesus “ZEN” que você se afeiçoou.

    Procure blogs que só falam o que você quer ouvir, faz mais a sua linha, aqueles em que suas páginas estejam exarcadas desse amor melódico, pra não dizer “melado”, utópico, que tanto te atrai…

  180. Mônica Xavier Says:

    Wilson, só vi seu post depois de ter escrito o que está ai em cima.
    Sabe, se temos a obrigação de levar o mundo para O caminho, eu não gostaria de trilhar essa estrada ao lado de pessoas que se colocam como juízes.

    Depois de um tempo, passei a me colocar aqui quando via contundência confundida com agressividade e sempre justificada para questionar essa “braveza” toda. Foi esse o intuito da minha citação de Gandhi no passado. Nunca compactuei com ele, mas é triste a forma como o mundo nos vê e como fazemos força para que nos vejam assim.
    Se temos que fazer a diferença no mundo em que vivemos, é assim que queremos ser vistos? Matando uns aos outros com palavras ?

    Sabe, se a conversa não tivesse sido tão dura desde o começo – eu também fui dura para me defender algumas vezes – talvez pudéssemos nos ter convencido mutuamente. Ah, mas de acordo com o “dono” do blog, isso é coisa de fé humanista.

    Aceito suas desculpas.
    E só quero te lembrar do seu post de 18/07 – vc se sentia no direito de intrometer-se por continuar recebendo as mensagens. O mesmo aconteceu comigo, mas hoje me sinto mal por ter pensado assim e ter me exposto…

    Gostaria de ter um lugar de paz onde pudéssemos conversar sobre aquilo que temos lido de maneira cordial e que traga crescimento, mas esse realmente não é o lugar.

    Fica bem.

  181. Mônica Xavier Says:

    Tenho pena de vc, Roberto.
    Como o seu coração é duro… Sua vida deve ser muito árida.

    Qual a sua necessidade em sempre julgar e agredir? Para que jogar tanta pedra?

    E não precisa se dar ao trabalho de me responder, não.

  182. Wilson Costa Says:

    Mônica, que bom por perdoar-me, qdo postei em 18/07, parafraseando Jânio Quadros “fi-lo pór que qui-lo”. Poderia ter ficado na minha. Mas sabendo que ao postar estaria me expondo. O guardião do blog, Merítissimo Aguiar, sepre intervém qdo percebe que corpos estranhos estão no organismo, os anti-corpos chamados intolerância e falta de misericórdia, se protegem criando mecanismo urticários. É um brincalhão esse Aguiar. Quanto a suposição de eu vir a ser gay, vejo que o sua porção andrógena está bastante a flor da pele. Ou será somente hormônios? Ah que importa, Jesus veio para nós gays ou não.
    Quanto ao Jesus da Bíblia, somente na sua Jesus rejeita os diferentes.

  183. Roberto Aguiar Says:

    Mônica, eu tenho muitíssima pena de mim mesmo, porque ao contrario de você, com a bíblia, aprendi que preciso de piedade. É por isso que, ao contrário de você, não me julgo nem um pouco bonzinho, odeio as máscaras, e me apresento diante de Deus como o miserável que sou, um cara mau! Quem sou eu para descordar do mestre….? O mestre não disse que veio para os doentes? Pois então, aqui estou eu, um convicto homem mau!

    Agora me dirigindo a outros irmãos…

    Sabe, ao contrário do que alguns folclóricos “irmãos” se esforçam em ratificar, recebo muitos e-mails e até ligações de pessoas do Brasil inteiro, e até do exterior, que querem manifestar o sentimento de paz e alento que sentiram ao conhecerem esse blog. Isso de forma alguma é mérito meu, pois eu apenas estou postanto, o que outros irmãos vivem e sentem sobre o que Deus fala na bíblia. Sendo assim, qualquer sentimento, bom ou ruim, que alguém possa sentir aqui, deve se voltar para a única fonte verdadeira, a bíblia. Se eu fosse comunista diria para as pessoas se voltarem para Max. Se fosse materialista diria para as pessoas se voltarem para Peter Drucker. Mas meu único embasamento é a bíblia, portanto, só posso me ater a ela.

    Alguns desses insípidos irmãos me acusam de ser muito mais divergente do que convergente. Ora, Jesus foi o que? O filho de Maria morreu por quê? Por ser convergente? Por buscar a união de todos? Por pregar só um amor contextualizado como a fé delirante de alguns exige? Sejamos honestos, esse não é o Jesus sobre o qual os apóstolos pregaram. Ele jamais foi só cordeiro, e nunca, mais nunca, jamais procurou concordar com todos e aceitar todos como alguns míopes irmãos desejam passar. Esse Jesus não saiu das paginas da bíblia. Ele saiu de mentes perturbadas, egocêntricas, de gente que se acha muito importante para testificar se o Jesus que defendem é o mesmo que está reportado na bíblia. Gente que adora o som da própria voz, e que dá ouvido apenas a ela. E, que paralelamente, quer “vender” uma imagem positiva pessoal, além de uma religião conforme a sua imagem e semelhança.

    Não meus amigos, sejamos honestos e imparciais o suficiente para aceitar apenas o que as escrituras revelam sobre a personalidade de Jesus. Não nos deixemos manipular por esses “profetas do amor incondicional”, que no fundo querem apenas justificar seus desvios pessoais, e que para isso, rebaixam os mandamentos de Deus, desconstruindo o Jesus bíblico, transformando-o num sujeito fraco, sem personalidade, sem opinião própria, pois concorda com tudo e com todos.

    O amor de Jesus jamais será igual ao amor humano de mãe, que aceita qualquer coisa de seu filho, simplesmente porque ele é seu filho. Jamais, o amor de Jesus é real, sublime, absurdamente misericordioso, mas existe limite sim, e esse limite quem determina é ele mesmo. E esses limites estão expostos nas escrituras. Quem tiver a curiosidade, de sem preconceito conhecê-lo, encontrará na bíblia os verdadeiros padrões do amor de Deus. Deus dará 9 passos em direção do homem, mas não dará 10. Deus faz muito pelo homem, mas não fará tudo. O mesmo Jesus que morreu na cruz como um cordeiro indefeso, será o mesmo que irá julgar no último dia os vivos e os mortos. E ao contrário do que os “falsos profetas do amor” defendem, condenará a maioria à exclusão da sua companhia, e isso, por escolha pessoal deles.

    Já diziam os sábios do mundo, toda unanimidade é burra!

    Um abraço e que só Deus nos influencie!

  184. Roberto Aguiar Says:

    Até que em fim Wilson!

    Na sua última postagem você afirma ser gay.

    Isso é sério?

    Posso considerar isso como uma escapulida do armário?

    Você é gay de verdade?

    Se você for gay, assuma! Que tipo de coisa é essa que o sujeito defende mas tem vergonha de assumir? Estou correto no raciocínio?

  185. Wilson Costa Says:

    Merítissimo Aguiar, não sou gay, mas tenho amigos gays e nutro por eles garnde carinho. Se existe alguém enrrustido aqui é voce. O tempo que ficastes ausente deste debate te fez bem. Voce já se considera um miserável, Brennan já está te influenciando, e isso é muito bom. Quanto ao Jesus da bíblia, Ele sempre uniu, mesmo quando estava desunindo. Sua verdade é absoluta, não há retativismo nela. Junte todas sapalavras da boca de Jesus, e diga uma só que rejeita o pecador. Aproveite e diga todas as suas relativas verdades, que absolve o pecador.

  186. Roberto Aguiar Says:

    Caro dissimulado Wilson… Jamais olho as pessoas por filtros de raça, cor, religião ou preferência sexual, pois me sinto um “perdido” como qualquer um deles. Nessa perdição, todos somos um… O que não engulo é religiosidade fingida, é ego humano passando por misericórdia divina.

    Como disse antes, já me deparei com vários gays evangélicos na internet, todos trancafiados dentro do “armário espiritual” disseminando a mesma baboseira religiosa que você, e detalhe: todos negando categoricamente serem gays crentes. Obviamente essa técnica terrorista de se infiltrar em um meio, disfarçado de um comum, para poder “trabalhar” sem atrair críticas é bastante usada pelo movimento gay evangélico. Para mim, você é apenas um “soldadinho de chumbo” desse movimento, pois tem todos os traquejos, e segue todas as linhas de raciocínio desse movimento patético.

    Obviamente não posso provar o que digo. Mas o fato é, que sendo você gay ou não, sua burlesca retórica te compromete e te denuncia como um fraudador do evangelho, e certamente atrairá o desprezo dos sinceros seguidores de Cristo. Não pela sua pessoa, que vale muito enquanto criatura de Deus, mais por seu paradoxal pensamento religioso.

    …Se aprendi com Minning, há sim claro Wilson, aprendi muito, tanto quanto você aprendeu com o Jesus da bíblia…

    Dizer que Jesus sempre uniu, só pode ser uma piada…

    “Disse Jesus: Não imaginem que Eu vim trazer paz à terra! Pelo contrário, vim trazer a espada(divisão)”. “Eu vim para lançar o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra”.
    Mateus 10:34,35

    É por essa, e outras perolas desse porte Wilson, que a sua retórica seria cômica, se não fosse trágica!

    Sem nenhuma intenção de ser esnobe, agora chega! Já gastei meu estoque semestral para religiosos como você!

    Eu até que gostaria, mas definitivamente… Não somos um!

  187. Wilson Costa Says:

    Meritíssimo, tenho dúvida se realmente foi vos micê, que postou contrapondo o Evangelho Maltrapilho ,seja o mesmo que está escrevendo acima. Aquele homem intrasigente, duro com os liberais, “irrepreensivel em seus conceitos, agora se vê como um joão ninguém. Cara, é muito bom voce se misturar, aniquilar-se é realmente a grande proposta do Evangelho.
    Só voce ainda não percebeu que tudo converge para Jesus, Ele une e desune, Ele é tudo. Quando Ele dividiu, a Cruz uniu, voce ainda não percebeu, mas agora vai perceber.
    Aguardo a nova postura. Estou muito feliz com que estou vendo.
    E cara, uma verdade, nunca li Brennan Manning, mas intuição na se copia se perceber e se tem.
    Agora uma coisa tens que admitir, eu te fustigo prá caramba, não é mesmo?
    Quero ver se o manancial de religiosidade esgotou, se agora veri mas sentido em sua convicções. Se não fosse a letra estavas ferrado. Mas a letra é morta. Graças à Deus.
    Te vejo a seguir, ou não?
    Somos do Senhor.

  188. Roberto Aguiar Says:

    Hummm caro Wilson, aos poucos você se revela…(Wilson)”Agora uma coisa tens que admitir, eu te fustigo prá caramba, não é mesmo?”…

    …Que prazer “orgástico” em fustigar o próximo meu caro Wilson…?

    Eu pensei que cristão sentia diferente… Só retórica né…

    …As mascaras sempre caem, mais cedo ou mais tarde Wilson…

    Mas você tem razão em pelo menos um detalhe: Sinto prazer em desmascarar mentirosos… Esse blog trata basicamente de dois temas, mentira e verdade. Acho que foi esse prazer que você identificou em mim, mas não soube interpretar. Afinal de contas, interpretação de texto como já vimos, não é o seu forte.

    Até mais criatura!

  189. Wilson Costa Says:

    Meretíssimo, “…as máscaras sempre caem, mais cedo ou mais tarde…”, nada que resista ao confronto dos verdadeiros sentimentos que existem em Jesus, que se revela na vida de quem um dia se encontrou com a verdade da cruz.
    A verdade que vejo em seu blog, é que voce é um autentico fariseu, que não consegue se esconder da verdade do Evangelho.
    Suas retóricas preconceituosas e intolerantes, te torna cada vez mais alvo do Evangelho Maltrapilho.
    Vejo voce com sua capacidade intelectual dando um grande testemunho da experiência da cruz.
    Por favor, não se deixe seduzir em considerar que foi seu sacrifício que resgatou o homem. Ali voce realmente será aniquilado. Falta pouco, a arrogância e prepotência inicial, dará luz a um coração doce e misericordioso.
    Isso certamente lhe trará ostracismo, mas não se preocupe logo Jesus vai te honrar, e lhe dará um novo propósito, esse sim propósito Dele para sua vida.
    Voce irá misturar sem sentir vergonha dos desprovidos, porque será um deles.
    Logo irá saber que sou filho do Criador, e não mais criatura, porque isso voce não será mais.
    Cara, voce associa fustigar com prazer orgástico, realmente voce é muito mal resolvido com sua sexualidade, “…só pensa naquilo….” rsrsrs
    Mistérios da Cruz, loucura para os que estão morrendo.

    Somos do Senhor. Tudo foi feito por Ele e para Ele.

  190. CREIO QUE ESTAMOS NO PERIODO DA GRAÇA, E NÃO DA LEI,MUITOS NÃO ENTENDEM A SIMPLICIDADE, E AGEM COMO O IRMÃO DO FILHO PRÓDICO,QUE QUESTIONAVA, OLHE PAI, EU SEMPRE FUI CORRETO, EU SEMPRE ESTIVE AQUI ,SEGUI SEUS MANDAMENTOS …MAS A GRAÇA É UMA DADIVA AO MAIS MISERAVEL PECADOR,DEUS AMA O PECADOR E ODEIA O PECADO… OUTRA QUESTÃO É USAR O VERSICULO SOBRE “LOBOS COM PELES DE CORDEIRO….E ESQUECER OUTRA SOBRE:” NÃO DEVEMOS SEPARAR O JOIO DO TRIGO.”..??
    É EVIDENTE QUE OS QUESTIONAMENTOS CATOLICOS,SOBRE A IDOLATRIA, DEUS ESCOLHE QUEM ELE QUISER E AMPLO…NÃO É LIMITANDE O PODER DE DEUS…ALIAS NOS PROTESTANTES SOMOS IDOLATRAS PELO DINHEIRO E TEOLOGIA DA PROSPERIDADE…CREIO QUE DEUS NOS DEU UMA TAREFA DE SEMEAR A SEMENTE…O INIMIGO TEM UMA GRANDE ARMA: DISCORDIA!!
    MANNING E UM INTELECTUAL, FILOSOFO E AO MESMO TEMPO COMO ELE DIZ UM MISERAVEL!! ISSSO E GRANDE CONTRIBUIÇÃO DO AUTOR E DE YANCEY.
    DIANTE DE TUDO EXPOSTO AI CIMA, E CRITICAS, NÃO SOMOS NADA DIANTE DE DEUS ISSO E GRAÇA!!
    A MENSAGEM HOJE E E DE SUPER HEROIS.RICOS…E ESQUECERAM DA CRUZ…”JESUS DISSE TOMA TUA CRUZ E SIGA-ME…” VIVEM UMA TEOLOGIA LEGALISTA, IGREJISTA E DENOMINACIONISTA..REDUCIONISMO,ONDE A IGREJA E UNIVERSAL, “PEDRAS VIVAS”..JESUS NÃO COMO DIZ O TEXTO NÃO TINHA ONDE ENCONSTAR A CABEÇA….ESQUECERAM QUE JESUS CHUTOU O COMERCIO…CADA UM FAÇA A SUA PARTE..
    EM ROMANOS 14, FALA SOBRE OS DEBEIS DA FÉ..QUESTÕES INUTEIS,DESCONHECEM O AMOR AGAPE E A GRAÇA!
    M.MADUREIRA

  191. Angelo Says:

    Caros Irmãos
    Peço permissão para participar deste debate com aquilo que Deus tem colocado no meu coração. É muito pessoal. Sou evangélico há 35 anos, sempre participando intensamente da vida da igreja. Minha esposa, com quem sou casado há 23 anos, cursou seminário evangélico antes do nosso casamento e desde esse período estudamos intensamente a Bíblia na igreja e em nosso lar. Temos sido rica e poderosamente abençoados pelos livros do Brennan Manning e do Phillip Yancey. Um, em especial, toca-me muito: “Confiança Cega”. É bom registrar que os livros do Brennan são em regra, editados no Brasil pela Mundo Cristão, considerada uma das mais respeitdas e sérias editoras evangélicas. A editora Mundo Cristão, por meio de seus pastores e lideres evangélicos sérios e comprometidos com Deus seleciona os livros que serão traduzidos da lingua inglesa de forma extremamente criteriosa, com base na teologia evangélica e após muita oração. O pastor da minha igreja tem indicado os livros do Brennan no púlpito. A nossa Convenção, formada por dezenas de patores de igrejas históricas também indica, E por fim, Deus tem falado ao coração da minha esposa e do meu por meio dos livros do Brennan. No nosso lar, antes da escolha de um livro para leitura, mesmo evangélico, oramos e pedimos orientação a Deus. Se sentirmos no coração que devemos lê-lo, procuramos sempre ter a Bíblia aberta do outro lado. Sei que outros postaram aqui visões diferentes sobre o assunto. Contudo, confio na voz do Espiríto Santo de Deus que fala ao meu coração, quando oro e leio a Bíblia, e nas orientações dos meus queridos pastores. Se estivermos errados, Deus certamente vai nos falar, fiquem tranquilos. Sugiro que respeitemos a opinião de cada irmão. Pensamos diferentemente sobre os livros do Brennan, Não há nenhum problema nisso. Paulo e Pedro também divergiram sobre muitos pontos da fé, conforme pode ser observado em Atos e nas cartas específicas desses apóstolos. O importante é mantermos a unidade e aprendermos a respeitar a opinião de cada um. Estejamos orando uns pelos outros, conforme nos recomenda a Palvara de Deus, para que o Espírito do Senhor fale aos nossos corações. E não podemos nos esquecer de ler e estudar com profundidade a Bíblica, nosssa única regra de fé e prática. Gostaria de agradecer ao irmão que criou o blog pela oportunidade de postar meus comentários. Que Deus nos abençoe!

  192. Gianpaulo Nardi Says:

    Caros irmãos, escrevo porque estou terminando “Deus o ama do jeito que você é” e não do jeito que deveria ser, pois você nunca será do jeito que deveria ser ,de Brennan Manning.Confesso que me incomodou a idéia de um autor cristão confessar-se alcoolatra, bêbado mesmo, trancar-se em um quarto de hotel após uma palestra e beber até vomitar. Incomoda saber que os livros que tem tocado muitas pessoas, para cura de suas almas, sejam escritos por um católico.Após pensar um pouco, meu comentário simples é que, será que não deveriamos repensar nossos paradigmas “evengélicos”. Não foi somente uma vez, que em retiros espirituais que participei , dava-se troféu simbolico para o mais dorminhoco, o que roncava mais, e também ao mais comilão. É divertido não é. Minha irmã casou 2 anos atrás,e o dono de uma das empresas de buffet que ela estava cotando disse :” É, eu sei que vocês evangelicos não bebem, mas comem pra caramba, acho que terei que aumentar o preço…”. Como nos choca saber que um irmão bebe, mas quando um irmão é gordo porque come demais, é engraçado. Talvés ambos, o que bebe e o que come demais sofrem de alguma ansiedade que teve origem lá na infância, e precisam de cura, ou não, quem sabe não é isso que Deus usa para mantê-los perto Dele. Mas julgamos com veemencia como o Roberto Aguiar, Pr. Bill, Pr. Coelho. O próprio nome deste blog, pelo tom pouco agradável que o responsável por ele contesta os que não partilham dos seus pensamentos, levam a crer que ele se propõe a ser o discernidor dos assuntos espirituais. É bacana o debate, mas por exemplo, a briga nojenta entre “wilson” e “roberto aguiar” acima, ninguém merece. Será que alguém que nunca conversou pessoalmente com Bennan Manning, nunca conviveu, foi seu amigo, etc. pode dizer com tanta convicção que ele não é Cristão, ou seja, nascido de novo em Jesus. Eu não posso. Se o Roberto Aguiar fosse um dos discipulos de Jesus iria dizer que Tomé era um gay incrédulo condenado ao inferno porque precisava ver a chagas para crer? O Senhor Jesus amou Tomé com sua incredulidade? Amou Pedro, ou o rejeitou? Deu um chute no traseiro da adúltera?Deus fulminou Davi? Pr. Bill, Pr. Coelho são totalmente exatos em seus discernimentos bíblicos? Não erram, nunca cometem uma mancada em suas pregações? Nunca tiveram vontade de mandar um irmão se catar depois da décima vez que os procuraram para um aconselhamento sobre o mesmo assunto?
    Me sensibilizo com Monica, que fez um comentário não agressivo, mostrando seu ponto de vista, e só levou pedrada e sapatada. Para mim, a Bíblia não é o caminho, como citado pelo Roberto aguiar, ela nos mostra O caminho que é Jesus. Uma pessoa pode ser salva sem ter uma Bíblia, mas poderá não ser salva se tiver uma Bíblia física, ou na mente e não conhecer O caminho, como experiencia pessoal.
    Poderiamos usar este espaço para nos edificarmos uns aos outros, e não para jogo de vaidades, tentado ver que é o mais espiritual, quem lê mais a Bíblia, quem decora mais versículos bíblicos, quem tem mais discernimento. Vamos gastar os dons e energia que o Senhor nos dá de presente, para crescermos juntos, em amor, mesmo não concordando.

    Em Cristo, Gianpaulo

  193. LEIAM A BIBLIA, PARA TER DISCERNIMENTO, O QUE DE DEUS É PARA NOSSA EDIFICAÇÃO E NÃO TRÁS CONTENDAS E NEM CONTRADIÇÕES… FIQUEM NA PAZ!

  194. Marcelino Says:

    Discernimento Cristão??? Isso é opinião Humana e Teológica apenas…..

  195. luciana Says:

    achei muito pertinente este texto. Eu também acho a abordagem do Brennan um pouco confusa. Um absurdo ele dizer que podemos deixar a Bíblia de lado para conhecer mais de Deus. Eu só li o “anseio furioso de Deus” do Brennan, até gostei do livro, mas achei mesmo que falta falar do primeiro grande passo, a primeira coisa que Jesus pregou: Arrependei-vos!
    Contudo, gostaria de comentar sobre algo que você escreveu, sobra a graça sendo uma energia que transforma. Li um livro que explica como a palavra graça adquiriu personalidade própria a partir da teologia reformada, também temos que tomar cuidado com isso. Graça é o favor imerecido de Deus, mas ela não é uma força atuante, toda a atuação de Deus hoje no mundo deve ser creditada ao Espírito Santo, e não a uma energia impessoal chamada graça. O Espírito Santo é quem convence do pecado, da justiça e do juízo, Ele quem nos revela o nosso Salvador Jesus Cristo.
    Hoje temos muita confusão também a respeito do Espírito Santo. Enquanto as igrejas pentecostais falam muitas coisas confusas e sem base bíblica a respeito da “Terceira Pessoa” da trindade, a igreja tradicional mal toca no assunto da obra do Espírito Santo, e muitas vezes atribuem à graça, a ação dEle.

  196. luciana Says:

    desculpem eu colocar o comentários 2 vezes, é que eu quis corrigir o primeiro, onde eu escrevi “igrejas protestantes” quando na verdade era pra escrever “igrejas pentecostais”.

  197. Luciana, interessante isso que você escreveu, não tinha pensado sobre a Graça tomando o lugar do Espirito Santo como uma força própria…abraços

  198. Noah Says:

    Andei lendo o livro, o envagelho maltrapilho, (ainda nao terminei) e realmente o livro me fez refletir e pensar muito sobre a minha vida e sobre minhas ações, não querendo defender o autor nem nada, mas o livro me levou a perceber que o amor de Cristo me alcançou mesmo no meu estado “imundo” que não preciso ser perfeito para alcançar o amor de Cristo, faço parte de uma igreja onde algumas pessoas são muito “santas” e a convivência com elas realmente me fazia me sentir menos amado ou pensar que eu não estava me esforçando direito para conseguir chegar a Deus, mas através do livro eu pude mergulhar em outra dimensão, percebi que Deus sabia tudo que eu tinha feito e que faria, e mesmo sendo pecador ele me ama e sempre vai me amar, que eu nao preciso me esforçar nem ser um santo para ter o favor da sua graça ( e não há nada que os outros façam que os deixem aptos para isso ), percebi que posso simplismente me jogar em Deus e no seu amor, posso confiar nele, e isso me motivou mais ainda a amar, a querer apascentar as ovelha de Jesus e mostrar que eu tambem o amo, me fez querer ser uma pessoa melhor amando o proximo assim como Jesus me ama e oferecer a minha amizade e meu amor sem querer nada em troca como Jesus fez (..) talvez eu não seja como os “santos” da minha igreja, mas eu também sou amado e tenho acesso a graça de cristo, não sou aquilo que queria ser/ deveria, mas sei que Deus me conhece e sabe que eu estou sendo o melhor que eu posso ser mesmo errando.

  199. Gianpaulo Nardi Says:

    …é isso aí caro Noah, tive a mesma impressão que você. Acho que o dono deste blog exagerou e muito em suas ácidas criticas, dignas de um juiz em seu trono. Não digo que devamos nos apoiar na graça do Pai para pecar irresponsavelmente, como o apóstolo Paulo nos alertou. Mas entender que, mesmo apesar de nós, nossas falhas, etc. Deus nos ama e se importa por nós, é maravilhoso. O Pai que recebeu o filho prodigo não desferiu sequer uma palavra de julgamento, simplesmente o amou. O irmão dele, pelo contrário, julgou do inicio ao fim. Acho que é isso. Abraço, em Cristo.
    Gianpaulo

  200. leandro Says:

    Quem é você para falar de Brennan Manning, ele muitos conhecem mas você??????

  201. Hermecildes Anderson Soares Says:

    Humm… Interessante, a mesma técnica pode ser usada para uma suposta implosão da bíblia, para alguns a biblia é um livro com letras magicas, outros é só letras para uma posição intelectual, de fato a Palavra é Palavra quando deixa a mídia chamada bíblia e se torna carne e sangue em nós, e Cristo chora pelos vazios de Espírito

  202. Hermecildes Anderson Soares Says:

    Digo mais…. Eu vejo o Espírito de Cristo nas suas mensagens (Brennam Manning), é obvio que para entender a mensagem de uma pessoa embebida pela sua experiencia é necessário ter o minimo de tato com pessoas, saber das fragilidades que estão inerentes também em nós mesmos, e mais, quando meu pai se achega a mim eu não peço carteira de identidade para verificar se é meu pai, eu o conheço, assim mesmo é com Deus, mas alguns pedem, e fazem das letras e sonoridades da bíblia um crachá de identificação.
    Corrijo meu ultimo texto nas ultimas palavras para ‘Vazios do Espírito’.

  203. Michelle Fernandes Vieira Says:

    Estou chocada com a ignorância espiritual das pessoas de hoje em dia. Não foi Brennam que disse que o amor de Deus nos bastava, foi o próprio Jesus que em todo seu evangelho só anseia por uma coisa de nós: o nosso coração! O que vcs acham mais fácil: confiar no amor de Deus ou viver no legalismo e religiosidade? O caminho mais fácil do legalismo e religiosidade cegam o nosso entendimento e endurecem o nosso coração para confiar em Deus. Deus nos ama como somos, com os pecados que cometemos e não há nada de bom ou ruím que façamos que fará com que isso mude. Foi consumado na cruz do calvário e nenhuma condenação mais há para aqueles que estão em Cristo Jesus! Os livros do Brennam falam sim de arrependimento, mais arrependimento sem culpa, sem condenação, arrependimento genuíno gerado pelo Espírito Santo constrangendo-nos á conversão do nosso coração á pessoa de Jesus, não á religião e ao farisaismo religioso , hipócrita que vemos por aí. Mas como Jesus dizia: Quem tem ouvidos para ouvir ouça o que o Espírito diz …. nem todos tem ouvidos para ouvir, portanto que cada um permaneça no seu nível de revelação, porém sem defraudar o seu próximo….
    Quem somos nós para julgarmos quem é dirigido pelo Espírito de Deus, visto que o mesmo possui uma multiforme maneira de se apresentar a nós?

  204. ELIEL DIAS PIRES Says:

    Respeitável Pr. Bill. Entenderei perfeitamente se este meu comentário não for publicado.
    Nasci, me criei, me batizei, e tenho congregado em uma Igreja Batista. Acho por demais triste que o Ilustre Pastor, ao invés de apresentar Mensagens com conteúdo Espiritual, óbvio dentro da Bíblia, se preocupe e tecer acusações vazias sem conteúdo bíblico, demonstrando destarte, ignorar o PERDÃO dado por Jesus quando na cruz um dos ladrões pregado ao seu lado, além do PERDÃO,assegurou ao ladrão que na mesma noite estaria com ÊLE, no Paraíso. Ignorou também, o PERDÃO dado à prostituta que estava sendo perseguida por escribas e “homens da lei espiritual”,deixou de fazer refletir em tantos outros casos mais, que CRISTO concedeu o PERDÃO sem mesmo que êsse PERDÂO fosse pedido. Seria o caso de perguntar ao Ilustre Pastor: Não está incomodando ao senhor o fato de ser através aquele Livro apontar e rotular as Igrejas de um profundo de “Legalismo Cristão”, sobrevivendo às custas de ofertas, com promessas de soluções dos problemas de cada um, por estarmos nós humildes cristãos em dificuldades e que dessa maneira e só dessa maneira o NOSSO DEUS DE PLENO AMOR, ouvirá nossas Orações. Ademais nossas Igrejas Legalistas, preocupam-se muito com o exterior dos seres humanos, de tal maneira, que são incapazes de estender a mão para um alcólatra, para um drogado ou para um mendigo, com um sentimento verdadeiro do AMOR que nos ensina a BÍBLIA. Diante de tão vazios comentários que li aqui, numa tentativa profunda de mostrar conhecer a BÍBLIA, cristãos de carteirinha, e que em alguns chegam a causar escândalo ao nome do Evangelho, só me cabe orar por todos aqueles que preocupados em criticar e em nada Evangelizar, e rogar que até mesmo Ilustre Pastor, procure ser mais sábio ao ler o Livro ” O EVANGELHO MALTRAPILHO”, até o fim trazer-nos mais, através o seu “Blog” Mensagens Bíblicas mais profundas, isentas de críticas e mais propagação do ‘ÚNICO E VERDADEIRO AMOR DE DEUS” que nos Deu seu próprio FILHO, para que fôssemos remidos de nossos pecados. Que PAZ e o AMOR de DEUS esteja sempre presente em seu Ministério, e que as Bênçãos de DEUS sejam derramadas em Abundância.

  205. ELIEL DIAS PIRES Says:

    Nobre ROBERTO AGUIAR, acho que os comentários acima foram mal direcionados, mas de toda a maneira, estendo-o ao Ilustre ROBERTO AGUIAR. Deixei de mencionar aqui (no comentário acima) que existem aqui no Brasil, e o amigo deve sabê-lo muito bem, os rotulados “INDUSTRIAIS DA FÉ” apontados como tal pela Revista Forbs, alguns dos quais eu conheço pessoalmente, através lidar diretamente com eles, bem antes das fortunas apontadas pela Revista que aqui mencionei; não me cabe fazer críticas a nenhum, pois cada um dará conta de seus atos no Juízo Final, e só a DEUS cabe separar aqueles que ficarão à direita D’ÊLE, e aqueles que ficarão à Sua esquerda, e serão enviados para O Fogo Eterno, onde haverá ” PRANTO E RANGER DE DENTES” e para toda Eternidade. Não tenho o Poder de Julgar ninguém, pois o únicoJuiz é DEUS, e estaria me tornando um juiz no lugar de DEUS; deixei também de mencionar, os “cristãos de carteirinha” em seu ” pseudo -amor” também não estendem a mão aos portadores de deficiências que carecem de cuidados especiais. No mais, desejo ao amigo ROBERTO AGUIAR, que as Bênçãos de DEUS cubram a vida do amigo Abundantemente.

  206. Ricardo Gomes Says:

    Gostei deste post confesso que apenas li um livro de Manning “O obstinado amor de Deus”, e há várias referências a versiculos biblicos e autores cristãos clássicos, ainda não li os que foram aqui expostos, mas fiquei triste com os seus conteúdos aqui apontados, penso que o principal problema é o extremismo que todos os cristãos “liberais” procuram quando se rebelam contra as ideias do calvinismo e da ortodoxia tradicional, podemos ser pensadores livres e estudiosos mas não devemos ser liberais desenfreados, nem adotar uma liberdade alheia á liberdade em Cristo.

  207. Gessi Pimentel Says:

    O livro de Manning me chegou as mãos emprestado por uma colega de trabalho.Ainda estou lendo, por isso não vou tecer comentários prematuros. Mas o que eu posso dizer é que vários sininhos de alerta já estão tocando. Li os vários comentários e discordâncias dos leitores. Mas ser salvos de qualquer jeito isto não está escrito na Bíblia. E quanto ao amor incondicional de Deus não justifica Ele aceitar o pecado . Deus ama sim, todo o pecador, seja ele hetero, homo, prostituta etc… Mas após a salvação encontrada na graça que imerecidamente ele nos dá, temos que ter mudança de vida com ajuda do Espirito Santo pois sozinho nada podemos fazer. Agora dizer que todo o pecador será salvo sem arrependimento e ser encontrado no reino de Deus como dá a entender este escritor, a minha BÍBLIA não diz isto. O problema de muitas pessoa (não julgando), é que elas querem só viver na graça e esquecem que Deus é um Deus justa e diz em sua palavra a alma que pecar essa morrerá. Agora porque sou
    pecador e miserável,sendo salvo pela graça, é desculpa para eu continuar pecando, pois estou na graça e o amor incondicional de Deus me garante a salvação? Não quero criar contendas, mas espero que todos meditem nas Escrituras e leiam o livro a luz da Palavra De Deus e com ajuda do Espirito Santo que nos conduz a toda a verdade. Com amor em Cristo. Gessi.

  208. Sérgio Says:

    Todas as numerações de páginas citadas no artigo do Sr. Roberto não conferem. Muitas das interpretações e comentários feitas por ele são completamente desprovidas de entendimento espiritual. A contestação inicial é sobre a obra Evangelho Maltrapilho, mas a discussão gira em torno da obra A Assinatura de Jesus. Pura religiosidade ferida!!! Que o Senhor Jesus proteja os Seus FILHOS dos supostos ” filhos “.

  209. Ivete F.I Says:

    Lamentei profundamente encontrar este blog.
    É difícil entender que o julgamento público da vida e trabalho de um irmão possa ser edificante..
    Triste também foi generalização da ausência de discernimento dos leitores.
    Nossa!

  210. É triste ver cristãos com tão pouca visão de reino, e tão pouco do amor de Deus, pq Deus amor o mundo de tal maneira, amou o mundo, não só os crentes, cristãos, ou aqueles q se arrependeram, amou a todos, vinde a mim como estas… Pq Jesus foi o cordeiro q TIROU o pecado do mundo…
    Farizeus são aqueles que diminuem o amor de aba, e contribuem para o odio, e não interpretam a biblia com o amor q ela é, pq qm ama cumpriu a lei, espero q o mundo seja salvo, e falo do que espero, não do que acho. E acho vergonhoso alguem q se chama filho de Deus falar q o outro não merece o ceu, hipocrita, lembre-se da viga em seu olho, farizeu!!!

  211. Gustavo Vieira Says:

    Texto lamentável… limitado a visão da lei e de quem nunca experimentou a graça. Típico de uma geração de “Malafaios” que querem chegar aos céus por suas próprias forças. Vai lá infalível…

  212. Jan Berbert Says:

    Lamentável, insuportável, fraco, legalista, limitado, infernal! Seu texto é um lixo!

  213. Brennam Manning agora descansa nos braços do Abba, faleceu ontem 12 – 04 – 13. Junto com Yancey, antes Lucado e antes ainda os reformadores, e ainda antes Paulo em Romanos e Galátas, fora os Evangelhos… foram os que mais me ensinaram sobre o Deus que é bom e sua misericórdia dura para sempre.
    Em tempo, quem traz ódio e maldade dentro de si, olhará com ódio e maldade para o próximo, sendo em si mesmo a própria antí-tese do que afirma como evangelho… o discurso é de ódio porque o coração odeia. Cada um tira de dentro de si o que tem… cada um tem o evangelho que merece…

  214. Manning no fim do seu livro:
    Tenho sido denunciado em foros públicos e privados como herege, cismático, universalista e otimista estrábico. Certo erudito Católico informou-me que fui mais Lutero do que Lutero jamais foi. Fui acusado de não crer na existência do inferno, do julgamento e da danação. Um boletim de Indiana repreendeu-me por fazer uso seletivo de textos bíblicos. Fui rotulado de desequilibrado, espiritualmente imaturo e intelectualmente confuso. Um artigo de jornal da Califórnia colocou em dúvida tanto minha pureza doutrinária quanto minha retidão moral.
    O evangelho da graça continua a escandalizar. Os legalistas, puritanos, profetas da destruição e cruzados morais estão tendo uma sonora convulsão diante do ensino paulino da justificação
    pela graça mediante a fé. Eles ressentem-se da liberdade dos filhos de Deus e descartam-na como libertinagem. Eles não querem que o cristianismo nos ajude a nos tornarmos pessoas completas; querem que nos sintamos miseráveis debaixo do seu fardo. Eles procuram intimidarnos, amedrontar-nos, fazer-nos trilhar em fila sua via exclusiva de retidão, e controlar em vez de libertar nossa vida. Seu espírito pervertido de legalismo quer mutilar o espírito humano e deixar-nos arqueados sob o peso de enormes carretéis de regras e regulamentos. A natureza notável da dedicação deles — o fanatismo é sempre impressionante — obscura o fato de que
    aceitaram o evangelho na teoria mas negam-no na prática. Essas criticas podem parecer cáusticas, mas são na verdade brandas se comparadas com as palavras de Jesus em Mateus 23, onde ele descompõe os legalistas pelo apego sistêmico a ninharias que obscurecem o rosto de um Deus compassivo. “Impostores, mentirosos, hipócritas, sepulcros caiados, serpentes, ninhada de víboras” — essa é a indomável fúria de Jesus contra a prática religiosa corrupta (é claro que sou defendido bem demais por minhas próprias racionalizações para ser capaz de perceber que posso não ser tão diferente dos hipócritas quanto gostaria de pensar).

  215. Nathanny Says:

    Tanto blá blá, tanto tempo desperdiçado para manchar e repudiar outro ser humano, quando a única coisa que importa é o amor…aprenda a amar!

  216. Michel Torres Says:

    Caro irmão,

    Não obstante a preocupação do texto com algo que podemos definir como “fidelidade bíblica”, cabe lembrar que esse tipo de debate dura desde os primórdios. Ainda hoje estamos discutindo se o sábado deve ser guardado ou não precisa mais, por exemplo. E olha que o exemplo é algo que está nos 10 mandamentos.

    Sou leitor do agora falecido Brennan Manning e seus livros me impulsionam a querer mais relacionamento com Deus, a amar cada vez mais o Senhor e meu semelhante. Sinto cada vez mais força em melhorar meu caráter e em entender os outros. As ideias de Brennan me estimulam a me prostrar diante dEle, confessar meus pecados e quebrantar meu coração. Não vejo como isso possa ser negativo.

    A essência é: Deus me ama do jeito que eu sou, mas vai ser melhor pra mim tentar ser como Jesus.

    Opinião todos temos, discernimento nem todos. Minha pergunta é: se não tivéssemos as cartas do apóstolo Paulo na Bíblia e ele fosse um escritor contemporâneo, como seria julgado?

    Em tempo: não estou comparando Brennan a Paulo, ok? Admiro o autor, mas nem tanto. :)

    Deus abençoe

  217. Gustavo Says:

    Eu parei de ler a critica quando li que ele questionou um ancião da igreja por que permitiram um padre católico pregar… piada, a igreja evangélica é baseada no catolicismo, não sou católico, e nem confesso a religião protestante, simplesmente amor a Cristo e entreguei minha vida a Ele, por entender que Ele é meu Senhor e Salvador.

  218. João Says:

    Pessoas estão morrendo sem Jesus. Saiam da internet e vão fazer o que deveria ser feito. O inferno está cheio de gente cheia de razão. A graça causa escândalo mesmo! Cuidado ao ser muito justo, pois é com o mesmo rigor que serão julgados. Discussão do inferno essa!

  219. Se o livro desse autor busca a glória de DEUS e não nega a Bíblia como Palavra de DEUS – então não tem o que condenar – mas se sutilmente como diz o texto do site – ele nega verdades bíblicas essenciais e apresenta uma espiritualidade estranha – vamos ficar esperto. Alguns ficaram revoltados com análise sobre o autor – concordo que todos tem livre expressão. Porém, toda palavra ociosa que homem proferir – diante de Deus dará conta. Vejo alguns revoltados taxando os evangélicos de mente fechada, radicais – porém a Palavra não afirma para examinar de tudo e reter o que é bom. Vamos cuidar que tem muita gente escrevendo bonito, mas tudo centralizado no homem, porém a centralidade tem de ser em Jesus Cristo fora disso é um terreno perigoso.

  220. Maria Gessi Says:

    Comecei a ler o livro o Evangelho Mal Trapilho desse autor e não consigo continuar, pois me parece em muitos pontos não estar de acordo com a BÍBLIA. Quando “um sininho” toca em meus ouvidos é um sinal de alerta do Espirito Santo, e eu levo muito a sério quando isso acontece.

  221. Por que no seu blog só aparecem comentários favoráveis à sua opinião? Vocês não passam de bibliodólatras, desde que, é claro, a Bíblia ratifique as doutrinas humanas das igrejas que vcs frequentam, que não passam de instituições sectárias e excludentes. Donos da verdade como vcs não têm lugar no mundo real, só no mundinho evangélico criado “à suas imagens e semelhanças”.

  222. Leticia Says:

    Eu só quero dizer que amo a cada um de vocês e meu único pedido a Deus é que assim como Brennan cumpriu o propósito de Deus para ele aqui na terra cada um de nós também possamos nos ocupar com o propósito de Deus para cada um de nós aqui também. Quantos ataques sendo “justificados” com a palavra.. nós não estamos aqui para julgar as pessoas fazendo elas acharem que assim como nós as julgamos Deus também as está julgando, isso não abre espaço para o amor, para que as pessoas enxerguem definitivamente que Deus as ama e as deseja. Não é permissividade, é amor.. mas.. quem somos nós para dizer que temos um conceito para esta palavra, AMOR. Isso só quem sabe é Jesus Cristo que morreu na cruz por nós… é Deus que entregou seu filho por amor a criaturinhas rebeldes que Ele chamou de Suas. Um dia na glória talvez Ele possa sentar com a gente e nos contar com suas próprias palavras o tamanho deste amor por enquanto tudo o que pecadores como nós fazem é contar de suas experiências com este amor e com este Deus, cada um do seu jeito afinal somos diferente e Deus não deve trabalhar com formas já que Ele é o criador de toda essa variedade de personalidades, experiências, sentimentos e pensamentos.

  223. Concordo, parabéns pelo comentário…

    em Cristo

  224. Olga Says:

    Discernimento. É disso que estamos precisando. A Maria Gessi disse bem ali em cima, que “toca um sininho” de que há algo errado com os escritos de Brennan Manning. Concordo totalmente com ela. Tenho três livros dele, e em todos eu ouvi esse sino, totalmente em desacordo com a Palavra de Deus.

  225. Angelo Says:

    Penso que o que se vê aqui, nos acalorados debates, é muito semelhante à época em que Jesus viveu. Nosso Mestre foi considerado comilão, beberrão, amigo dos pecadores e das prostitutas. Sua mensagem foi julgada ofensiva. Por que Ele foi levado à cruz? Não foram os “santos” irmãos judeus e os seus lideres que o levaram à morte? Não usaram a Bíblia (velho testamento) para julgá-lo? Existia salvação fora do judaísmos, para aquela gente? Existiu salvação fora do catolicismo romano para muitos? Existe salvação fora da igreja evangélica, para nós? Se Jesus tivesse decidido vir nos nossos dias, será que nós, da igreja evangélica, os “santos” irmãos ,não o levaríamos à morte pelos “escândalos” que Ele iria causar? Ou somos melhores e mais santos do que aqueles judeus zelosos, leitores fervorosos da Bíblia, dizimistas, cumpridores das leis dos profetas, frequentadores assíduos do templo? Repito a pergunta para reflexão: POR QUÊ ELES LEVARAM JESUS À CRUZ? Que Deus tenha misericórdia de nós …

  226. Nárrina Says:

    Gostaria de saber de sua opinião sobre Ecumenismo :)

  227. Flavio Jr Says:

    Acho esses comentários contra a obra do Brennan Manning arrepiantes, simplesmente fundamentalistas, com aquele tipo de fundamentalismo que acha que a igreja desapareceu da terra no século I e só voltou com um MONGE CATÓLICO, chamado Martinho Lutero, no século XVI. Essa visão é tacanha e tosca, reducionista e legalista.

    O Brennan Manning é elogiado com autores cristãos do quilate de Eugene Peterson (pastor presbiteriano norte-americano respeitado no mundo todo) e Phillip Yancey, entre outros.

    A defesa que faz do evangelho da graça e contra o legalismo (realmente os legalistas sentem calafrios e se retorcem ao ler o combate massivo do livro o evangelho maltrapilho ao legalismo)

    Brennan Manning como poucos autores cristãos consegue expressar uma visão equilibrada, que rejeita o legalismo e não cai no antinomismo, mas que está centrado no evangelho da graça.

    Reflitam e leiam os livros antes de abraçar concepções enlatadas.

    Abraço e fiquem na paz do Senhor.

  228. O livro é bacana e não vi nenhuma heresia ,tente tudo e retem o que é bom …..

  229. Roberto Says:

    Pq não vão ganhar almas para JESUS ao invés de julgar? Quem somos nós?

  230. ILDEFONSO Says:

    Só hoje fiquei sabendo da morte de Brennan… Perdemos mais uma referência e o céu ganhou mais um filho que entendeu o quanto o Deus verdadeiro o amou… Nunca esquecei Brennan… as críticas a ele não tem fundamento… Ele não é perfeito… quem busca perfeição em homens, se choca assim… fique em Paz irmãos amados…

  231. Duarte Says:

    Desinformado e dotado de visão estreita MESMO, cara!

  232. Bruno Isaque Almada Pinheiro Says:

    Pode ser que realmente haja alguns equívocos sobre sua interpretação acerca da graça divina, mas podemos tirar muito proveito deste livro. A salvação se dá por meio da graça, através da fé em Jesus, isto é fato! Mas, não adianta ter a fé em Jesus se te faltar humildade em reconhecer a graça de Deus. O que acontece com muitos hoje, é que se acham mui dignos de salvação. Cuidado com esta idéia!

  233. Ana Paula F. Says:

    “O Evangelho Maltrapilho”
    livro que de todos que li foi o melhor!
    Melhor porque me fez enxergar um Deus de amor;
    Melhor porque me fez entender que não sou melhor que ninguém e que todos pecam;
    Melhor porque não sentia digna do amor de Deus, mas eu tinha este amor;
    Melhor porque quando vivi dez anos da minha vida dentro da Igreja Evangélica acreditando que estava tudo bem, participando de ministério, orando, lendo a bíblia todos os dia, evangelizando, buscando intimidade com Deus, evitando o mal…. de repente… eu caí… E pq eu caí? muito simples essa resposta- pq essas coisas acontecem… pq todos pecaram… pq estamos no mundo e somente Jesus esteve e não pecou. Mentira quando alguém diz que se converteu e não peca mais… mentira! Estamos constantemente propenso a pecar principalmente no que tange a olhar “o próximo”… neste livro aprendi a olhar pra mim e entender que no momento em que me vi caída, em pecado Deus me disse Eu Amo Você do jeito que vc é! Ele não me disse que eu poderia viver no pecado, mas me falou do seu amor incondicional, que muitos não entendem em Efésios 3:17-20 fala deste amor “Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor,
    Poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade,
    E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus”.
    O que torna difícil de pessoas não entender como Deus ama os pecadores- Homossexuais, mentirosos, adúlteros, idolatras, julgadores, assassinos,…. e tantos outros, é porque nunca sentiram-se pecadores. Quem conhece o amor de Deus e peca sente-se totalmente incomodando através Espírito Santo.
    O pecado é prazeroso, e quem dizer o contrário está mentindo, senão muito não teriam pecado.
    Aqui refiro-me a minha história de vida e como o Evangelho Maltrapilho chegou na hora certa em minha vida, sabe porque? sentia-me totalmente indigna do amor de Deus e da sua misericórdia, mas, ele me amou e me ama e saber disso me basta! descobrir que esse amor me libertou e me deu nova vida e mais ainda, me constrangeu e me constrange até hj. sentir-se amada quando tudo vai bem ‘pessoa boazinha’ ou melhor tentando viver longe de pecado é muito fácil e as pessoas acabam por acham que realmente merecem o amor, as bênçãos, enfim.. Mas encontra quem te ama mesmo vc estando errado AHHH isso sim é felicidade ‘ Por que quando todos te esqueceram e não não te esqueci diz o Senhor’ GRAÇA – que o antigo testamento não conheceu “O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas” Efésios 3:5 e hoje nos temos esse privilégio de conhecer. Sabendo disto, nos cristão, vamos aproveitar para viver no Pecado? Não! mas entendermos que onde abundou o pecado superabundou a Graça! Isso é Magnífico! A garça, todo ser humano precisa, pergunto, como as pessoas irão se arrepender de pecados sem conhecer esse Deus de amor? como se achegaram a Cristo onde só ver um Deus que esta disposto a jogar no inferno. O meu Deus o Deus que confio e amo não é esse Deus que tem prazer na morte de um pecador, pelo contrario ele o ama, se não, qual seria o sentido da vinda de Jesus para terra? curar os que não tinham doenças? Não! ele veio pelos que se achavam indignos deste amor, ou melhor que nem conhecia e ainda hj muitos não conhecem o grande amor de Deus, devido a esse tipo de coisa que presenciei hj nesses comentários. Triste! é assim que me sinto vendo cristão repudiando um livro que considero um despertador, no sentido do conhecimento da graça, pq me despertou muito mais a conhecer o tamanho do Amor de Deus. Não acho que devemos nos deter a um só livro, mas como um leite para uma criança recém nascida, ou melhor como uma luz ou caminho para um pecador que não ver possibilidades de salvação esse livro eu super indico e reafirmo que nas palavras de Brenan serão encontradas em todo tempo – O Amor Incondicional, A Graça, O perdão, a reconciliação, uma segunda.. terçeira… quarta chance….e por ai vai!
    Quando me senti constrangida por tamanho amor ao ler ‘O Evangelho Maltrapilho’ não quis mais continuar no Pecado, pelo contrário meu desejo foi a cada dia prosseguir em conhecer esse Deus que me surpreende diariamente, e mais ainda, gritar para os pecadores que Deus os amam, os amam, os amam… quando falo da Graça meu coração pulsa mais forte, por que entendendo que não mereço, mas Ele me amou primeiro!

  234. juninho Says:

    Li vários livros do Brennan, e como qualquer pessoa que tenha inteligência, não concordei com algumas coisas. Talvez por causa da maneira que fui criado, da cultura na qual estou inserido ou até pela maneira que me “ensinaram” a ver e me relacionar com Deus. O fato é que temos muita dificuldade de escutar quem se posiciona, e li quase todos os comentários e percebi isso. Sempre existirá pessoas que não concordarão com alguma coisa, assim como existirão pessoas que encontrarão respostas no mesmo lugar onde existe discordância. Brennan Manning, pra mim, foi alguém que tentou se posicionar de acordo com a vida que levou e as experiências que viveu. Tentou falar sobre o Deus que tentava seguir e o que acreditava estar aprendendo sobre Ele. Claro que nesse caminho podem ter existido erros, da mesma maneira que muitos de nós temos percepções erradas sobre Jesus por conta da nossa natureza que sempre inclina para o mal. Temos vislumbres sobre Deus, e o Brennan tentou mostrar os seus vislumbres. Concordo totalmente com o Brennan quando ele afirma que a maioria dos cristãos desenvolvem um relacionamento com Deus na “casa do temor”, criando para si e para quem está ao redor a imagem de Deus como alguém que pune sem porquê. Deus é soberano, mas também é o Deus que veio até nós e nos mostrou que quer se relacionar com pessoas que têm frustrações, medos, temores, raiva, angústias, dificuldades sobre si mesmos, etc. Isso não exclui a Palavra dEle, mas nos mostra um Deus que muitas vezes a nossa leitura bíblica e a nossa história de vida não nos possibilita ver. Uns criticam o Brennan, outros o Malafaia, outros o Feliciano… Esquecemos que todos nós prestaremos conta diante de Deus, e não diante de homens. Sendo assim, acho que cada um deve buscar viver totalmente aquilo em que acredita, sempre buscando ter mais entendimento junto da Bíblia, da oração, da meditação bíblica e em coisas que valham a pena.

  235. Roberto Aguiar Says:

    Ecumenismo: A religião do futuro! Racionalmente antagônico!

  236. Roberto Aguiar Says:

    Amor sem ser fundamentado na verdade, que é a bíblia, não passa de sentimentalismo hipócrita!

  237. Roberto Aguiar Says:

    …Você precisa aprender a discordar, e aceitar o fato que existem opiniões diferentes…

  238. Roberto Aguiar Says:

    … Típica, tradicional e porque não dizer, “fundamentalista” defesa do ego.

    …Essa é a luta desesperada para justificar as contravenções secretas…

    A falência moral do homem é inata e inegável, mas o seu método de lidar com ela está totalmente equivoco…

  239. Roberto Aguiar Says:

    Sua interpretação do amor de Deus é raza, comum, simplista… O amor de Deus vai muito além disso que você vê…

    Essa visão distorcida de Jesus e do amor de Deus é fruto de uma leitura do novo testamento tendenciosa, parcial, que não toma o texto como um todo, mas filtra apenas o que é de interesse pessoal. Mas esse equívoco não é “privilégio” só seu, essa técnica obtusa de interpretação do novo testamento é o que manda na cristandade pós-moderna de hoje.

  240. Roberto Aguiar Says:

    … É uma pena ver a ignorância e a hipocrisia transvestida de misericórdia…

    Todos julgam!

    Todos que dizem que não julgam são atores no sentido da palavra!

    O julgamento é imperativo a razão!

    Todos que dizem que não julgam não são honestos com sigo mesmos nem com o próximo!

  241. Roberto Aguiar Says:

    Caro “astronauta”, “descobridor da roda”, as páginas citadas são das versões em Inglês!

    T

  242. Roberto Aguiar Says:

    Caro Eliel, do sistema operacional do blog de respostas, que é onde estou agora, não tenho como ver os “comentários acima” a que você se refere. Quanto ao que você escreve agora, estou de acordo, menos quando você toca no tema julgar. Aqui acho que você caiu no “mesmismo” da coletividade, e me escuse, mas você faltou com a verdade. Você julga sim, e todos os dias”. Todos nós!

    Um cordial abraço!

  243. Roberto Aguiar Says:

    Nobre Eliel, desde quando a ausência de crítica se transformou no carimbo da verdade!

    Por esse seu prisma, você terá que desqualificar os profetas, juntamente com Jesus e seus apóstolos. Eita “cambada” de críticos! Ou estou faltando com a verdade?

  244. Roberto Aguiar Says:

    …Desculpa esfarrapada de quem não tem fundamento para contrapor…

  245. Francisco Says:

    “Sou cristão, acredito que Jesus é o ún caminho que leva a Deus, mas discordo de vocês, pois aprendi muito com o Brannan Maning que a igreja não é feita de paredes, mas do poder de Deus que a propria Biblia diz que é amor.

  246. Francisco Says:

    “Se Jesus fosse enviado por Deus nos dias de hoje, a maioria das igrejas evangélicas gritaria da mesma maneira: crixifica-o, cruxifica-o. Caifas não faltam nos púlpitos……..

  247. Fernando Rodrigues Says:

    Sou um leitor constante das obras de Brennan, os livros dele não me fizeram libertino, me fizeram livre de imposições das “leis de perfeição evangélicas’, me fizeram amar e conhecer mais a Jesus. O que eu vejo é que quando tiramos o medo das pessoas, quando dizemos a elas que não devem nada as igrejas nós criamos inimigos. Ao olhar para Cristo, ele me parece muito mais próximo da mensagem de Manning do que o que a gente tem visto nas tradicionais igrejas “conservadoras” por ai. Por isso ele foi crucificado, porqeu em Cristo Deus se revela simples para com as pessoas, dando mais importancia a elas do que a seus pecados. E reconhecer quem somos – maltrapilhos pecadores, e saber que ainda assim Deus nos ama, isso é o impulso pra crescer, melhorar e amadurecer nEle.

  248. “A maior causa de ateísmo no mundo de hoje é que os cristãos reconhecem Jesus com os lábios e sair pela porta e negá-Lo por seu estilo de vida.”

    “O sofrimento, o fracasso, a solidão, a tristeza, o desânimo, ea morte será parte de sua jornada, mas o Reino de Deus vai conquistar todos esses horrores. Nenhum mal pode resistir à graça para sempre. ”

    brennan manning

    Viva o Cristo e pregue com a autenticidade que Ele te deu!

  249. Fernando G Peixoto Says:

    Quanto tempo perdido, criar um blog pra criticar uma pessoa.
    Me diga: em que vc é diferente dele?
    Onde está o amor?
    Perto está o Senhor!!!

  250. Ricardo Says:

    Apologética furada e tão nula quanto os escritos de Brennan Maning.
    Vaidade desmedida e esforço sacrificial.
    O único sacrifício único santo d agradável é Senhor Jesus Cristo cabe-nos a gratidão como declarou o mortal Brennan no livro O Evangelho maltrapilho.

  251. Mario Vivarini Says:

    Querido Roberto, permita-me que eu me apresente. Meu nome é Mario Vivarini, sou uma pessoa comum e que, como você e tantos outros cristãos, está tentando caminhar em direção a Deus. Tenho 52 anos, sou casado, tenho dois filhos, meu pai era pastor e, portanto, venho de uma família cristã e de formação evangélica.

    E tanto quanto Brenann, você, e todos os seres humanos, eu também sou cheio de defeitos e pecados. E não sou, como você também não é, com todo respeito, o dono da verdade. Nem Brennan é, claro! Sabemos que o caminho, a verdade e a vida, é só Jesus.

    Bom, li partes do seu blog e, por um lado tenho que concordar com o amigo Fernando G. Peixoto: – “Quanto tempo perdido para fazer um blog com críticas tão duras e falta de amor ao próximo”. Mas… te peço que me perdoe por favor, pela minha opinião.

    Entendo que você, Roberto, com certeza tem toda boa intenção em sua mente e coração, afinal você também ama a Deus e Deus o ama. Mas realmente os livros de Brennan são polêmicos e não são nada fáceis para algumas, aliás, para muitas pessoas compreenderem. Eu faço um grande esforço para entende-los. São profundos demais! Deveriam, aliás, ser vendidos apenas para um grupo de pessoas que não corressem o “risco” de interpretar mal suas palavras e “acharem” que podem errar e pecar como, quando e onde quiserem, pois estariam salvos pela graça. E NÃO é isso que Brennan nos mostra. Embora a própria bíblia nos afirme que realmente somos salvos pela GRAÇA, e que isto não vem de nós, é dom de Deus, para que NINGUÉM se glorie. Mas… como “selecionar” esse grupo de pessoas? Isso seria impossível.

    Bem, eu não queria isso, mas… também sou mais um que já estou começando a fazer minhas críticas a você e minhas defesas ao “maltrapilho e salvo pela graça de Deus”, Brennan, embora ele não precise disso. Mas… pode ter certeza que o pouco que falo aqui, é com amor no coração. E, embora minhas palavras abaixo infelizmente venham acompanhadas de ironia, confesso que não me sinto bem falando assim. E por isso te peço também que me perdoe, por favor.

    Mas… quero apenas te dizer com todo carinho:

    – Querido irmão, quando você chegar lá no Céu, e caso você chegue antes de mim, não esqueça de dar um forte abraço no Brennan por mim; e se puder, diga a ele um “Muito Obrigado”, pois seus livros me ajudaram a enxergar com mais clareza quem de fato é Aba, e a entender o seu Amor Incondicional. Pois acredito que Brennan também vai estar lá com os braços abertos e com um enorme sorriso no rosto te esperando.

    E lá, com certeza ele não é mais um “maltrapilho”, pois recebeu de Deus um novo corpo e um novo nome. Assim como nós também vamos receber.
    Deus te abençoe em nome de Jesus. Forte abraço.

  252. Triste,muito triste ver pessoas que se dizem cristas, perderem tanto tempo,vasculhando a vida de pessoas que acharam na graça de Deus, um acolhimento que certamente não encontraram dentro das igrejas mortas e moralistas. Brennan pode não ser um grande teólogo e tambem não concordo com tudo que fala, mas quem sou eu para julgá-lo. É exatamente sobre esse papel acusador, que exclui, tem ciumes, e rotula, que Brennan tanto nos fala. Falso, metido e impostor, é quem faz esse triste trabalho de crucificar e condenar o seu irmão. Muito sério tais acusações. Muito pesado tais palavras. Eu não ousaria ter uma atitude tao arrogante,cheia de si e tão acusadora. Tais praticas levaram Jesus a cruz.. Com mesma maldade e falsidade, os judaizantes perseguiram a vida toda de Paulo. Meu caro, voce se encaixa como uma luva nos escritos de Manning, por isso voce ficou tão incomodado, ate crucifica-lo aqui neste teu ridículo circo de zombaria e desrespeito. Deus julgará a sua igreja, e isso já começou. Repudio tais palavras que não retratam o coração de Deus, mas o falso moralismo e fariseismo que tanto Cristo combateu. – Daniel Carneiro.

  253. Quando o cego curado por Jesus é inquirido pelos fariseus…quem te curou? a resposta foi um tapa, não sei quem ele é só sei que me curou, que era cego, mas agora eu vejo…mas os verdadeiros cegos, que so sabem acusar, continuam a incomodar o cego que agora via….então outro tapa….só sei que Deus não ouve a pecadores….Meu caro, se voce realmente é um cristão, busque arrependimento diante de Deus e peça para que ele lhe conceda a mesma graça que Brennan desfrutou, e se voce conseguir, busque uma retratação seria diante da unica igreja de Cristo, ainda nesta vida, pedindo desculpas por sua arrogancia e maldade, para que tais acusações cheias de extrema maldade, voce não tenha que responder por elas e se envergonhar no tribunal de Cristo. Como o irmão acima disse, os ensinos de Brennan, tambem não me deixaram insolentes com Deus, mas abriram mais para mim, a beleza indescritível da graça de Deus, que a uns dez anos aproximadamente, Deus vem me revelando mais e mais dela. Primeiramente com C;H.Spurgeon, que me encanta, pelas incriveis revelaçoes da graça concedidado a este amado servo de Cristo. Brennan é uma pessoa muito sofrida, que se mostra totalmente despido e com uma coragem que voce nunca teve e nem eu, de expor totalmente seus sofrimentos, erros, buscas, fracassos, de maneira linda, que encantou o mundo e com poucas palavras dispersou e expos, assim como Cristo fez com os religiosos de carteirinha, os ansiosos e maldosos carrascos, com pedras nas mãos, para ver o sangue da mulher adultera escorrer sobre seu corpo semi-nu. Hoje Cristo deve falar para Brennan, onde estão os teus acusadores e perseguidores inplacáveis…e ele sorridente dirá, estão todos debaixo dos teus justos e verdadeiros juizos. Quem sabe ele tinha razão..para uma classe tão baixa da igreja de Laudiceia, certos cegos, miseráveis, nús e pobres, talvez necessitem de uma dose maior da graça de Deus, para que possam nascer de novo pela segunda vez, pois na primeira, ficaram do lado de fora desta graça, pois se achavam muitos justos aos olhos do salvador Jesus. Deus tenha misericordia de tua vida, Saulo dos tempos da apostasia.

  254. Miseric ordia, não tinha lido as defesas infernais do juiz roberto acima…que baixaria…será que caifás e os fariseus se encarnaram todos de uma vez neste infeliz, que só levou sermões e tapas de pelica…realmente, o evangelho maltrapilho é pouco para voce…o que cai bem para ti, é Falsos, Metidos e Impostores…teus carnais argumentos e palavras que nadam tem de cristão, expoem tua farsa diante de todos…e voce ainda tem a coragem de dizer que esse lixo de blog, ajuda alguem….lamentável tua situação Meretissimo Juiz….quero ver tua cara no juizo final….de novo te digo…Deus tenha misericordia de ti….

  255. Andre Longo Says:

    ola Roberto, li também, incrível é a capacidade de nos incriminar por algo não é? não sei quem é você mas creio que aqui você deixou bem claro quem é você, meu parceiro, não faça isso… não vale a pena. apenas ame incondicionalmente, lembre-se de que você veio do lixo todo rebentado e sujo e fedendo e nosso DEUS te deu a mão independente de como vc estava, a palavra diz, que o último que vai permanecer e o único é o amor, então meu querido invista no amor, ame incondicionalmente, você quis ajudar alguém? não fez querido sua intenção talvez foi essa, mas o que você realmente fez foi expor teu caráter, apague este blog, e vai viver queto pra você, pra você poder ajudar alguém Roberto, você primeiro precisa se ajudar, deixe Cada um cuidar de sua vida, estamos vivendo o tempo da graça dada por Jesus na cruz, assim tira o teu direito de tocar na liberdade de expressão de teu próximo
    lembre-se ame teu próximo como a ti mesmo, e mais nunca esqueça meu irmão , “DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA…” E Lembre-se também de João 3.30. “Importa que Cristo Cresça e nós diminuamos.” e Romanos 10 de 1 a 5 onde diz que os homens não entendem a maneira que Deus ama as pessoas. me responda Roberto como um Oleiro faria um vazo sem que ele estivesse no vazo? como Deus faria o homem sem que Ele estivesse no homem? será que nosso trabalho não é lembrar o homem de que Deus esta ali dentro? se você com muito amor lembrar alguém que Deus está dentro dele, você verá uma luz grandiosa nos olhos desta pessoa, procure ler tudo com atenção e amor primeiro Roberto , não esqueça AMOR. é importante meu irmão,

    Um grandioso abraço Pastor Andre Longo

  256. Gilson Menezes Avoleta Says:

    Bem queridos, amados em JC. Esse debate vem desde 2010, mas comente agora por ter adquirido o livro “O Evangelho Maltrapilho é que tomei conhecimento dos comentários aqui exarados. É óbvio que li alguns apenas superficialmente, por isso não posso (e nem desejo) tecer comentários mais profundos sobre o grande tema “Brennan Manning”, pois acabei de receber o Livro do autor intitulado “O Evangelho Maltrapilho”, adquirido através da Gráfica Aleluia e fui, mesmo porque comprei o livro pelo que recebi de informações da referida gráfica, me orientar a respeito do autor. Tenho formação Teológica através da Cesumar visto que fiz o Básico, graduação e Mestrado através da Faculdade El Shadai. Mas nada disso me importa, embora tenham sido base para que aprendesse da Bíblia e é nela que me baseio para poder crescer, buscar ter uma espiritualidade calcada no que JC me diz. É a Ele que obedeço, observo, é do seu manancial que bebo a água viva. Acredito que o debate seja salutar, com certeza. Fui professor de EBD durante muitos anos e sei que nunca se chega a um denominador comum. Crente, na sua grande maioria é controverso, tem prazer em ser controverso. Muitas vezes ele acha que ai demonstra conhecimento; é egoísta, prepotente, e até dono da verdade. Quanto mais intelectualizado, mais dono da verdade. Paulo está muito além dos crente ou , para ser mais justo, de muitos crentes atuais. Marcion… coitado, nunca foi nada na vida, porque nunca entendeu que precisava assimilar e imitar os conhecimentos de Paulo e a conferência dos bereanos,
    mas foi só porque se achou tão dono da verdade que precisou dizer que era apóstolo de Paulo só porque conhecia os ensinamentos e a espiritualidade do Apóstolo. Na verdade, parafraseio o que o filósofo disse:-” Tudo o que sei é que nada sei”. Mas uma coisa eu sei que, por mais que divague que polemize, que seja contraditório, o único cerne que me conduz à uma espiritualidade, que me aproxime de Deus, que me faça “Santo”… (“Sedes santos porque Eu Sou Santo”), é me apropriar dos conhecimentos de JC. Ele é o motivo de eu estar ainda esperançoso de que minha aproximação com Deus ainda é possível. Não censuro e nem posso censurar ninguém, nem contestar, mas censuro a mim, porque poucas vezes, pouquíssimas vezes mesmo, eu fui leal ao que JC quer de mim. À graça que meu Deus me concedeu de poder pensar e acreditar estar novamente no Éden Celestial através do sacrifício de JC (Jesus Cristo) é o que me movimenta no mundo espiritual, de me instar a procurar conhecer um pouco mais da Bíblia que, ainda acredito, é a Revelação de Deus para o Homem.

  257. Bismark Says:

    Acabei de ler o livro Deus ama você do jeito que você é…e sinceramente achei extraordinário…Concordo com tudo que o mesmo fala e creio que Jesus morreu por todos…não adianta você ler a bíblia sem entender Jesus…o mesmo tem que ser chave interpretativa pra tudo…

  258. Marcelo Nicoló Says:

    entendo que todos os cristãos sinceros em Cristo tem um ou outro ponto que não estão em consonância com a Palavra e é por isto que também estamos sendo aperfeiçoados, rumo a plenitude do conhecimento de Cristo. Achei importante as observações deste blog e entendo que não só o evangelho maltrapilho (estou terminando de lê) mas todos os livros devem ser lidos com um olhar atento e cauteloso retendo o que é bom.

  259. Anna Says:

    O que tá certo nesta porra?! rs Suponho que se cada vertente tem o seu lobo … estamos todos Fudidos! Que a venha a copa!

  260. Silas Says:

    ” Deus o ama do jeito que você é, não do jeito que deveria ser. Pois você nunca será do jeito que deveria ser ” Brennan Manning

    Uns criticam o cara, outros criticam os que criticam ele… e ele (Brennan) só estava falando de como somos amados por Deus.

  261. Pr Andre Says:

    Perfeito Silas…. Perfeito…

  262. Você é uma PIADA Says:

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!! É PIADA isso que você publicou né meu querido? Poderia escrever aqui um texto com umas 300 ou mais linhas apenas criticando tudo o que você escreveu, mas eu prefiro RIR de tudo isso, porque só pode ser uma piada, e com toda a certeza do mundo, você não leu nenhuma obra do Irmão Brennan, muito menos o “EVANGELHO MALTRAPILHO” pois se tivesse feito isso, você não teria CUSPIDO seus julgamentos aqui.

    HAHAHAHAHAHAHAHA!!! VOCÊ É UMA PIADA!

  263. Paz do Senhor Jesus, meu humilde comentário é a respeito do livro o evangelho maltrapilho, bem eu li o mesmo não copie e colei minha opinião aqui, para ler esse livro é necessário uma maturidade espiritual grande e um conhecimento bíblico vasto pois o livro trata de um caminhar com Deus reconhecendo que somos inveteravelmente dependentes dEle, claro que muitos não estão prontos para a graça de Deus nosso Senhor, porém o livro vem retratá-la e o faz muito bem por sinal, porém há uma linha terna entre viver na graça e viver em libertinagem, o propósito do livro é mostrar que vamos pecar sim porém não devemos fazer disso um hábito, como a parábola do pássaro que passa por sua cabeça e joga um ramo, você pode tirar ou deixar que ele faça o ninho sobre ti. O livro Evangelho maltrapilho trata tão somente disso e mais nada, li o livro e não identifiquei nenhumas das acusações acima citadas, sobre o resto do conteúdo sinceramente não li, pois não li o outro livro tão pouco esto interessado na vida pessoal de Manning que faleceu a pouco. Recomendo ao irmão a leitura do livro, no mais irmão peço que seja mais criterioso com o conteúdo que publica pois claramente a opinião que o irmão reproduziu aqui é tendenciosa e influenciada pelo contexto de vida de seu locutor. Paz do Senhor Jesus !

  264. Roberto dos Santos Schimitt Says:

    Acho que entendo o problema dos julgadores. É político. Brennan é católico e, no entendimento deles, nenhum católico é salvo. Se for alguém rotulado “evangélico” Deus perdoa. Para os católicos a graça de Deus não existe. Então não vou mais perder meu tempo.

  265. Pepe Porto Says:

    Estou feliz por ter encontrado essa crítica, pois, de fato, os escritos de Brennan em “Confiança Cega” vinham me incomodando bastante. Agora, sei o porquê. Muito grato!

  266. DAVID RODRIGUES MARTINS Says:

    COMPREI O DITO LIVRO.ESTOU QUASE NO MEIO… POREM ESTRANHEI ALGUMAS DECLARAÇÕES DO ESCRITOR. POR ISSO ME DESPERTOU A CURIOSIDADE DE CONHECER O AUTOR .SOU GRATO POR ESTE BLOG CONFERI E CONCLUI QUE, NÃO E SADIA A LEITURA DE TAL LITERATURA GRATO!

  267. Roberto, a impressão que tive é de que você criou uma antipatia pelo Brennan devido à reação dele – perfeitamente compreensível – à sua abordagem provocadora quando ele dava autógrafos de seu livro. Cheguei a lembrar de como os fariseus se chegavam a Jesus com intuito único de testá-lo, nunca de aproveitar nada do que ele pregava. E a sua afirmação de que ele nunca tenha se convertido é um tanto irresponsável de sua parte, afinal o reconhecimento dele do sacrifício de Cristo tantas vezes mencionado em sua obra seria o quê? Francamente, a bíblia orienta a considerarmos todas as coisas e retermos o que é bom. Creio que você não saiba fazer isso.

  268. how download ps3 games

    Brennan Manning e seu Falsificado Evangelho Maltrapilho | Discernimento Cristão

  269. charge online bingo

    Brennan Manning e seu Falsificado Evangelho Maltrapilho | Discernimento Cristão

  270. Beatriz Mendonça Says:

    Roberto, muito obrigada pelo seu “excelente” artigo, isso me fez surgir um sentimento de nunca mais ler os seus textos nem os demais dessa página. Você, como a maioria de falsos crentes, vivem a margem da bíblia e esquecem que Deus ama a todos, inclusive pessoas sujas como você. A graça de Deus não pode se restringir a versículos bíblicos, pois seria muito pequeno comparado a nossa natureza pecaminosa. Eu só espero que algum dia você perceba que a vida é mais do que isso, mais do que cultos e leituras bíblicas, mas a sua forma de falar e pensar só demonstra um coração endurecido pela a religiosidade. Meu querido, espero que um dia a graça de Deus te alcance para que palavras endurecidas e pífias parem de sair da sua boca e que assim, você possa se perguntar onde está o amor.

Nesse blog, 100% dos comentários são publicados, portanto contribua com sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 261 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: