Mike Murdock, O Ilusionista!


Houve um tempo em que somente Robert Tilton estava galopando na vanguarda da promoção da doutrina de “dar uma semente para adquirir uma colheita”. Mas hoje há muitos seguindo no rastro em que ele trilhou. Um desses cavaleiros é Mike Murdock. Murdock provavelmente é o mais expontâneo dos mestres da prosperidade, mas certamente não dos mais conhecidos! Murdock transita entre os movimentos Palavra da Fé e Terceira Onda. Ele falou no ano 2000 aos pastores da conferência Vineyard (Aeroporto de Toronto) e esteve recentemente com Benny Hinn (ele falou na cruzada de Hinn no Havaí em 2002). Assim ele está subindo ao topo com esta exposição.

Murdock pregou a sua primeira cruzada evangelística aos 15 anos de idade. Ele começou evangelismo de tempo integral aos 19 anos de idade nos quais continuou durante 35 anos. Isto é algo que precisa ser questionado quando olhamos para o que ele está pregando atualmente.

Dr. Murdock declarou que deixou a Assembléia de Deus do sudoeste da universidade de Waxahachie antes de receber a graduação (Profit in the Pulpit: lucro no púlpito, postado em 3/2/2003 Star telegram http://www.dfw. com/). A Associação Evangelistica Mike Murdock era estabelecida como uma organização sem fins lucrativos em 1973 em Lake Charles, Los Angeles, por Murdock e a então sua esposa, Linda Murdock.
Em 1979 Murdock se divorciou. Ele viajou e falou no mundo inteiro em 36 países, inclusive a África oriental, Ásia e Europa. Você o pode ver na rede de radiodifusão LeSea, também tendo aparecido na TBN, CBN, e outros programas de televisão. Ele tem um programa de televisão semanal chamado “Wisdom Keys with Mike Murdock.” (Chaves da Sabedoria com Mike Murdock). É visto em aproximadamente 50 emissoras de Atlanta ao Havaí. O seu ministério comprou recentemente a Black Entertainment Television Network; Murdock comentou que isto pode contabilizar sua exibição para 72 milhões de espectadores nas casas em potencial.
Na realidade foi informado em um exame semestral do Star-Telegram que a corporação sem fins lucrativos de Murdock gasta mais de 60% de sua renda em despesas indiretas. Como outros pastores televisivos, ele envia uma “mala direta pessoal” para pessoas como se fosse uma lista de clientes.

Murdock nem sempre foi um próspero homem de negócios. Ele fala para a sua audiência que perdeu tudo anos atrás, casa, esposa etc. Um dia com os olhos fixados em Lucas 6:38: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo” ele clamou a Deus dizendo que “ó Pai na sua palavra diz que eu posso semear no meu caminho para acabar com as dívidas.” Esta se tornou a sua própria história e o trouxe ao que ele é hoje.

Murdock é autor de 115 livros, a maioria seria considerada folhetos (alguns são duplamente espaçados). Seus top de vendas (nos EUA) são: “Wisdom for Winning”, “Dream-Seeds”, “The Double Diamond Principle”, “Secrets of the Richest Man Who Ever Lived” (Segredos do homem mais rico que existiu), “The Law of Recognition”, e “The Leadership Secrets of Jesus” (Segredos da Liderança de Jesus). Seu best-seller atual é Wisdom Keys (“As Chaves da Sabedoria”) publicado por ele próprio.

Em seus sermões a audiência fica geralmente atrás de um piano que toca música de fundo. Ele diz que compôs mais de 6000 canções, como “Jesus, Só A Menção de Seu Nome,” “Eu Sou Santificado,” e “Você Pode Fazer Isto.” O seu talento no piano é usado para cantar canções ao Espírito Santo, contudo ele também canta sobre dinheiro (a semente): “eu acredito, eu acredito na semente, eu acredito no que você prometeu: cem vezes tanto está voltando para mim” (LeSea broadcasting telethon 1997). Seis mil canções o teriam colocado entre os compositores mais prolíficos do mundo. Ele canta “toda semente que você semeia será logo multiplicada mais rápido do que você possa imaginar, é a provisão do milagre de Deus.” Murdock canta normalmente em teletons, shows arrecadatórios (N.T.: no Brasil algo similar ao “Criança Esperança”), sobre a fé na semente tão freqüentemente quanto ele fala sobre o Espírito Santo ou Deus. Na realidade se alguém fosse assistir ao seu programa cuidadosamente perceberia só de ouvir que a maior parte é sobre como adquirir dinheiro.

Ele até mesmo pode parecer genuíno, mas faz lembrar um político de carreira que tece o seu modo de alcançar a meta de seu programa–dinheiro e fé na semente. Música leve tocando ao fundo (música de fundo que você ouviria freqüentemente em um bar) e falando suavemente às vezes, outras sendo autoritário, ele usa todo o tempo do show televisivo para construir seu slogan: DAR A SEMENTE.

Por que escrevi sobre isto? Eu não gosto de manipulação e certamente não me sentarei à toa para assistir as pessoas se tornarem parte dos planos de alguém que quer fazer mercadoria delas (II Pedro 2:2) para eles mesmos enriquecerem. Nosso ministério está aqui para ajudar a encorajá-los a discernir e sair, esses que perderam suas economias, casas e saúde para os mestres de prosperidade e fé. Eu realmente não quero ver mais nenhuma dessas pessoas irem pelo caminho que muitos outros aprenderam pela pior maneira que é o errado. Assim, isto é uma prevenção.

Ele diz que se você o ouve repetidamente eventualmente acreditará. (Wisdom Key, pg. 30); mas a pergunta que qualquer um precisa fazer é: é verdade o que eles – sua audiência – ouvem? Tais coisas são verdadeiras, são bíblicas? Você pode dizer algo tantas vezes que você não só convence a outros, mas a si mesmo.

A sua mensagem é verdade misturada com erro. Muitas coisas que ele diz podem ter discernimento e ter um pouco de sabedoria trivial, como “você nunca estará preparado para a guerra, você tem que simplesmente aprender a lutar.” Mas algumas das suas palavras de sabedoria são rasas e não bíblicas. Se a pessoa o escuta adequadamente e usa a Bíblia, pode perceber que ele pratica psicologia junto com a Bíblia. Mike Murdock está em alta, e não é nenhuma maravilha que ele é popular, ele ensina autocapacitação! “Você nunca possuirá o que você está pouco disposto a procurar.” (Mike Murdock, Quote from Words of Promise). “Popularidade é quando outras pessoas gostam de você. Felicidade é quando você gosta de si mesmo.” Humm. (o que disse Jesus sobre gostar de si mesmo?).

Seu ensino sobre o Espírito Santo é basicamente tão ortodoxo quanto longe de Sua natureza; ele dá ênfase ao Espírito Santo como uma pessoa. O problema é que o Espírito Santo está dizendo o que ele tem que fazer. Ele diz repetidas vezes: “Espírito Santo, suas ovelhas ouvem sua voz e outros não seguirão.”
O Espírito Santo aponta para Jesus e não para Si mesmo. Mas nós também precisamos questionar que voz é esta desse Deus que está dando estas promessas grandiosas de prosperidade a esses que enviam a sua semente (dinheiro) para ele. É esta inspiração do mesmo Espírito Santo que escreveu Bíblia ou é Murdock que tira a Bíblia fora de seu contexto fazer uma promessa que não está lá?

Ele canta ao Espírito Santo dizendo que não há ninguém mais como Ele; ele aponta o Espírito Santo como a soma de tudo. Quem parece estar perdendo é Jesus, Seus ensinos e a Sua cruz. Em outras palavras, ele não está pregando o evangelho da salvação, mas dinheiro, crescimento, sucesso e melhora de si mesmo. O seu programa de televisão está mais parecido com um seminário condensado de sucesso motivacional.

O sucesso de Murdock está na habilidade em fazer as pessoas ficarem ligadas a ele, mas a sua real habilidade é com a sua lábia. Ele faz várias pausas e fixa o olhar atentamente na câmera como se soubesse o que você está pensando. Nem tudo o que ele diz é em vão, às vezes ele pode ter boa perspicácia, mas as coisas que são úteis são como pontos esparsos numa tela de radar. Em tudo o que ele fala sempre acaba achando um modo de voltar para a fé na semente. “Toda semente que você semeia será multiplicado mais rápido que você possa imaginar, é a provisão do milagre de Deus.” “A semente deixa sua mão e entra no futuro onde multiplicará.” “Algo em sua mão criará qualquer coisa que você quiser no futuro” (LeSea 26 de abril de 2002). Qualquer coisa que VOCÊ QUISER–dando dinheiro ao ministério dele! Essa é a promessa dele.

Uma coisa que você pode ter certeza é que você não adquirirá a Sã Doutrina Bíblica. A Bíblia não é usada do modo normal que um cristão bíblico conhece. Ele encontra versos com motivação para dinheiro e bênçãos. Murdock acredita que tem escrito uma enciclopédia financeira com as suas palavras de sabedoria e leituras de seus próprios livros no seu programa no lugar da Bíblia. Ele faz parecer como se as suas palavras de sabedoria fossem poderosas. Murdock diz para a audiência que se guardarem as suas palavras, elas mudarão suas vidas (Wisdom Keys, Lesea, 26,2002 de abril).

“Quando você deixar o que está em sua mão, Deus deixará o que está na mão Dele” (14 de maio de 2000 -Wisdom key, 46). Realmente é como a Bíblia diz que acontece? Não, mas é como ele diz que Deus opera. Este sujeito é sagaz e tem persuasão suficiente para mudar as manchas de um leopardo. Ele aprendeu com o melhor desta estirpe. Murdock atribui o seu conhecimento de fé na semente ao seu mentor, Oral Roberts. Ele é curador fiduciário do “Conselho Internacional de Ministros Carismáticos”. Roberts foi o inventor da fé na semente e os seus discípulos levaram isso para lugares que ele nunca imaginou. Ele perguntou para Oral Roberts que é o mentor da sua vida: “qual é o maior segredo que você descobriu em sua vida?” Oral disse sem hesitar… “semear para um resultado desejado, dando, tenho conseguido o que a mim tem sido prometido”. Isso é do pai do ensino de fé na semente. Como Roberts declarou em seu próprio programa: “se sua fé crescer, se você faz isto, como uma semente, aumentará. A outra palavra para fé é aumento, a outra palavra para semente é crescimento” (Oral Roberts Miracle Broadcast 1997 LeSea Broadcasting) . Por favor, vá para a Bíblia e observe se isto se confirma, se isto for verdade. NÃO É.

O que Lucas 6:38 realmente significa quando diz: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo.”?

Primeiro nós precisamos notar que isto é generosidade genuína, não é dar para adquirir algo. O regaço era a parte frontal das vestes das pessoas, assim a compra (frequentemente trigo ou algum outro genêro alimentício) poderia ser levado nele. No comércio ou comprando no mercado o vendedor que não apertava para baixo os grãos teria o regaço do comprador preenchido com ar a compra do trigo (assim eles adquiriam menos).
Eles eram justos em apertar o grão abaixo até que excedesse a capacidade. Isto tem a ver com as balanças nas feiras. Miquéias 6:11 “Seria eu limpo com balanças falsas, e com uma bolsa de pesos enganosos?” A aplicação é sobre a atitude de alguém, é de negociar com ou dar ao pobre e necessitado. O homem que é generoso na feira e nos seus procedimentos achará outros generosos para com ele. Não era para ser cruel no negociar ou em relação ao dinheiro e também não era para tirar vantagem de alguém que é pobre ou necessitado.

Murdock pode pedir mil vezes uma semente de $58 ou lhe pedirá para plantar uma semente de $1000 dólares em seu ministério, assim ele pode entrar em mais casas pela TV. Ele pede continuamente para mais pessoas plantarem uma semente de $1000 dólares (é este o modo de pregar o evangelho?) assim a roda continua girando. Ele pede para as pessoas para que “semeie uma semente de $58 que representa os 58 tipos diferentes de milagres na Bíblia” (Jan.8, 2000). Qualquer número que ele propõe acha na Bíblia. 58 é o “número santificado” desde o ano de 2002, mas isto está sujeito a mudança. Recentemente, o senhor Murdock teve isto para dizer do número 58: Deus lhe mostrou 58 bênçãos na Bíblia. Assim ele semeou uma semente de $58 e em 58 dias ele adquiriu essas 58 bênçãos (14 de junho, 2005 LeSea Broadcasting) .
Em seu blog há o registro de uma pessoa que doou $58 a Mike Murdock como ele havia pedido, e manteve um diário para registrar o que aconteceu durante 58 dias. Ele trabalhou?  http://murdockseedf aith.blogspot. com/

Em três de janeiro de 2003 no seu programa, ele procurava dizer que precisava de $300, mas afirmou sentir que estava sendo levado pela “unção” a dizer $70. São apresentadas fórmulas mágicas de como conseguir dinheiro e os meios de enriquecer, assim nós podemos receber tudo que desejamos da mão de Deus. Ele diz para as pessoas escreverem o nome de alguém em um cheque de $58 se você quiser ver um milagre acontecer na vida dela. Ele então conta histórias de como dentro de 58 dias ou exatamente 58 dias depois o milagre aconteceu de acordo com o que foi escrito. Associando que Deus responde a oração de acordo com o número de dólares dados ao seu ministério!!!

Murdock se vê como um profeta do lucro: “nunca se rebele contra um mensageiro da instrução financeira que Deus ungiu para destrancar sua fé.” Então a audiência repete isso em voz alta.
Ele diz que odeia a pobreza, “sua humilhação, vergonha, paralisia. Todas essas coisas vêm do pecado.” Isso é o que ele prega sobre riqueza e prosperidade, ele pensa que dinheiro é a resposta para todas as coisas…

Deixe-me propor uma questão: o que tem mais afeito eterno na alma de alguém? Ser pobre, ou estar sob a ira de Deus? A pessoa pode ser pobre e ainda pode ir para o céu. Na realidade a Bíblia diz que o pobre é rico em fé. Não há nenhuma licença para pregar para o pobre ser rico, mas pregar o evangelho da salvação (Mt.28:18-19) que está ausente de Murdock em seus programas de TV. Dinheiro não é algo que devemos nos esforçar para ter como uma promessa de abundância aos crentes. Nós devemos pregar o evangelho; nem mais nem menos.

Ele pede ao Espírito Santo mover corações para “plantar uma semente para nos ajudar a levar ESTE EVANGELHO.” Infelizmente não é o evangelho que Jesus e os apóstolos pregaram para o perdão de pecados, ao invés disso é o evangelho para perdoar o fato de ser pobre. Paulo se opõe a este uso do dinheiro em I Cor. 9:18: “Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo para não abusar do meu poder no evangelho.” Eu entendo que Deus tem certas pessoas talentosas para ensinar em assuntos particulares mas não se pode pedir doações a um ministério para espalhar o evangelho quando a mensagem dele estiver ausente.

Mas há alguma outra coisa faltando, e a Bíblia chama consistentemente de ensinar todo o conselho de Deus com o evangelho para a salvação de pecadores. Em seu lugar há outro evangelho de riqueza e prosperidade com os seus próprios provérbios espalhando por toda parte seu apelo. Ele pensa que esse entendimento é diretamente inspirado pelo Espírito Santo. Recentemente eu tenho ouvido Murdock vir dar uma porção do evangelho dizendo que Deus o ama e tem planos para você, mas não há nenhuma menção de que se é um pecador e nem da morte de Cristo em nosso lugar e a sua ressurreição explicada como a solução. Eu não estou dizendo ele nunca disse isto, mas eu o assisti durante anos e não ouvi isto. Até mesmo se ele pode mencionar isto de vez em quando, não é certamente o foco do seu ministério. Um exemplo disto é: “diga esta oração: Jesus eu o quero em meu coração” (LeSea Wisdom Keys Nov.17, 2003). Claro que isso não é o evangelho, mas uma mera porção do que sucede disto. Depois que ele deu a mensagem relativa a Jesus, ele vai direto ao apelo, em quantas pessoas (ex: 58 pessoas) que podem dar esta quantia de dinheiro. Assim o evangelho não é a mensagem principal, mas um “adicione” para o programa dele que se concentra em dinheiro=bençãos para os que semeiam uma semente.

Recentemente Murdock propôs algumas declarações elegantes que soam como Lao-tzu “aquilo que você está disposto a fazer agora determina o que Deus trará a você” (Wisdom Keys Lesea Broadcasting Oct. 18, 2002). “Sua reação para alguém em dificuldade determina a reação de Deus a você da próxima vez que você estiver em dificuldade.” É Deus influenciado por nossas ações para fazer bem a nós? Parece karma cristianizado, não graça.

EU DETERMINO QUE ASSIM SEJA

Murdock incorpora freqüentemente a palavra da fé que ensina em sua promessa de prosperidade: “Os próximos 90 dias você verá o poder e a presença, eu determino isso, está determinado. ” (Wisdom Keys LeSea Broadcasting Oct. 18, 2002, repeated Oct.29, 2002)

Com um “eu determino isso”, Murdock pode acabar com as doenças e trazer riquezas e bençãos a qualquer um que semeie uma semente para ele.

“Eu determino favor incomum… Eu determino Deuteronômio 8:18.” Outro vez digo “eu chamo sua colheita, a semente que você tem plantado na obra de Deus, eu envolvo minha fé ao redor da sua semente e eu falo com o norte para deixar o que pertence a você, o sul para deixar o que pertence a você, eu determino que sua semente incomum criará uma colheita incomum, eu falo em mil vezes retornando em dobro de acordo com Deuteronômio 1:11”.

Você bem que poderia correr para fora de sua casa pela porta dos fundos e procurar um trevo fresco de quatro-folhas do que praticar o que ele está oferecendo. Vá olhar o contexto de Deuteronômio 1:11 e compare com Gênesis 12; é sobre a promessa a Abraão, que Deus faria uma grande nação, um povo inumerável. Moisés está reafirmando o que Deus tinha prometido. Novamente Murdock usa esta passagem ilegalmente para proclamar uma bênção. Para esses do movimento palavra da fé não importa que tipo de promessa seja ou para quem é dirigida. Eles podem tomar tudo o que quiserem da Palavra e aplicar do jeito deles. Neste assunto eles nem mesmo notificam o que Murdock está fazendo, mas para quem é instruído na Palavra e busca a interpretação correta, esses podem ver o que ele está fazendo.

Um das coisas que ele pede para o semeador de semente é uma visitação misteriosa do Espírito Santo. A Bíblia ensina que um cristão já tem o Espírito Santo nele, assim o que exatamente visitará essas pessoas que lhe dão dinheiro? Isto aconteceria a você se não semeasse uma semente em seu ministério? Como é que Pedro disse ao homem coxo na Porta Formosa, dinheiro não tinha, mas ele teve o poder do Espírito Santo para curá-lo. Murdock também promete proteção incomum ao redor das pessoas e das suas vidas quando eles semearem. Na realidade as pessoas podem receber quase tudo que precisam e querem dar a semente no momento específico que ele pede. Murdock pode dar palavras de conhecimento a pessoas  com o dinheiro que deram como sua semente para o show da Lesea Broadcasting. Dê uma semente de $715 que você pode receber o que você precisa, como por exemplo“serão derramadas bençãos diante de você”. Murdock pode falar coisas, pode decretar e pode os fazer acontecer. Através da confissão positiva ele diz que: “eu entro corajosamente diante do trono de Deus hoje ao seu lado e eu libero a cura de Jesus de Nazaré no topo de sua cabeça até as solas de seus pés… ponha sua mão sobre o seu coração ou onde quer que você precise de um milagre agora.” “Rins sejam curados, eu falo com seu cólon, seja curado, sangue seja curado, eu comando a artrite para deixar suas mãos e pulso…juntas, cotovelos, dores de cabeça, etc”. Nada está fora da autoridade de Murdock.

“Eu decreto Isaías 58 e Isaías 40, Salmo 41:1, 2, 3… que sua saúde irá se recompor rapidamente” . “Eu decreto que a colheita inclui neste ano o fim daquela doença e doença alguma chegará perto da sua casa.” “Do norte, sul, leste e oeste que eu chamo a benção centuplicada na sua vida, no nome de Jesus amém.” “Agora decrete… este é meu ano para um matrimônio feliz, diga alto”.

Apesar de declarações estapafúrdias como essas, a pessoa tem que empregar esforços no seu matrimônio da mesma maneira que faz no trabalho secular. Eles reivindicam e daqui a pouco isto ocorrerá assim? Não há nada sequer parecido com isto na Bíblia.

O talento de Murdock está sendo reconhecido por muitos, inclusive pela LeSea Broadcasting. Cada ano ele é trazido ao show deles com Steve Munsey e John Avanzini para sempre que possível levantar fundos que eles precisam para o próximo ano de transmissão. Aqui é onde se ouvem algumas das histórias mais ultrajantes de declarações feitos sobre a fé na semente e dando para adquirir em qualquer lugar na televisão. Na realidade, Murdock parece ter mais histórias do que dias do ano.

No show da LeSea Broadcasting  para levantar os fundos ele apela para um expediente incomum, dizendo que a bênção é só para 120 ou 70 pessoas. Usando números bíblicos que as pessoas conhecem ele abusa do contexto em que eles normalmente são usados explicando para a audiência que é o Espírito Santo que está lhe dando estes números. Ele incita um certo número de pessoas a ir rapidamente ao telefone. Ele explica que eles precisam ligar agora enquanto ele estiver no programa: “não hesite agora é o tempo, não perca a oportunidade” (se eles hesitam e pensam sobre isso eles certamente podem mudar de opinião). Não importa se são 5, 13, 25, 40, 70, 100 ou 120; diferentes números são usados o tempo todo, porque ele diz que Deus está o levando a dar uma bênção para a sua semente. Ele pediu para o Espírito Santo mostrar isso para 120 pessoas que semearam uma semente de $200 (18 de junho de 2001). Ele pede outras vezes para que Deus lhe dê doze semeadores de semente incomuns de $1000 cada no seu programa. Eu ficaria surpreso, se mais que doze pessoas dessem uma semente de $1000 e ele disesse que não poderia aceitar este dinheiro e devolvendo-o dizendo que Deus disse que somente poderiam ser 12? Eu não penso assim, e você?

Depois de escutar as pérolas da sabedoria de Murdock em seu show durante algumas horas, os telefones começam a tocar. Funcionou: o vendedor de semente ofereceu falsas promessas em uma mistura de verdade com erro e o dinheiro entrou e como todo o mundo quer uma bênção, até mesmo se valer $1000. Eles estão desesperados.

Há vários anos atrás eu falei pessoalmente com Steve Sumerall da LeSea Broadcasting em um dos seus jantares. Eu o alertei que não usasse modos profanos ou coerção para levantar os fundos e lhe falei que isso não era necessário. Ele parecia estar aberto e me escutou na ocasião. Porém, quando eu discuti sobre a unção do jubileu que estava sendo usado como propaganda, ele não foi tão receptivo. Eu mostrei que o jubileu era a cada 50 anos e que se a pessoa conta os anos de quando eles reivindicavam que Jesus disse que era o jubileu (30 A.D) este não poderia ser um ano de jubileu. Ele me perguntou se eu era um profeta, eu respondi que não. Ele me falou então que se eu não era um profeta ele não me escutaria; ele só escutaria aqueles que são profetas neste assunto. A evidência bíblica eu apresentei provando que isto não era o ano do jubileu, nem que era um assunto importante ou praticado na igreja. Infelizmente pouco mudou, continua hoje da mesma maneira que se fez desde então.

Embora não seja pecado pensar em possuir bens, promover a “caça” por riqueza para você “viver a boa vida que Deus tem para você” é errado. Murdock acredita em Eclesiastes 10:19, “por tudo o dinheiro responde.”

Do seu ensino, a pessoa pensa que enriquecer seja o principal objetivo de ser um cristão. Paulo adverte “Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (I Timóteo 6:9-10).

A Bíblia é mal aplicada para se ter ganhos financeiros, junto com prioridades inadequadas e motivações mundanas. O seu prorama na TV dá a impressão de ajudar os seus telespectadores (os associados ou patrocinadores como ele assim os define) perguntando se desejam tornarem-se milionários (há um mote). Para ser espiritual uma vez erradamente fizeram um voto de pobreza dando mais do que possuíam, mas o coração estava no lugar certo. Agora eles fazem votos de riquezas, enquanto desejam mais do que qualquer necessidade pessoal; o coração não está no lugar certo. É focalizado no mundo e todas as coisas que Jesus e os apóstolos nos advertiram. Por quê? Mestres de prosperidade os removeram da simplicidade que está em Cristo. A Bíblia não ensina pobreza ou prosperidade, mas mordomia (em todas as coisas não só no dinheiro).

CONCLUSÃO

Murdock declara: “sua vida nunca mudará até que alguém decida ser extraordinariamente bom com você”.

O que faz realmente com que nós dependamos de pessoas para mudar nossas vidas? Parece que das numerosas declarações de Murdock a sua dependência e necessidade de pessoas para trabalhar para ele é um claro método não bíblico.

Os mestres da prosperidade vêem Jesus notavelmente como a si mesmos, usando roupas caras, morando em mansões, com grandes somas de dinheiro, tendo o melhor de tudo. A sabedoria de Salomão diz: “A sanguessuga tem duas filhas: Dá e Dá.” (Provérbios 30:15).

Moisés pediu somente uma vez para que dessem algo para a construção do tabernáculo e as pessoas deram tanto que isto é registrado em Êxodo 36:5. Moisés teve que pedir para as pessoas pararem de fazer doações, pois a quantia era suficiente e já estava sobejando. Você pensa que os pregadores de prosperidade fazem o mesmo? Nunca aconteceu.

Novamente, eu pergunto a esses que tem sucumbido a esta metodologia, você já parou para pensar quando Murdock supera a quantia de dinheiro estipulada sob a “unção” do número 30, ou 58, ou 70 etc, ele pede para que as pessoas parem de ofertar?

Eu ficaria surpreso se após atingir a meta alguém mais fosse ofertar e ele falasse ao telefone ou por e-mail que já é tarde e não pode aceitar seu dinheiro e que irá devolvê-lo; ele na verdade aceita, nunca dizendo a pessoa que ela não é parte do número 70 que o “Espírito Santo deu a mim”.

Murdock pode se apoiar no fato que haverá mais contribuintes se o montante for pequeno, muitas vezes. Esperançosamente, muitos irão ficar na expectativa com o dinheiro que deram para se unir a este esquema.

Eu penso que os milhares que estão desesperados e pouco sabem sobre a Palavra estão sendo manipulados para dar seu dinheiro, milhares. O pobre quer ser rico e o rico quer ser mais rico. Provérbios 13:8: “O resgate da vida de cada um são as suas riquezas, mas o pobre não ouve ameaças”.

Com os milhões que chegam a ministérios como este alguém deveria primeiro ver se eles pertencem a qualquer organização evangélica íntegra sempre antes de dar seu dinheiro.

Murdock de fato, diz: “os que transferem conhecimento também são capazes de transferir o erro”. (Wisdom key 24).

Estamos dizendo “adquira sabedoria, sabadoria é a coisa principal… riquezas e honra estão à tua mão direita…”. “Sabedoria é então melhor que riquezas…”. Isto não quer dizer que riquezes são melhores que a sabedoria ou sabedoria é melhor que riquezas”. E  assim você pode adquirir riquezas como Murdock ensina. Salomão que não pediu por nenhuma recebeu as duas, isto é graça, isto  é a vontade de Deus.

Murdock parece pensar que a sabedoria seja usada para ganhar dinheiro, influência e sucesso. Pessoas precisam de sabedoria verdadeira das Escrituras para não caírem nessa fraude da semente dos pregadores da prosperidade cuja intenção é pregar prosperidade como se fosse o evangelho. Aqui está a verdadeira sabedoria de Deus em Provérbios 21:5-6: “Os pensamentos do diligente tendem só para a abundância, porém os de todo apressado, tão-somente para a pobreza.Trabalhar com língua falsa para ajuntar tesouros é vaidade que conduz aqueles que buscam a morte”.

“… o ministério paga a Murdock como presidente e diretor, um salário que tem o ajudado a manter um estilo de vida opulento que inclui relógios Rolex, carros esportivos caríssimos e animais exóticos”.

Murdock muitas vezes diz: “Pai, se o que eu disse sobre semear e colher é a mesma coisa que lucro para a pessoa de Mike Murdock pode uma maldição cair sobre mim e meu ministério e minha língua enrolar-se no céu de minha boca se o que eu disse da Tua Palavra sobre semear e colher deixar hoje de ser o começo da grande exibição de milagres que seu povo jamais viu”.

Temos que ver a grande exibição de milagres, mais do que a de Jesus e dos apóstolos? Não. Na verdade Murdock é abençoado, não amaldiçoado, pois Deus que tem graça e paciência abundante, ainda não quis apanhá-lo em seu desafio.

Interessante o que diz Tiago sobre nossa língua ser um pequeno membro que gloria-se de grandes coisas. Muitos pregadores da palavra da fé e prosperidade dão testemunho de tudo que já receberam de bençãos ou fizeram acontecer por falar palavras com “fé”. Jesus disse que da abundância que há no coração disso fala a boca. Promover cobiça como espiritualidade mostra o que está dentro do coração dessas pessoas, e eles continuam a tagarelar com suas línguas.

Tiago 1:10-11: “E o rico em seu abatimento; porque ele passará como a flor da erva.Porque sai o sol com ardor, e a erva seca, e a sua flor cai, e a formosa aparência do seu aspecto perece; assim se murchará também o rico em seus caminhos”.

Buscar prosperidade ao invés do Reino de Deus e sua justiça é trazer a morte. E isto é exatamente o que os mestres da prosperidade focam em seus ensinos, eles não trazem vida para o corpo de Cristo. Tiago diz em 5:1-5: “Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão de vir. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias. Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos. Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações, como num dia de matança”.

Esses falso mestres que vivem este estilo de vida de opulência à custa dos que se sacrificam irão pagar por isso no fim.

Deixe-nos acrescentar sobre este assunto com a Palavra de Deus. Provérbios 28:20-23: “O homem fiel será coberto de bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não ficará impune. Dar importância à aparência das pessoas não é bom, porque até por um bocado de pão um homem prevaricará. O que quer enriquecer depressa é homem de olho maligno, porém não sabe que a pobreza há de vir sobre ele. O que repreende o homem gozará depois mais amizade do que aquele que lisonjeia com a língua”.

Provérbios 8:17-19: “Eu amo aos que me amam, e os que cedo me buscarem, me acharão. Riquezas e honra estão comigo; assim como os bens duráveis e a justiça. Melhor é o meu fruto do que o ouro, do que o ouro refinado, e os meus ganhos mais do que a prata escolhida”.

É obvio que Deus não está falando sobre um banco no céu.

Podemos ter uma vida arruinada por más escolhas, pois ímpios ficam iguais sob o disfarce de ensino bíblico.

Há um modo simples de concluir o que é certo e o que é errado. Se o sermão de alguém fala mais sobre dinheiro do que o evangelho ou o sangue de Cristo, então sua vida gira em torno do DINHEIRO.

Paulo disse em II Coríntios 11:7 : “porque de graça vos anunciei o evangelho de Deus”.

Ele não pregou dar para receber bençãos, mas o evangelho que é sobre salvar almas do pecado, e passar a eternidade junto de seu amado Deus; deveríamos fazer não menos atualmente.

Como alguém pode ser liberto de ensinos como este de Mike Murdock? Plante a semente (a Palavra de Deus, não do homem) no seu coração para se libertar da semente da ganância. Creia no Senhor para suprir suas necessidades sem precisar seguir promessas humanas e mundanas de prosperidade.

“Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento (ou no de outros)”.
Por Let us Reason Ministries
(Título original em inglês: The Magnanimous Money Message of Mike Murdock)

Material faltando, segue o link para a página com a tradução completa.

http://www.discernimentobiblico. net/mike% 20murdock% 20exposto. html

“…blessed are they that have not seen, and yet have believed.” (Jo 20:29 KJV)
http://www.discernimentobiblico. net/
Batalhando pelos princípios que Cristo estabeleceu

http://br.mc599.mail.yahoo.com/mc/showMessage;_ylt=AmEwlGmpdvL94nS.Spjc2PozGL4X?mid=1_46822_AMEMDUwAAOlxSbB0jAsfNUPHr%2FQ&fid=Inbox&sort=date&order=down&startMid=0&.rand=364908497&da=0

About these ads

27 Respostas to “Mike Murdock, O Ilusionista!”

  1. Eugênio Pimentel Says:

    O verdadeiro cristão não serve a dois senhores.Lembremos sempre o que
    o nosso irmão Paulo disse a Timóteo: Tendo sustento e com que nos co_
    brirmos,estejamos contentes.A piedade com o contentamento é a maior ”
    fonte de lucro. O cristão verdadeiro não serve ao dinheiro,serve somente
    ao Senhor Jesus Cristo.

  2. José Neto Says:

    Às vezes nos preocupamos tanto com a mensagem dos outros e nem sempre somos sinceros no que dizemos, com relação à palavra de Deus. O importante é nos mantermos firmes, fiéis e obedientes à palavra de Deus. Aquele que usa e interpreta a Bíblia da maneira que quer, esse acertará com Deus. Mas enquanto estamos ditando o que achamos que é certo, esquecemos de coisas primordiais que nos tiram da presença de Deus. Ele, (Dr. Murdock) está só prosperando, e nós, apenas criticando? Onde estão realmente nossos frutos?

  3. Roberto Aguiar Says:

    Nobre José Neto, saudações!

    Embora reconheça que sua liberdade de expressão é sagrada, também vou exercer a minha, discordando de você por alguns motivos importantes, por exemplo:

    Diga-me uma coisa José, toda vez que você discorda da atitude de alguém, isso quer dizer necessariamente que você não tem razão e está sendo maldoso? Pergunto isso porque pelas suas palavras, você dá a entender que eu estou errado simplesmente porque sou o autor das críticas? É mais ou menos assim, quem faz críticas sempre está errado.

    Por que será que toda vez que alguém critica algo ou alguém que não aprovamos, nós costumamos ver o autor da crítica com bons olhos? Mas no entanto, quando alguém critica algo ou alguém que aprovamos, o sentimento é totalmente inverso…

    A bíblia chama isso de “Facção”, forte sentimento de grupo, de time, onde a defesa do grupo está acima de qualquer coisa, inclusive da verdade. Sem Deus para influenciar, todo homem por melhor que seja é corrupto em si mesmo, e sempre se inclinará para o que lhe é favorável, e não para o que é verdadeiro nobre ou justo.

    José você tem razão quando diz que o mais importante é nos mantermos firmemente fieis a palavra de Deus, e foi justamente nesse pensamento que esse matéria foi postada. A palavra diz:

    “E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito sobre Jesus: O zelo da tua casa me devorará”. João 2:17

    “E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós”. I Coríntios 11:19 (Manifestem: Declarem, revelem, divulguem, demonstrem publicamente).

    Veja, a minha matéria é o cumprimento das palavras acima, mas você, contraditoriamente, tenta me convencer a não obedecer essas escrituras….Não faz muito sentido faz?

    Bem, José, se alguém está ditando alguma coisa aqui sobre a bíblia, são apenas duas pessoas: O Sr. Murdoc e você, porque por mais ignorante que alguém seja sobre interpretação de texto, seja ele qual texto for, da mensagem de um sujeito que veio de uma família pobre(Jesus), nasceu num estábulo(curral), não tinha um meio de transporte, não tinha moradia, quando morreu não tinha se quer onde ser enterrado, faleceu como um criminoso, dos seus 12 seguidores, 11, viveram e morreram como Ele, e a lição, o sentido de tudo isso é que nós temos que viver uma vida opulenta e materialista? Por favor nobre José …

    Murdoc está só prosperando…? …Que inocente o Sr. Murdoc….Ele está apenas ficando milionário as custas do evangelho… E você ainda acredita que o Murdoc entra na presença de Deus José?

    Meu caro José, você deve ser uma pessoa muito ambiciosa para comprar um “peixe podre” desses… Por isso você se tornou uma presa tão fácil para um vigarista da fé como Murdoc.

    Faço votos que pela fé, você consiga escapar desse laço!

  4. José Neto Says:

    Sr. Roberto Aguiar, respeito sua opinião, mas lamento sua má interpretação.

    Cuando você disse que “devo ser uma pessoa muito ambiciosa para comprar um “peixe podre” desses… Por isso você me tornei uma presa tão fácil para um vigarista da fé como Murdock”, o senhor cai no erro grave do pré julgamento. Graças a Deus não sou ambicioso, muito menos adepto da “confissão positiva”. E chamar o pastor de vigarista da fé, é querer dizer em outras palavras que ele usa de meios ilícitos para conseguir algo, é uma calúnia, outro erro, sendo que ele apenas prega a palavra de Deus e ensina como o homem pode ser abençoado por Deus, através da fé, e aceitando a Jesus Cristo. Provérbios 10:22 diz: “A bênção do SENHOR enriquece, e, com ela, ele não traz desgosto”. Se a busca por algo nos afastar de Deus aí sim, estamos fora do plano de Deus pra nós.

    Ás vezes pensamos que ser presa fácil é somente acreditar em qualquer ensino, ser presa fácil também é ter um coração invejoso, um coração hipócrita e ser demagogo nas palavras.

    Cuando você concluiu que eu acredito que “nós temos que viver uma vida opulenta e materialista” somente em contra partida à vida simples de Jesus Cristo, chegou novamente a conclusões precipitadas. Não penso de maneira nenhuma nisso. Cristo disse que no mundo teríamos aflições, mas também disse que tivéssemos bom ânimo, a missão Dele foi totalmente nobre e Ele veio à terra com um objetivo específico, pregar o arrependimento e salvar a humanidade. Seria até uma discrepância Ele em um ministério curto e objetivo adquirir muitos bens sendo que sua missão principal não foi essa. Será que estamos de fato andando como Cristo andou, em seus ensinamentos, ou restrigindo a vida cristã a apenas provas e tribulações? E nós, estamos na terra com qual objetivo?
    Somente o mesmo de Jesus?

    O senhor afirmou que eu tento lhe convencer a não obedecer essas escrituras, é uma total falta de saber de sua parte, eu Nunca ficaria contra a Palavra de Deus. Só seria interessante que você revesse seus pensamentos. Dissestes se referindo à riqueza e à sabedoria que “Salomão não pediu por nenhuma e recebeu as duas”. Salomão diz em I Rs 3:9 “Dá, pois, ao teu servo um coração cheio de discernimento para governar o teu povo e capaz de distinguir entre o bem e o mal”. Isso não é pedir sabedoria? O que é então? Cuidado para que no afã da tua crítica não venhas suprimir a Palavra de Deus.

    Penso eu que você quis dizer assim “Por que será que toda vez que alguém critica algo ou alguém que não aprovamos, nós “NÃO” costumamos ver o autor da crítica com bons olhos?
    Eu estou questionando suas palavras, não sua pessoa, por isso foi inapropriada essa colocação.

    Em momento algum disse que não tinhas razão e que eras maldoso, você tem razão realmente em boa parte do que disse. Mas infelizmente fez muitas conclusões precipitadas. Se quem faz críticas está errado eu estaria dizendo que Jesus Cristo e muitos homens da bíblia fizeram errado, seria uma contradição até mesmo à minha resposta. Na minha resposta eu disse “Aquele que usa e interpreta a Bíblia da maneira que quer, esse acertará com Deus”. Você realmente não entedeu a quem me dirigi.

    Para concluir, esteja pronto para críticas, não apenas para comentários que aprovem tudo que escreve. Podemos refutar todo argumento, só não podemos ir de encontro à palavra de Deus. II Tm 2:19 “Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece inabalável e selado com esta inscrição: “O Senhor conhece quem lhe pertence”.

  5. Roberto Aguiar Says:

    Ao contrário do que lhe ensinaram sobre a bíblia José, ela ensina a julgar sim. A famosa frase de Jesus “não julgueis”, de forma alguma está ensinando a ausência do julgamento, e sim a julgar sob a ótica da justiça divina. Vejamos,
    “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?” I Corintios 6:2

    “Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro?” I Corintios 5:12

    “Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?” I Corintios 6:3

    “Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?” I Corintios 6:5

    “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.” João 7:24

    “E, se na verdade julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou.” João 8:16

    “Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus,” II Corintios 3:5

    “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.” João 7:24

    Portanto José Neto, tenho toda a liberdade e obrigação de julgar a mim mesmo e, ou, a obra de qualquer outro segunda a bíblia.

    Sabendo que o evangelho do Sr. Murdoc se baseia enfaticamente na posse material, e não no ser uma nova criatura, é mais do que natural que as pessoas materialistas sejam atraídas pelo o que ele oferece. Quanto a negar que isso seja verdade, você tem toda liberdade de fazê-lo, conseguir provar é outra coisa, pois “pelo fruto se conhece as arvores”, ou será que Jesus estava enganado quando afirmou isso?

    Dizer que a mensagem do Murdoc é verdadeira, é uma distorção da palavra de Deus. Jesus nunca pregou o que o senhor Murdoc prega, e como ele, você também já aprendeu a distorcer o evangelho José. Um exemplo disso é o texto que você citou como referência de prosperidade material.

    O texto em absoluto se refere a riqueza material e sim a riqueza espiritual, como o apóstolo Paulo muito bem explica,

    “Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo; na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias.Como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo. II coríntios 6:4,10

    Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam? Tiago 2:5

    Mas deixarei no meio de ti um povo humilde e pobre; e eles confiarão no nome do SENHOR. Sofonias 3:12

    Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele; Lucas 16:20

    Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém-me do pão da minha porção de costume; Proverbios 30:8

    Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me. Mateus 19:21

    Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. I Timóteo 6:8

    Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; Tendo por maiores riquezas os sofrimentos junto de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa. Hebreus : 24,25,26

    Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus. Mateus 19:23

    Não te fatigues para enriqueceres; e não apliques nisso a tua sabedoria. Provérbios 23:4

    “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mateus.” 6:19

    E agora a prova final José Neto, que o seu evangelho juntamente com o do Murdoc são falsos:

    Na bíblia existem apenas um punhado de pessoas ricas que serviram a Deus,
    Abraaõ, José, Davi, Salomão, Jó,Ester (6 pessoas).

    Agora vamos em busca dos pobres do Senhor,
    Abeu
    Sete
    Enoque
    Noé
    Jacó
    Moisés
    Arão
    Josué
    Gideão
    Sansão
    Noemi
    Rute
    Samuel
    Elias
    Isaias
    Mordecai
    Jeremias
    Ezequiel
    Oséias
    Joel
    Amós
    Jonas
    Miquéias
    Naum
    Habacuque
    Sofonias
    Ageu
    Zacarias
    Malaquias
    Ágabo
    Micaias
    Natã
    Obadias
    Odede
    Jesus
    Ana (A profetisa)
    João Batista
    José (Esposo de Maria)
    Maria (Mãe de Jesus)
    Isabel (Mãe de João Batista)
    Zacarias(Pai de João Batista)
    Lázaro(O mendigo)
    Simeão
    Os doze apóstolos, Pedro, André, Tiago, João, Felipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, Simão (o nacionalista), Judas (filho de Tiago)
    Lucas
    Marcos
    Marta (irmã de Lázaro)
    Maria (irmã de Lázaro)
    Lázaro (O ressuscitado)
    Estevão
    Felipe
    Barnabé(vendeu os bens e deu aos pobres)
    Paulo
    Silas
    Apolo
    Timóteo
    Áquila
    Priscila
    Tíquico
    Aristarco
    Epafras
    Tito
    Erasto
    Trófimo
    Êubulo
    Prudente
    Lino
    Cláudia
    Ártemas
    Zenas
    Filemom
    Tiago

    São (84 pessoas) para citar só alguns servos da narrativa bíblica.

    A pergunta é, onde está na bíblia o registro da riqueza material dessas 84 pessoas, como o Murdoc e você meu caro José, pregam?

    Sim porque se é bíblico o que vocês pregam, obrigatoriamente tem que haver a prova textual dessa riqueza fundamentada no evangelho.

    Quem é o demagogo e hipócrita José? Certamente você e o Murdoc que não podem provar nada do que falam!

    A vida de todas essas pessoas listadas acima foram as melhores vidas vividas aqui na terra, e isso acompanhado de uma vida material simples. Algo que você José não tem a mínima idéia do que seja.

    Em momento algum disse que você questionou a minha pessoa, sei que suas críticas são ao meu credo. Fique despreocupado quanto a isso.

    Jamais questionei seu direito de fazer críticas a minha fala. Esteja bastante a vontade. Minha primeira frase a você foi justamente o reconhecimento desse seu direito. Portanto, não inverta a ótica das coisas, como se eu estivesse chateado com você de alguma forma. Em absoluto. Estamos aqui discutido, ambos, respeitosamente, sem no entanto deixarmos de ser claros nos evangelhos de cada um acredita.

    Esse seu evangelho, que é o mesmo do Murdoc é uma fraude, e uma traição ao evangelho de Jesus. É altamente contraditório e jamais poderá ser comprovado, como ficou evidente acima. A bem da verdade, o mundo hoje fala mau do evangelho e dos crentes com muita razão, por causa de pessoas como você José e o guru Murdoc. Nós crentes somos uma piada para o mundo por causa do evangelho que vocês pregam, que é escancaradamente ridículo, interesseiro e contraditório.

  6. José Neto Says:

    Me desculpe, mas esses versículos não provam o que você quer, muito menos a Bíblia é apologista a isso. Me parece que você é adepto do sofrimento terreno em oposição ao galardão divino, o que muitas seitas e falsas religiões também ensinam, que o homem deve ser pouco favorecido socialmente para estar mais próximo de Deus ou do sagrado. Isso a bíblia NUNCA ensinou, assim como também não ensina o prazer pelos bens materias. Por mais Teologia que você estude, nunca vai conseguir provar isso. Se você acha que sou defensor do materialismo, é engano seu.

    Assim como você qualifica o meu evangelho de falso, o seu está adulterado, é forçar a bíblia dizer o que ela não colocou como principal, nem verdade absoluta, é uma hermenêutica muito fraca e descomprometida dizer que pela quantidade de personagens “pobres do Senhor” (84 contra 6 ricos, que não são só esses registrados na bíblia, tem muito mais), a bíblia só defende a pobreza, é um absurdo. Ao contrário do que você pensa, isso não foi, não é e nunca será prova textual.

    Em Pv 10.22 é benção material sim, pois benção é uma dádiva de Deus concedida mediante obediência aos preceitos divinos. Eu não defendo o evangelho de Murdock, primeiro que o Evangelho é de Jesus Cristo. Eu defendo a benção de Deus atrelada à obediência à sua palavra. Se você for contra isso, está contra a bíblia ou talvez seu ensinamento está pautado e chega às linhas da Teologia Franciscana da Pobreza Cristã.

    Quando você usou os versículos sobre julgamento, definitivamente “usou” a bíblia a favor de si também. Em Mt 7.1 diz: “Não julguem, para que vocês não sejam julgados”. O julgamento humano é proibido por Deus sim, por mais que muitas vezes façamos. A discussão aqui não é sobre os crentes como governantes juntamente com Cristo – os versículos que você citou tratam sobre isso. Com exceção ao último de João 7:24 que você misturou, que menciona um caso específico de Jesus falando aos fariseus sobre a Lei.

    Só relembrando você, não defendo o “evangelho de Murdock” como diz. Defendo o que a bíblia defende, sem “forçações” ou adulterações.

  7. Roberto Aguiar Says:

    Nobre José, a sua capacidade de se esquivar da bíblia e se agarrar a fabulas é surpreendente. È claro que para você, esses versículos não provam nada, porque você só enxerga na bíblia aquilo que lhe convém.

    Essa definição de que pobreza é sinônimo de sofrimento José, existe apenas dentro da sua cabeça materialista. Para o resto dos mortais que vivem essa condição, de forma alguma se sentem torturados ou perseguidos por Deus. Para o seu conhecimento, os maiores índices de suicídio não estão na áfrica, mas nos países ricos como França e Japão.

    Quem nunca vai conseguir provar que Deus veio encher o homem de bens materiais é você José. Vejamos, Israel a nação escolhida, nunca passou de um reino insignificante no mundo, mesmo no tempo do pomposo Salomão. A terra prometida que “emana leite e mel”, nunca foi grande, nem se situava nas ricas terras da Europa ou das Américas. A terra prometida é do tamanho mais ou menos do estado de Sergipe, e 50% de sua geografia é composta de deserto e rocha. Jacó o patriarca, juntamente com seus doze filhos que deram origem as doze tribos de Israel, tiveram que migrar para o Egito para não morrerem de fome. Cadê a fartura e a riqueza prometida pelo seu Deus José? Cascata, evangelho de mentirinha, sem fundamento algum!

    Você José, só comparece ao debate apoiado por suas próprias palavras, isso torna a sua fala um discurso vazio, sem fundamento. Ao contrario de você, eu provo o que falo, mas você… é obrigado a protestar apenas baseado na sua opinião, porque simplesmente não tem como fundamentar o que diz. Qualquer um pode ver isso!

    Sim, o seu argumento sofreu uma derrota amarga de fundamentos, são 84 testemunhas do evangelho de Jesus, contra 6 do seu evangelho. Isso foi uma surra humilhante José.

    Não tente se esconder , isso não é honesto nem legal! O seu evangelho é o mesmo do Murdoc. Como você tem a coragem de tentar negar isso José? Uma coisa tão explicita para todos?

    É simples José, se você tem razão, prove dentro da palavra nos revelando esses seguidores de Jesus abençoados materialmente. O problema José, é que você jamais vai querer provar uma coisa que não existe, não é mesmo? Você vai se limitar a ficar protestando indefinidamente usando como fundamento apenas a sua palavra, única coisa com a qual você pode contar, não é mesmo José? Protestando, protestando, protes……Negando por negar…

    Você José, definitivamente é um exemplar perfeito do crente comum, do qual o mundo odeia com razão. Crentes como você simplesmente não respeitam a bíblia, não acreditam no texto completo. Escolhem no que querem acreditar, através de uma seleção de versículos especialmente catalogados segundo o gosto pessoal de vocês. A fé de vocês é uma fé oportunista, que está sempre a procura de uma nova maneira de como tirar vantagem de Deus. É por isso que eu compreendo perfeitamente quando o mundo zomba de crentes como você, e fala mau do cristianismo, chamando os cristãos de contraditórios e trambiqueiros, quando olham para crentes do seu tipo. Nessa hora o mundo está coberto de razão, e só pode contar com a aprovação de parte da igreja que é honesta e coerente com a fé verdadeira.

    Continue nessa obra infrutífera José, de protestar sem argumento algum, sem provar absolutamente nada, armado apenas com seu desejo pessoal de escolher acreditar em algo que você quer que seja verdade.

  8. José Neto Says:

    Seu Eugênio, é incabível, inaceitável e utópico o cristianismo que você pensa que segue, pensa que acredita e pensa que defande. Sinceramente com toda franqueza, você que não está conseguindo defender de forma sólida o que pensa que está totalmente correto. É um disparate e uma insolência você continuar dizendo que esses 84 personagens da bíblia que você citou provam o que queres que seja provado. Me diga aonde você aprendeu isso!

    Você está infringindo os princípios da interpretação bíblica, colocar a história de Israel migrando para o Egito, pra tentar, e somente tentar, defender uma posição miserável. Aquilo se refere a uma posição de Deus particular para com seu povo. Estás fazendo confusão com os textos ao misturar a época em que os hebreus ainda não tinham conquistado a terra prometida (Jacó), com a época de Israel como reino (Salomão). Isso jamais será defesa para a miséria. Você está somente usando pontos fracos de Israel que favorecem sua posição medíocre. Se você não sabe a Terra Santa sempra foi o centro das atenções da humanidade. Desde a promessa de Deus a Abraão (Gn 12.1-4) e passando por profetas como Zacarias (Zc 2.10-12). As riquezas de Israel sempre foram notórias, com recursos naturais de todo planeta. O próprio Deus vaticinou isso em Dt 32.13,14. Em Israel as chuvas caíam com regularidade, as colheitas não falhavam. A fauna e a flora eram exuberantes e os minerais podem ser achados por toda parte (Dt 12.7-9). Por isso Israel sempre foi alvo da inveja e da contradição de muitas nações. Me parece que você também é adepto disso cuando diz que Israel nunca passou de um reino insignificante no mundo. Mas a bíblia adverte em Sl 122.6 “Orai pela paz de Jerusalém; prosperem aqueles que te amam”.

    O senhor realmente não compreende a minha fala. Nunca disse que Deus vai “encher o homem de bens materiais”. Primeiro que não é qualquer homem, tem que ser servo de Deus e obediente à sua palavra. Você está tentando defender a pobreza pela bíblia, isso é “usar” a bíblia. Qualquer um pode isolar um texto ou interpretá-lo mal, assim como você fez com os textos anteriores. Estás iludido contigo mesmo. Não tens argumentos sólidos, o único que sabes fazer é afrontar a minha fé e mostrar dados incabíveis com os textos bíblicos como: “os maiores índices de suicídio não estão na áfrica, mas nos países ricos como França e Japão”. Nós estamos debatendo sobre a bíblia, se vocâ quer dados extra-bíblicos, eu também tenho, mas isso não vem ao caso agora.

    Você pensa que seus argumentos são fortes, mas engana a si mesmo, não passam de falácias humanas. Quer cristão de Jesus abençoado materialmente? O que me dizer de José de Arimatéia (Mt 28.57) e Cornélio (At 10)?, (isso só no NT). Ou desconhece a história bíblica? Só está faltando dizer agora que por serem em número inferior aos pobres, Deus não estava com eles, e os pobres, por estarem em número maior, já tem vaga no céu.

    Em momento algum eu disse que pobreza é sinônimo de sofrimento, você não passa de um contraditor. Pobreza existe e é fato, mas Deus ama os pobres assim como ama também os ricos. E ambos só verão a Deus, mediante a sua fidelidade. Pra você, me parece que para entrar no céu basta ser pobre, que os pobres já tem vaga garantida no céu. Jesus fala em Mt 19.23 que “é difícil entrar um rico no reino dos céus”, mas se trata de ricos que colocam seus bens acima da fidelidade a Deus.

    Todo homem quando não tem razão ou não entende a posição de outrem, dificilmente reconhece, e você não vai ficar atrás dessa premissa. Só lamento que você pensa que “argumentos” são insultos à certeza de fé que tenho em Jesus Cristo, meu Salvador, você não sabe o que são argumentos. Sua postura está sendo totalmente neófita, imatura e anti-cristã. Isso é lamentável para alguém que escreve artigos sobre a Bíblia, até coesos e interessantes. Cresça espiritualmente e desenvolva sua postura de acatamento à críticas que não são destrutivas, como as minhas. Dessa maneira Deus vai te prosperar em todos sentidos. Ou então, se não quiser, seja submerso pela arrogância e rijeza de pensamento, que não te levará a lugar nenhum. Respeite a fé dos outros, tenha uma postura correta de um estudante, leitor, escritor e apologéta. Ou serás mais um, dos milhares de escritores banais que tem no meio cristão, inflexíveis e amantes de seus próprios pensamentos.

  9. Roberto Aguiar Says:

    Palavras, palavras, palavras… José, você só tem conversa, mas não prova nada. José chega de repetir o seu credo, dele eu já estou empanturrado, eu quero é que você prove o que está afirmando. Será que dá para entender, ou será que é tão difícil assim? Chega de conversa, prove de uma vez o que você e Murdoc defendem e nos mostre essa promessa de prosperidade material que você diz existir, na vida dos homens de Deus da bíblia.

    Simples assim! Eu te trouxe 84 pessoas que são testemunhas de que essa prosperidade material é uma farsa. Agora o seu dever é inverter a situação usando provas textuais bíblicas.

    José parece que você aprendeu direitinho a arte de enganar do senhor Murdoc. Nós estamos falando aqui de riqueza material, e você vem dizer da importância histórica de Israel? Que coisa feia senhor José? Cadê a riqueza material do povo hebreu na bíblia? Quando Israel foi uma grande nação? Ou será que o senhor além de perverter a bíblia, vai também querer perverter a história mundial dizendo que Israel foi uma grande nação do ponto de vista material?

    As nações tinham inveja de Israel? Que mentira senhor José! Nunca existiu nenhuma nação com inveja de Israel porque Israel sempre foi pobre. Israel só incomodava aqueles povos mixurucas que viviam ao seu redor. Israel ia causar inveja em quem? Ao rico e poderoso Egito?

    Deus vai encher de bens matérias só os servos obedientes, ok!

    Por que então não encheu os apóstolos e os profetas?

    Quer dizer que “Deus” enche de riqueza um homem que é fiel a Ele, e essa é a sua explicação para a riqueza do Murdoc. Em contra partida não encheu de riqueza os apóstolos nem os profetas?

    Cadê a riqueza dos profetas?

    Cadê a riqueza dos apóstolos? Todos mártires menos um?

    José você deve estar pensando que os crentes, juntamente com o resto do planeta são idiotas José…

    Quero lhe dizer que dispenso em absoluto obter o que o senhor define como maturidade, fé e espiritualidade. Como seu exemplo de maturidade espiritual se traduz em vigaristas como o Murdoc, eu prefiro morrer com a mente de uma criança.

    O caso é que, ao contrario do senhor, eu me canso de repetir as mesmas coisas sempre. Mesmo porque já fiz a minha parte trazendo uma enxurrada de exemplos provando que o senhor está equivocado, ou equivocando. Ainda não descobri qual a sua intenção em defender a mentira. Não sei se é por ignorância ou se é por maldade, como no caso do Murdoc.

    Em todo caso, continuo esperando que o senhor prove na bíblia, onde estão essa maioria de homens de Deus abençoados com essa tal benção da prosperidade material que o senhor, e o seu guru Murdoc ensinam.

    Eu quero ver no seu próximo post PROVAS TEXTUAIS nas escrituras. Uma maioria de nomes de homens de Deus fartos materialmete. Sim porque nenhuma regra se faz com a minoria, e sim com a maioria, correto? Se o senhor vier de novo com bla,bla,bla, eu vou interpretar que o senhor não dispõe das provas de que precisa, mas mesmo assim quer morrer falando, iludindo. Nesse caso não comentarei mais suas postagens por falta de motivo racional para fazê-lo.

  10. José Neto Says:

    Sinceramente, não comentarei mais nada porque o senhor é arrogante e ignorante com suas mesmas palavras desde 01/01/2011. Já falei e repeti que não sou defensor de Murdock, percebi agora que o senhor é um profundo admirador particular e fã dele, pois sempre fala nele, talvez gostaria de estar no seu lugar, mais isso não me interessa.

    Não apresentei provas porque o que eu defendo não é o que você pensa ou quer que eu defenda, muito menos o que seu ídolo Murdock defende. O meu primeiro comentário sobre o artigo que você postou, lhe gerou uma profunda dor de cabeça e confusão, que está lhe atormentando, infelizmente, mas essa não foi minha intenção. No que acredito, já apresentei provas sim e interpretei corretamente os textos que o teólogo Roberto “usou”. Defendo que as bençãos de Deus são pra todos, mas nem todos obtem-la. Assim como a salvação é pra todos, mas nem todos possuem. É tão difícil de enteder isso? Há algo de errado nisso?

    O senhor é um profundo ignorante quanto à história de Israel. Se você desconhece em grande parte a sua história, foi incabível tê-la mencionado para defender sua postura sem defesa firme, se apoiando apenas em números (quantidade de pobres na bíblia) e dados sociais. Isso não está em nenhum princípio de interpretação bíblica. Você quer defender mas não está conseguindo de maneira sólida, aí só sabe me acusar de algo que já lhe expliquei, (ignorância total). Se não ia conseguir defender de maneira aceitável, nem entrava no debate, o senhor começou esse debate. Está entrando em contradição com os textos bíblicos e fazendo confusão com a história. Ex. Israel nem era nação consolidada quando o Egito era poderoso. Investigue primeiro antes de jogar e chutar palavras no seu comentário. Lembrando que ao contrário do que o senhor pensa que maioria textual é prova, toda regra tem sua exceção. Mentira ou verdade?

    Só me responda uma pergunta dentro da bíblia pra encerrar isso, só essa, sem longo discurso prolixo e repetitivo, fazendo uma exegese verdadeira do texto, já que o senhor se considera um grande e profundo argumentista e defensor do que pensa. AONDE NA BÍBLIA A POBREZA É SINAL DA GRAÇA E PROMESSA DIVINAS E OBEDIÊNCIA A DEUS? Se conseguir me respondar essa, tiro meu chapéu pra você e lhe parabenizo.

  11. Roberto Aguiar Says:

    Eu sabia José…você está se tornando uma pessoa previsível…o mesmo Bla, bla,bla de sempre. Não prova nada, foge o tempo todo da responsabilidade de provar o que defende, mas, no entanto, não desiste de tentar ludibriar usando as palavras. Em vez de cumprir a sua responsabilidade de provar, se limita a repetir indefinidamente no que acredita, e agora, na maior cara de pau, vem dizer que eu é que tenho que provar….isso é piada…heheheh.

    Muito embora eu, sem ser minha responsabilidade, porque no direito legal o ônus da prova cabe a quem está questionando, já tenha provando por diversas maneiras a falência do evangelho da prosperidade, agora você vem jogar de volta para mim, o que não conseguiu responder?

    Meu nobre José, você foi o questionador da matéria publicada, portanto cabe apenas a você José, não ao papa, não ao bispo, mas apenas a você provar que o evangelho do Murdoc é verdadeiro. E até agora, nessa oficio, você está se saindo muito mal.

    Não mude o tema do assunto. Não responda uma pergunta com outra pergunta. O tema aqui não é a pobreza, mas o falso evangelho da prosperidade, que o senhor veio defender, mas que não sai da promessa… Uma eterna promessa…!

    Pensei está tratando com alguém racional, e com juízo, que não entraria jamais em algo que não pudesse lhe dar, mas você, é um polemista por amor a arte, que quando se ver em apuros tenta confundir o adversário, em vez de admitir a derrota. Faz um monte de afirmações sem provas e foge descaradamente da responsabilidade de fundamentar o que diz.

    Infelizmente tenho que finalizar o nosso debate porque cansei, de em vão, chamar você para que cumpra sua responsabilidade de provar o que afirma. Em sua omissão, você nos informa de que você não prova, porque não dispõe dos meios para isso, porque se pudesse, já o teria feito a muito. E o motivo porque não se rende, é o orgulho. Uma espécie de tática suicida de Kamikaze, “não me rendo, nem tão pouco desisto de lutar”. Sendo assim esse debate já deu o que tinha que dar.

    José, quero lhe dizer que te respeito como ser humano criado por Deus, portanto, super valioso. O que desaprovo em você é seu falsificado credo religioso. Impossível de ser digerido.

    Encerro aqui minha participação com você e desejo-lhe que encontre o evangelho genuíno.

  12. José Neto Says:

    Tudo que desejastes a mim também desejo a você sinceramente!
    Mas, realmente não tens como me responder essa pergunta, assim como a prosperidade como doutrina não pode ser exegeticamente provada pela bíblia.

    Vou repetir minha primeira postagem pra mostrar pra você que és um opostor à verdade.
    “Às vezes nos preocupamos tanto com a mensagem dos outros e nem sempre somos sinceros no que dizemos, com relação à palavra de Deus. O importante é nos mantermos firmes, fiéis e obedientes à palavra de Deus. Aquele que usa e interpreta a Bíblia da maneira que quer, esse acertará com Deus. (Me referindo ao Murdock, se o nobre Roberto ainda não entendeu, misericórdia!) Mas enquanto estamos ditando o que achamos que é certo, esquecemos de coisas primordiais que nos tiram da presença de Deus. Ele, (Dr. Murdock) está só prosperando, e nós, apenas criticando? Onde estão realmente nossos frutos?”

    Me mostre expositivamente e sensatamente aonde eu sou adepto da prosperidade ou em qualquer outra fala minha. Já te disse no que acredito. “””Defendo que as bençãos de Deus são pra todos, mas nem todos obtem-la”””. Aonde está a Teologia da Prosperidade aqui, me diga? Ou você não tem noção do que ela prega, hein? Em linhas gerais essa teologia afirma que: o cristão verdadeiro tem o direito de obter a felicidade integral, e de exigi-la, ainda durante a vida presente sobre a terra”. Não seja hipócrita. Pois acredito que você é filho de Deus e não do Inimigo, que é o pai da mentira. Você infelizmente se defendeu dessa teologia, mas não entendeu que eu também não sou adepto dela, nem tão pouco da pobreza como forma de vida cristã, pois não sou franciscano. Ainda não entendeu irmão Roberto?
    Me prove com minhas próprias palavras, que sou adepto dela, se conseguir, tente me contradizer! Defendeu algo por engano porque não compreendeu minha primeira fala. Lamentavelmente o equívoco foi seu. Não me considero derrotado, nem tão pouco fostes triunfante nesse debate. Tenho certeza que encontrei o evangelho genuíno, ao contrário de você, que só sabe julgar a fé dos outros, algo que compete somente a Deus, no dia do Juízo.

    Se ainda não entendeu peça sabedoria a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.

    Isso serviu pra que o senhor procure enteder a fala de seus debatentes antes de manifestar uma opinião e também para não entrar de graça numa discussão desnecessária e sem limites.

  13. Roberto Aguiar Says:

    “ME MOSTRE(Roberto) EXPOSITIVAMENTE E SENSATAMENTE AONDE EU SOU ADEPTO DA PROSPERIDADE OU EM QUALQUER OUTRA FALA MINHA. JÁ TE DISSE NO QUE ACREDITO. “””DEFENDO QUE AS BENÇÃOS DE DEUS SÃO PRA TODOS…. AONDE ESTÁ A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE AQUI, ME DIGA?

    JOSÉ NETO

    “E chamar o pastor(Murdoc) de vigarista da fé, é querer dizer em outras palavras que ele usa de meios ilícitos para conseguir algo, É UMA CALÚNIA, outro erro, SENDO QUE ELE APENAS PREGA A PALAVRA DE DEUS E ENSINA COMO O HOMEM PODE SER ABENÇOADO POR DEUS, ATRAVÉS DA FÉ, E ACEITANDO A JESUS CRISTO”.

    José Neto

    “O senhor realmente não compreende a minha fala. Nunca disse que Deus vai “encher o homem de bens materiais”. PRIMEIRO QUE NÃO É QUALQUER HOMEM,(par ser próspero) TEM QUE SER SERVO DE DEUS E OBEDIENTE À SUA PALAVRA.”

    José Neto

    “Jesus fala em Mt 19.23 que “é difícil entrar um rico no reino dos céus”, MAS SE TRATA DE RICOS QUE COLOCAM SEUS BENS ACIMA DA FIDELIDADE A DEUS”.

    José Neto

    [ Alguém conhece algum que não coloca?]

    “Cresça espiritualmente e desenvolva sua postura de acatamento à críticas que não são destrutivas, como as minhas. Dessa maneira DEUS VAI TE PROSPERAR EM TODOS SENTIDOS”.

    José Neto

    Em Pv 10.22 É BENÇÃO MATERIAL SIM, POIS BENÇÃO(material) É UMA DÁDIVA DE DEUS CONCEDIDA MEDIANTE OBEDIÊNCIA AOS PRECEITOS DIVINOS. Eu não defendo o evangelho de Murdock, primeiro que o Evangelho é de Jesus Cristo. EU DEFENDO A BENÇÃO (material)DE DEUS ATRELADA À OBEDIÊNCIA À SUA PALAVRA”.

    José Neto

  14. José Neto Says:

    Me poupe. Isso não é prova que sou seguidor dessa teologia. Muitos pregadores que também não o são mencionam essas expressões. Procure em um dicionário bíblico os significados dos termos ‘prosperar’ e ‘benção’. AMÉM!!

  15. Lidiane Says:

    bem que se diz: por se multiplicar a iniquidade o amor de muitos esfriaria. Tai uma prova disto.

  16. JUCILENO BALIEIRO Says:

    obrig por suas palavras
    elas servem de edificação
    pra qualquer um

  17. Elzimar Mendes Says:

    o livro é muito bom,como faço para comprar,minha mãe que presentear minha irmã caçula,desde já agradeço. Elzimar

  18. Luciano moreira Says:

    olá boa tarde gostaria muito de ler este livro, alguem saberia me dizer onde compra-ló?

  19. Roberto Aguiar Says:

    Tente procurar numa livraria espírita!

  20. GEOVANA Says:

    Concordo plenamente que é complicado entender um ministério focado em riquezas..em bençãos materiais. Mais contribui quem quiser, ninguém é forçado a nada!!…damos o dízimo, que é bíblico, muitas vezes não tem o fim como deve, mas nossa obediência é considerada diante dos olhos de Deus e cada um responderá por seus atos.

    Acredito que faz parte de uma vida com Deus, a prosperidade! Pois a ele tudo pertence e se assim não fosse, não nos esperaria no céu, mansões e sim “barracos”.

    Infelizmente ainda estamos aqui passando pela terra e acredito que ter uma vida aqui satisfatória, realizando nossos sonhos sejam eles grandiosos ou não, fazem parte de nossa purificação para um dia nos encontrarmos com Jesus. Discutir não é o melhor caminho a meu ver…pois tantos e tantos versículos aqui foram citados e cada um expõe como lhe é de entendimento.

    Como uma oração, uma simples oração podemos aniquilar um falso profeta….mas o murmurio em nada parece relevar alguma coisa!!!

    FIQUEM NA PAZ DE DEUS MEUS AMIGOS, OREM, OREM MUITO SEGUNDO O ENTENDIMENTO DE CADA UM!!!…E PRINCIPALMENTE, OREM PARA QUE A VOLTA DE JESUS NÃO TARDE PARA QUE TODAS ESTAS COISAS VENHAM POR FIM!!!

  21. PATRICIA Says:

    TUDO ESTÁ ERRADO ATÉ QUE DEUS ENDIREITE!!!

  22. João Says:

    MAIKE MURDOCK MUDOU NOSSA VIDA AQUI EM CASA….PELOS ENSINAMENTOS DELE, TEMOS UMA VIDA MUITO E MUITO MAIS FELIZ…FINANCEIRAMENTE 10X+ DO QUE TINHAMOS…E EM NADA ISSO NOS AFASTOU DO SENHOR..PELO CONTRARIO…FOI TÃO REAL VER A BENÇÃO ACONTECER TAO MARAVILHADOS COM AS GRANDIOSIDADES APRESENTADAS QUE MAIS E MAIS QUEREMOS DARRRRRRR!!!…SEJA A QUEM FOR…LIBERAR É A FORMA DE ACUMULAR….

  23. Flávio Says:

    É isso aí Prs. de plantão!

    Segue meu comentário!

    Quer riquezas? Tenha uma vida RETA, SANTA, busque ao SENHOR, busque seu TEMOR, e se no momento em que ELE buscá-lo for APROVADO, ganhará os Céus e verá as riquezas.

    As riquezas do Senhor são na Glória (ruas de ouro), ao vencedor de todas as aflições Ele dará a coroa da vida eterna e o colocará assentado em sua mesa. Lhe dará um novo nome, uma nova história, uma nova vida.

    O principio da semente serve para cristãos ou não cristãos, é universal para qualquer homem. Se semear em terra fértil, certamente colherá, basta cuidar para que a semente não caía nas pedras, espinhos e que as aves do céu não comam.

    Aquilo que ele plantar, certamente colherá.

    Abençoe primeiramente semeando no seu ministério local, pois na sua dificuldade quem dará apoio à você é o seu Pr. local e não alguns LOBOS vestidos em PELE de CORDEIRO.

    Jesus disse:

    No mundo tereis aflições…… eu venci o mundo.
    Quem quiser me seguir… tome a sua cruz e siga-me.

    Maldito o homem que confia no homem,
    Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR

    Jeremias 17:5-10

    Não jugueis para não ser julgados !!!!
    Semeie a palavra da verdade e ela libertará.

    Cada homem prestará contas a Deus de tudo que semear !!!

    Jesus te Ama!!!

    Busque ter um ENCONTRO ÍNTIMO E VERDADEIRO com ELE !!!

    Somos mordomos de Deus nessa terra, apenas estamos para cuidar de tudo o que ELE põe em nossa mão.É ilusão acharmos que temos algo,tudo pertence à Deus. Ele dá e tirá quando quer.

    Deus os abençoe e tenha uma ótima tarde em NOME DE JESUS!

  24. Flávio Says:

    João Diz:
    18/03/2011 às 17:01
    MAIKE MURDOCK MUDOU NOSSA VIDA AQUI EM CASA….PELOS ENSINAMENTOS DELE

    Cuidado com a idolatria! Deus mudou sua vida?
    Busque os ensinamentos de Jesus e tudo se torna simples!!!

    Mike Murdock, foi um grande evangelista na maior parte de sua vida e parece ter se esquecido de que Deus quer colher o maior números de almas para viver na Glória!!!

    Jesus está voltando, está na porta !!! Volte-se para ele antes que seja tarde!

  25. Alessandra Says:

    Nasci em lar evangélico e me lembro que a pouco anos atrás, pois eu tenho apenas 30 anos de idade, nós só falávamos do céu não tinhámos pretenções aqui na terra, os crentes estavam felizes com tudo o que possuíam e davam graças a Deus pelo sustento cotidiano. O mundo mudou, o Brasil mudou, e como a bLíblia diz: ” e não vos conformeis com este mundo, mas trasformai-vos pela renovação do vosso entendimento”.Essa busca desenfreada por riquezas e status é coisa do mundo! nÓS temos que trabalhar, administrar o que ganhamos e viveremos bem com plena dignidade, não precisamos ostentar luxo, afinal estamos apenas de passagem…!

  26. paulo Says:

    esse hoemem´é uma inspiraçao para quem nao acredita no poder que a palavra de deus pode fazer. um abraço

  27. Vou falar a minha experiência com Mike Murdock.
    Primeiro, eu assisti dois cultos em que ele pregou aqui em Campo Grande/MS. Foi uma benção. Uma ministração simples, mas com uma palavra sábia e bíblica.
    Depois eu li dois livros dele: “A lei do reconhecimento” e “As 3 coisas mais importantes na sua vida”. Não achei nada de monstruoso. Tudo o que e falou está na Bíblia, ora bolas.
    Ele não ensina: “Plante uma oferta, que você vai prosperar.” Ele prega “Seu esforço, dedicação e estudo pode te fazer enriquecer, pois há sempre um risco. Mas, se você plantar uma semente financeira, você terá uma colheita financeira, que, aliada a orientação no Espirito Santo, certamente te fará prosperá. E prosperidade não só ser rico, e desfrutar da vida, mas além disso, ajudar o próximo.”
    O que tem demais nisso?
    Eu e minha família praticamos esses ensinamentos (antes de conhecer o Mike Murdock) e tem dado tudo certo. Nos prosperamos.
    No livro “As 3 coisas mais importantes na sua vida”, ele coloca o dinheiro em último lugar. Primeiro vem o Espirito Santo, depois a sua missão (“desígnio”).
    No final deste livro, ele fala sobre Dinheiro (quem não precisa dele?) e oferta. E ele diz assim: “Se você não entendeu sobre oferta, sobre semente financeira, tem dificuldade em crer, tem dúvida no seu coração, não oferte. Converse com o Espirito Santo. Leia este livro de novo, e veja qual a vontade de Deus para a sua vida”.
    Precisa dizer mais alguma coisa?
    Na minha opinião, um ladrão de igreja não diria uma coisa dessa.
    Contudo, nem tudo são flores. Ele também tem seus defeitos.
    Primeiro, esse negócio de quantidade determinada de oferta (58, 1000), também não me convence, até porque eu costuma ofertar em quantidade superior. Eu sei que na Bíblia, há situações de ofertas predeterminadas, mas, mesmo assim, eu não me dou bem com isso.
    Segundo, os livros dele são repetitivos. Acho que as pregações também. Não que o livro seja ruim. É bom. Mas, é repetitivo. Eu li dois livros dele, e dificilmente lerei um terceiro.
    Terceiro, não concordo com ele quando diz “Temos que aceitar os pregadores que pregam apenas sobre prosperidade financeira, pois essa é especialidade deles, esse é o chamado de Deus para a vida Deles.” Equilíbrio é essencial. Nem o próprio Mike Murdock prega apenas sobre dinheiro. Pregador tem que pregar sobre tudo o que for conduzido pelo Espirito Santo, e não acredito que Ele só queria que uma pessoa pregue sobre esse tema.
    Conclusão. Recomendo ao leitor deste comentário que veja sempre os dois lados da moeda. Todo mundo tem qualidades e defeitos. Todo mundo tem críticos e elogiadores. E, como Jesus disse, temos que amar todo mundo, até os inimigos.
    Não quer ofertar. Beleza, irmão! Vá chupar picolé na benção de Jesus.
    Quer ofertar. Beleza, irmão! Que você seja o dono da fábrica do picolé na benção de Jesus.
    Acho que disse tudo o que queria.
    Um abraço a todos.
    Ps. 1: recomendo a leitura do livro As 3 coisas mais importantes.
    Ps. 2: Todas o que foi escrito entre aspas é paráfrase.

Nesse blog, 100% dos comentários são publicados, portanto contribua com sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 257 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: